Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
08/02/2019 14:50 | Autor: Editor

Juiz deve se manifestar hoje sobre transferência de Adelar Neumann para Penitenciária

No parecer, Promotor justificou o fato de Neumann ser agente político, portador de diploma de curso superior e pessoa pública.



É aguardado para as próximas horas, o despacho do juiz da Vara Criminal de Marechal Cândido Rondon, Clairton Mário Spinassi, a respeito do parecer dado pelo promotor de Justiça, Carlos Alberto Torres, que solicitou a transferência imediata do vereador preso Adelar Neumann, para a Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu.
Vereador do Democratas, Adelar está preso desde a ultima segunda-feira na cadeia publica de MaL Rondon, depois de ser flagrado pelo GAECO recebendo o famoso “rachid” do salário de um funcionário comissionado da prefeitura municipal, que conforme a denúncia, era exigido pelo parlamentar já que teria sido ele quem arrumou a vaga no poder publico.
A partir da sua prisão, houve pedidos de cassação do mandato do vereador feitos na Câmara Municipal; pedido de abertura de CPI; seu partido – o Democratas – conforme o presidente Marcio Rauber, anunciou que vai pedir a expulsão da sigla; além do juiz criminal decretar sua prisão preventiva.
Ontem o caso do vereador ganhou novo desdobramento, quando o promotor de Justiça Carlos Alberto Torres, deu parecer solicitando a transferência do vereador para a Penitenciaria de Foz do Iguaçu.
O parecer diz: “considerando as condições pessoais do preso, agente político, portador de diploma de curso superior e pessoa pública, bem como, tendo em vista ausência na carceragem local de cela separada dos presos comuns, o Ministério Público requer, a fim de se resguardar a integridade do preso, que seja determinada a sua transferência para unidade prisional adequada na Comarca de Foz do Iguaçu”.
O parecer foi dado pelo promotor de justiça, Carlos Alberto Dias Torres e a transferência ou não passa a ser avaliada agora pelo Juiz da vara criminal de Marechal Cândido Rondon, Clairton Mário Spinassi, que deve se manifestar nas próximas horas.