Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
09/02/2018 09:28 | Autor: Editor

Denúncias de tráfico humano no Paraná mais que dobrou entre 2016 e 2017

O número de denúncias de tráfico humano no Paraná mais que dobrou entre 2016 e 2017.
Segundo dados do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, ligado à Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, 57 denúncias foram registradas em 2016 e no ano passado, esse número saltou para 151.
Segundo a coordenadora do Núcleo, Silvia Cristina Xavier, os casos denunciados são de exploração sexual, adoção ilegal e trabalho análogo ao de escravo e neste período de Carnaval a atenção precisa ser redobrada.
O Núcleo do Paraná foi implantado em 2013 para apurar as ocorrências e realiza campanhas frequentemente para estimular as denúncias.
No caso das vítimas de exploração sexual, 86% são mulheres e a grande maioria, crianças e adultos com idade entre 9 e 35 anos.
A coordenadora acrescenta que geralmente, as vítimas são atraídas para outras cidades e têm os documentos e objetos pessoais retidos pelos grupos criminosos para dificultar a fuga e a formalização das denúncias.
Durante o Carnaval, integrantes do Núcleo, das polícias rodoviária Estadual e Federal, do Ministério Público e equipes à paisana atuarão em conjunto para intensificar a fiscalização.