Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
19/07/2018 15:34 | Autor: Editor

Família aguarda exame de DNA para confirmar se corpo carbonizado é do ex-rondonense Fabio Royer

Foto: João Carlos Frigério/Plantão 190 / Massa News
Família aguarda exame de DNA para confirmar se corpo encontrado carbonizado é do ex-rondonense Fabio Royer, que está desaparecido desde segunda-feira.


Corpo estava no banco de trás do veículo de propriedade do ex-rondonense, que foi incendiado.


Segue o drama da família Royer, iniciado na segunda-feira à noite com o desaparecimento de Fábio André Schuh Royer, de 42 anos, que reside em Curitiba, e que saiu de casa para ir à farmácia.
A Policia foi informada do caso e passou a investigar seu desaparecimento, sendo que ontem a tarde, em uma região de mato no bairro Guaraituba, município de Colombo – região metropolitana de Curitiba, foi encontrado o carro queimado, um Renault Kwid, de propriedade do desaparecido.
O delegado Osmar Feijó, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, revelou que um recipiente plástico e um pé de cabra foram encontrados próximo ao veículo.
Os objetos também serão periciados e a polícia vai ver a hipótese do galão ter sido usado para transportar gasolina, possível combustível usado para incendiar o corpo e o veículo.
Ainda assim, o galão e o pé de cabra podem não ter relação com o crime, visto que é uma área onde as pessoas jogam muito lixo.
O delegado não entende o caso como acidente e vê indícios de crime mas, antes de dizer que tratou-se de um latrocínio ou homicídio, prefere ter a identificação oficial do corpo, o que só será possível com os laudos do IML e Criminalística.
Ele também entende que o crime foi realizado por mais de uma pessoa.

Fábio é filho do rondonense Romeu Royer, agropecuarista bastante conhecido e que inclusive foi presidente da Associação Paranaense de Suinocultores, e que se desloca junto com demais membros da família para Curitiba, para aguardar a oficialização do IML a respeito da identificação do corpo, o que poderá ocorrer ainda hoje.