Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
24/08/2018 14:55 | Autor: Editor

Psol protocola pedido de impugnação da candidatura de Beto Richa ao Senado

O Psol do Paraná protocolou nesta quinta-feira no Tribunal Regional Eleitoral uma ação de impugnação contra a candidatura do ex-governador Beto Richa, do PSDB, ao Senado da República.
A representação tem base na Lei da Ficha Limpa. Advogados do partido alegam que o juiz Roger Vinicius Pires de Camargo Oliveira, da 3ª Vara da Fazenda Pública, quando condenou Richa em primeira instância em 2015, incluiu na decisão crimes que podem impedir a candidatura.
Richa e sua esposa, Fernanda, foram condenados em segunda instância em ação cível por uso de dinheiro público para pagamento de diária em hotel de Paris, na França, em 2015.
A decisão da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná não contém pronunciamento sobre eventual crime contra o patrimônio público, o que poderia automaticamente impedir a candidatura do tucano com base na Lei da Ficha Limpa.
Entretanto, o PSOL argumenta que casos nacionais têm considerado condenações semelhantes para caracterizar inelegibilidade.
Com base na mesma condenação, o Ministério Público Eleitoral, na quarta-feira, também optou pela impugnação de Beto Richa, além de outros 37 candidatos.