Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
15/05/2018 15:35 | Autor: Editor

Quadro Negro financiaria caixa 2 de Richa, do filho e do irmão em 2018, diz delator

Principal delator da Quadro Negro, o dono da Valor Construtora, Eduardo Lopes de Souza, disse em audiência na 9ª Vara Criminal de Curitiba, que o esquema de desvios de escolas estaduais investigados pela operação também abasteceria a campanha do ex-governador Beto Richa ao Senado.
Segundo o empreiteiro, em vídeo divulgado ontem, o ex-diretor da Secretaria de Estado da Educação, Maurício Fanini o interpelou em 2015, logo após a reeleição de Richa ao governo, cobrando mesadas de 100 mil reais para abastecer, via caixa 2, gastos de campanha do tucano em 2018 para o Senado.
O fundo ajudaria a financiar também as campanhas do irmão Pepe e do filho de Beto, Marcello Richa, que se candidatariam, respectivamente, a deputado federal e a deputado estadual, agora em 2018.
De acordo com o delator, o pagamento da mesada teria sido feito diretamente a Fanini por quatro ou cinco meses, até ele ser exonerado do cargo.
Pouco depois, as fraudes na Secretaria de Educação foram descobertas e a operação Quadro Negro foi deflagrada.
Até agora, o Ministério Público Estadual apontou que os desvios passam de 20 milhões de reais.