Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
03/04/2019 15:38 | Autor: Editor

Líder na produção de peixes, Paraná projeta crescimento de 20% em 2019

A expectativa é atingir a marca de 170 mil toneladas


Segundo o Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, a expectativa é atingir a marca de 170 mil toneladas de peixe.
O incremento vem sendo alavancado pela tilápia, que representa 80% do volume total do Estado.
Segundo o analista de piscicultura do Deral, Edmar Gervásio, essa previsão otimista se baseia principalmente no incentivo ao consumo de peixe e também à entrada de novas indústrias no segmento, aumentando a oferta e visibilidade do produto para o consumidor.
Com uma maior oferta de proteína oriunda de peixes e um cenário otimista, ele acredita que os preços ao consumidor final devam ficar estáveis e até apresentar um viés de redução, principalmente pelo aumento da competição no supermercado.
O consumo de peixe no Brasil gira em torno de 10 quilos per capita/ano, valor abaixo do que a FAO preconiza como ideal, de 12 quilos ao ano.
Gervásio menciona que o consumo de pescados vem crescendo ano a ano e em percentuais superiores ao de outras carnes, como a bovina e de frango, que são as mais consumidas hoje no Brasil.
Em 2018, o Deral estima que o Paraná tenha alcançado 140 mil toneladas de pescados produzidas.
O levantamento consolidado das informações deve ser divulgado em junho.
Se confirmada a expectativa, será um crescimento de aproximadamente 15% em relação a 2017, quando foram contabilizadas 122 mil toneladas.
O forte crescimento do setor decorre do incremento na produtividade.
Segundo o coordenador regional de aquicultura da Emater de Toledo, Gelson Hein, passou de 4 a 6 toneladas por hectare para uma média em torno de 15 a 20 toneladas por hectare e de 35 a 50 toneladas por hectare por ciclo em algumas propriedades em viveiros de terra.