Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
17/01/2018 14:35 | Autor: Editor

Paraná se tornou o quarto maior exportador do País em 2017

O estado não ocupava esta posição desde 2012

As vendas externas somaram 18 bilhões e 80 milhões de dólares, 19,2% mais do que no ano anterior.
Com o resultado, o Estado ficou à frente do Rio Grande do Sul – com 17 bilhões e 790 milhões de dólares - e atrás apenas de São Paulo com 50 bilhões e 660 milhões de dólares; Minas Gerais com 25 bilhões e 350 milhões de dólares e Rio de Janeiro com 21 bilhões e 710 milhões de dólares.
Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.
A safra recorde de grãos e a retomada das exportações da indústria fizeram o Paraná ter o melhor resultado em faturamento nos embarques desde 2013 – 18 bilhões e 200 milhões.
De um lado, a boa produção do campo que elevou as exportações de soja e milho, e do outro, a retomada das exportações de manufaturados, que tem maior valor agregado e garantiram mais receita para o comércio exterior.
A previsão para 2018 é que as exportações continuem a apresentar resultados positivos, puxados principalmente pelo desempenho de produtos industrializados.
As vendas externas de soja em grão cresceram 40% em 2017, passando de 2 bilhões e 950 milhões de dólares para 4 bilhões e 140 milhões de dólares.
Principal produto da pauta de exportação do Estado, o grão respondeu por 22,9% das receitas de embarques do Estado no ano passado.
As vendas de carne de frango in natura – segundo produto mais exportado do Estado – cresceram 11,5%, passando de 2 bilhões e 80 milhões de dólares para 2 bilhões e 320 milhões de dólares.
Um dos grandes destaques do ano foi a exportação de celulose, que deu um salto com a produção da fábrica da Klabin, em Ortigueira, nos Campos Gerais: as exportações cresceram 79,3%: de 308 milhões e 960 mil dólares para 553 milhões e 840 mil dólares.