Rádio Difusora

(45) 3284-8080
15/04/2019 15:36 | Autor: Editor

Condições climáticas são favoráveis ao bom desenvolvimento do milho safrinha

Depois da quebra na produção da soja no ano passado, os agricultores podem ter um pouco de alívio com a produção do milho safrinha: no campo, a cultura do grão se desenvolve bem e as condições climáticas são favoráveis.


35% está em fase de floração e 65% de frutificação

De acordo com o Departamento de Economia Rural da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, no Núcleo Regional de Toledo, 35% do plantio está na fase de floração e 65% de frutificação.
O plantio na Regional de Toledo foi concluído em fevereiro.
Neste ano a área do milho safrinha é de 444 mil hectares, 3,74% a mais do que em 2018 quando o registro foi de 428 mil hectares.
Com esse crescimento, a área do trigo tende a reduzir, segundo a engenheira agrônoma do Deral, Jean Marie Ferrarine.
Ela cita que os dados mais recentes do Deral mostram que a produção do milho também teve aumento.
Em 2018, a produção do milho safrinha fechou em 2 milhões e 300 mil toneladas e a estimativa para 2019 é de 2 milhões e 600 mil toneladas.
A área e a produção são maiores e as variedades do milho no campo também são mais resistentes, pois o clima está bem melhor do que ano passado.
Na época do plantio choveu e o milho desenvolveu bem.
Com o inverno se aproximando, a engenheira agrônoma do Deral enfatiza que o desenvolvimento das lavouras de milho fica mais lento e as fases da cultura poderão demorar mais.
Entretanto, se o clima continuar bom, em meados de maio as máquinas retornam para as lavouras para iniciar a colheita.
Já a produção da soja foi mais complicada no ano passado.
O período de estiagem em novembro e janeiro comprometeu a cultura e trouxe prejuízos para os agricultores.
O Deral fechou os números desta cultura com perdas de 39% da produção com 2 mil e 200 quilos por hectare.
Os dados mostram que na safra 2017/2018 a área de cultura da soja foi de 480 mil e 800 hectares e a produção de 1 milhão e 693 mil toneladas.
Na safra 2018/2019 a área teve um leve crescimento de 0,25% chegando a 481 mil e 990 hectares e a produção fechou em 1 milhão, 024 mil e 700 toneladas.