Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
19/02/2019 09:26 | Autor: Editor

Clima traz perspectiva positiva para a produção da safrinha de milho na região

Os agricultores que já concluíram a mais tempo ou estão terminando o plantio do milho da segunda safra estão de olho no solo e no céu.
Depois de uma colheita com muitas perdas da soja, a grande esperança está no bom desempenho das lavouras com a safrinha de milho.
Como a colheita da safra passada antecipou, o plantio do milho também foi antes, o que pode evitar o maior risco: a geada.
Agora o que precisa é não faltar chuva.
Com em torno de 90% cultivado, por enquanto o milho safrinha mantém a previsão inicial.
De acordo com o Departamento de Economia Rural da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, no Núcleo Regional de Toledo, o grão ocupa uma área total de 442 mil e 985 hectares.
A estimativa de produção atinge 2 milhões e 600 mil toneladas.
A cultura chega com a finalidade principal de amenizar as perdas da soja primeira safra.
No Núcleo Regional de Toledo, foram cultivados 481 mil e 408 hectares de soja e, com 96% de área colhida, a produção alcança mais de 1 milhão e 100 mil toneladas, o que significa quebra de 43%.
A segunda safra do milho do ano passado também registrou certa frustração, e, diante desse cenário, o bom desenvolvimento da principal cultura que está nos campos é fundamental para a região.