Conectado com

Agricultura

Agricultores conferem previsão do tempo para intensificarem plantio da soja

Foto: Aerofito

A previsão de chuva a partir desta quarta-feira, com promessa de se prolongar até segunda da semana que vem, podendo chegar a 70 milímetros acumulados em boa parte da região Oeste do Paraná, anima os produtores a plantar.

 Há previsão de precipitações a partir de amanhã 

Mesmo assim, a palavra de ordem é “cautela”, porque há chance de a chuva não vir, novamente.

Até semana passada, apenas 1% da área nos Núcleos Regionais da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento de Toledo e de Cascavel havia sido cultivada, mas esse percentual se elevou no fim de semana e, com base no levantamento do Departamento de Economia Rural, em torno de 12% da área destinada ao cultivo – equivalente a 120 mil hectares – já haviam sido semeados.

Se a previsão estiver mantida, até o fim desta terça-feira esse número poderá passar dos 300 mil hectares na região Oeste do Estado.

Mesmo assim o número é pequeno, haja vista que neste momento o Oeste já deveria contar com mais de 80% dos campos cultivados, ou seja, mais de 800 mil hectares em desenvolvimento vegetativo.

O plantio está atrasado em quase um mês em decorrência da falta de umidade no solo e quem plantou corre o risco de ter que replantar.

Ontem o mapa da umidade para a região, atualizado pelo Instituto Agronômico do Paraná, indicava secura total no solo.

Desde maio deste ano, quando as chuvas se tornaram irregulares, o déficit de precipitação já beira os 800 milímetros, mais de 150 milímetros somente em setembro, que se desenhou como o segundo setembro mais seco em uma década, atrás apenas de setembro de 2017.

Segundo o técnico do Deral José Pértille, diante de todas essas questões, os produtores estão com um olho na plantadeira e outro no céu.

Ele destaca que os agricultores só vão plantar mais se de fato perceberem que a chuva vai se confirmar, caso contrário não vão se arriscar além do que está cultivado e perder o que já foi semeado por falta de água.

Os principais modelos meteorológicos indicam que a chuva não será regular neste mês de outubro.

Isso só poderá ocorrer a partir de novembro, mesmo assim se as condições climáticas forem favoráveis e não sofrerem alterações no meio do caminho.

As áreas cultivadas com milho e feijão também aumentaram neste início de semana, saltando para 35% de milho e 38% de feijão.

Para a germinação, recuperação e o desenvolvimento das lavouras, são necessários ao menos 50 milímetros de chuva imediata.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Toledo sedia o maior evento de suinocultura do Brasil

Divulgação

Congresso debate temas como desenvolvimento das Pessoas, Sanidade, Mercado e Nutrição

O município de Toledo, que possui o maior plantel de suínos do Paraná, sedia a partir de hoje o maior evento de suinocultura do Brasil.

Mais de mil profissionais ligados ao setor do Brasil. da Bélgica, Espanha, Chile, EUA, Argentina, entre outros países participam, a partir desta terça-feira , do XIX Congresso Nacional Abraves e I Congresso Internacional Abraves.

A programação foi aberta pela manhã no Teatro Municipal com o tema ‘O futuro mercado de suínos, fundamentado pelo conhecimento e pela ciência’.

Serão três dias de intensa programação com palestrantes que irão abordar temas voltados ao desenvolvimento das Pessoas, Sanidade, Mercado e Nutrição.

Entre outras temas abordados estão alimentação vegana, propósito e legado, segurança financeira, motivação e inteligência, e ética.

A abertura foi com o jornalista Clóvis de Barros Filho que fez uma abordagem sobre ‘Comportamento, atitude, motivação e inteligência: qual o valor do profissional com essas atitudes?’.

Amanhã o Congresso vai reunir profissionais da Bélgica, EUA e Brasil que irão falar sobre promotores de crescimento, rotavírus suíno, doenças virais, micotoxinas, integridade intestinal, entre outros.

Dentre os nomes de destaque está o americano Paul Sundberg, que vai falar sobre ‘Doenças virais emergentes e os riscos sanitários para os mercados globais’.

No último dia do evento, quinta-feira, os congressistas irão participar de palestras e mesas redondas sobre Salmonella e Mercado, com a participação de palestrantes dos EUA, Espanha e Brasil.

O evento vai ajudar instituições assistenciais sediadas em Toledo, com a doação de parte dos honorários de alguns palestrantes.

Ao todo serão 9 entidades beneficiadas com a doação de 3 mil reais para cada uma, cuja entrega de valores vai acontecer ao final de cada painel durante os três dias do Congresso.

Segundo o presidente da Abraves, regional Paraná, Ton Kramer, a iniciativa partiu da Abraves, regional Paraná, responsável pela organização da 19º edição do Congresso Nacional e I Congresso Internacional Abraves.

Continue Lendo

Agricultura

Inscrições na Escola Agrícola de Toledo vão até dia 25

Até a próxima sexta-feira, dia 25, estarão abertas as inscrições para os interessados em participar do processo seletivo do Colégio Agrícola Estadual de Toledo.

No ato da inscrição é obrigatória a presenta do aluno, para uma entrevista com professores da área técnica da instituição.

Conforme a coordenadora Celimar Trentin, os interessados devem também comparecer com toda a documentação exigida , cuja relação está a disposição no site do colégio e também poderá ser obtida via telefone.

 

Continue Lendo

Agricultura

Definidas as regras sobre o recolhimento, transporte, processamento e destinação de animais mortos

Foto: Giovani Dorigueto/arquivo Pessoal

Os pecuaristas de todo o Brasil deverão a partir de agora, obrigatoriamente, aderir as novas regras que possibilitam a utilização de rotas tecnológicas para o os resíduos de forma sanitariamente segura.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa 48/2019, que estabelece os procedimentos sobre o recolhimento, transporte, processamento e destinação de animais mortos e resíduos da produção pecuária como alternativa para a sua eliminação nos estabelecimentos rurais.

A IN estabelece regras que possibilitam a utilização de rotas tecnológicas para os resíduos da produção pecuária de forma sanitariamente segura, alternativas às práticas até então adotadas.

De acordo com a Instrução Normativa, para destinar animais mortos e resíduos da produção pecuária para unidade de recebimento, de transformação ou de eliminação, o estabelecimento rural deve possuir cadastro atualizado junto ao Serviço Veterinário Oficial e dispor de um local exclusivo para o recolhimento, que deverá estar fora das áreas utilizadas para o manejo da exploração pecuária e afastado das demais instalações do estabelecimento rural.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.