Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
20/06/2018 10:12 | Autor: Editor

BPFron e Receita Federal cumprem mandados judiciais no Arroio Guaçu

Equipes da 1ª Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira e da Receita Federal de Foz do Iguaçu cumpriram ontem três mandados de busca e apreensão na região do Arroio Guaçu, em Mercedes.
As ações tinham por principal objetivo localizar ilícitos oriundos do tráfico de drogas e contrabando.
Nas duas primeiras residências que foram alvos das buscas nenhum ilícito foi encontrado, porém os moradores confessaram já terem tido envolvimento com o contrabando de cigarros, inclusive dois deles estão respondendo judicialmente.
No terceiro endereço os policiais localizaram diversas caixas de aparelhos eletrônicos, como Playstation, e apreenderam quatro rádios comunicadores.
Os produtos apreendidos foram encaminhados à sede do Batalhão de Polícia de Fronteira em Marechal Cândido Rondon.
As ações de ontem integram a Operação Esforço Integrado, criada pelas Secretaria Nacional de Segurança Pública e Secretaria de Segurança Pública do Estado do Paraná.
A operação é coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira e está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, que tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalização atuantes nas áreas de fronteira, com foco no fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, de armas e medicamentos, entre outros.
O Paraná possui 208 quilômetros de fronteira com o Paraguai e 230 quilômetros com a Argentina, abarcando em sua faixa de fronteira uma população de 5 milhões e 500 mil habitantes.
Há uma estimativa de que ao longo do Rio Paraná e do Lago da Usina de Itaipu haja mais de 300 portos clandestinos, facilitadores para a entrada de produtos ilícitos no Brasil.
Diante desse cenário, pretende-se com essa operação o aumento da presença das forças de segurança, por meio de abordagens e bloqueios policiais, prisão de criminosos, prisão de foragidos, maior quantidade de apreensões e recuperação de veículos furtados ou roubados.
Diversas forças de segurança integram a operação, entre elas Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Polícia Federal, Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar do Paraná, Batalhão de Fronteira, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil do Paraná, Departamento de Inteligência do Estado do Paraná, Guardas Municipais, Agência Brasileira de Inteligência e Receita Federal.