Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
12/03/2018 14:30 | Autor: Editor

Janela partidária vai mudar a configuração de bancadas na Assembleia

A "janela partidária" e a proximidade do pleito de outubro devem contribuir para alterar, já nas semanas seguintes, a configuração na Assembleia Legislativa do Paraná.

Ventos sopram em direção a Ratinho Jr e deputados aproveitam o embalo

Hoje, das 54 cadeiras, 33 são ocupadas por integrantes da base aliada ao governador Beto Richa.
A expectativa não é de que a oposição, de sete membros, cresça, mas de que alguns nomes da situação passem a se declarar independentes, especialmente aqueles do bloco informal PSC-PSD, liderado por Ratinho Jr. que é pré-candidato ao Palácio Iguaçu.
A janela, período em que os políticos podem trocar de sigla sem o risco de perderem seus mandatos, começou na última quinta-feira e vai até 7 de abril , exatamente seis meses antes do primeiro turno das eleições.
Questões como cláusula de barreira, fundo partidário e os cenários nacional e municipal tendem a pesar na decisão.
A data final é a mesma em que Beto Richa terá de decidir se deixa a chefia do Poder Executivo para concorrer ao Senado.
Embora o tucano não tenha anunciado a desincompatibilização, sabe-se que a vice-governadora, Cida Borghetti , tentará sucedê-lo, levando consigo parte considerável da máquina do Estado.
Assim, a tendência é de que o ex-secretário do Desenvolvimento Urbano busque cada vez mais se "deslocar" da administração estadual, contando com o apoio dos colegas de Parlamento.
Atualmente, ele "controla" outros 13 deputados, sendo cinco do PSC e oito do PSD.
O que se comenta nos bastidores é que Missionário Ricardo Arruda, do PEN; Mauro Moraes, do PSDB; Adelino Ribeiro, do PSL; Cantora Mara Lima, do PSDB; Ademir Bier, do MDB e Jonas Guimarães estão conversando com o grupo de Ratinho Jr.
Atualmente, ele "controla" outros 13 deputados, sendo cinco do PSC e oito do PSD mas trabalha para que o número suba para 17 ou 18.