Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
15/04/2018 11:33 | Autor: Maiko

Rondonense baleada por ex-companheiro apresenta melhoras e não precisa mais de UTI

A rondonense Cristina Teresinha Scherner, 36 anos de idade, vítima de disparos de arma de fogo efetuados no ultimo dia 10, pelo seu ex-companheiro um sargento aposentado da PM, não precisa mais ser transferida para outro centro médico, pois apresentou melhoras em seu quadro clinico.

No sábado, ela apresentou significativas melhoras e desde então foi extubada, ou seja, foi retirada a entubação e a ventilação mecânica; e Cristina passou a ter respiração espontânea.

A técnica de enfermagem permanece na unidade semi-intensiva do Hospital Rondon, mas não existe mais a necessidade de ser transferida para UTI.

Segundo informações medicas, ela está consciente e já teria conversado com a equipe de enfermagem, contudo, não há previsão de alta.

No último dia 10, Cristina Terezinha Scherner foi atingida por cinco tiros disparados pelo seu ex-companheiro, o Sargento da Reserva da Polícia Militar Gelmir Paula dos Santos que se suicidou em seguida.

Devido à gravidade dos ferimentos, existia a necessidade de transferencia para alguma UTI da região, contudo, apesar de estar na Central de Leitos não havia sido encontrada vaga – via SUS - para a rondonense.

Na sexta-feira, uma ordem judicial determinou a transferencia em ate 24 Horas da paciente Cristina Terezinha para alguma UTI, mediante multa ao município de MaL Rondon.

Desde o registro da ocorrencia, a Secretaria Municipal de Saúde tentava uma vaga em UTI, e ate havia sido mantido contato com um Hospital Privado de Cascavel, contudo, devido a melhora apresentado em seu quadro de saúde, os médicos atestaram que ela não precisa mais de uma UTI, e sim de uma Unidade Semi Intensiva, a qual oferece o Hospital Rondon, onde a mulher segue internada.