Conectado com

Geral

Agronegócio começa a sentir os efeitos do coronavírus

Divulgação

Os preços das comodities estão caindo e o dólar subindo 

O Paraná tem cinco casos suspeitos do novo coronavírus sendo investigados.

O boletim foi divulgado no fim da tarde desta quinta-feira: apenas uma pessoa está internada.

As suspeitas são de Curitiba, com três pessoas monitoradas, São José dos Pinhais, na Região Metropolitana, e Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

Quatro pessoas passaram pela Itália nos últimos dias: um rapaz, de Curitiba, passou pela Indonésia.

Eles já tiveram amostras coletadas e encaminhadas para exames no Laboratório Central do Estado do Paraná.

O Ministério da Saúde descartou a possibilidade na tarde desta quinta, mas a Secretaria de Estado da Saúde disse que ainda considera o caso de uma mulher como suspeito de coronavírus e que vai discutir com a pasta do Governo Federal os motivos para a exclusão do caso.

O primeiro caso do novo coronavírus foi confirmado no Brasil pelo Ministério da Saúde na quarta-feira, dia 26.

O paciente é um homem de 61 anos que esteve na Itália: o idoso está isolado em São Paulo.

O que os especialistas observam até o momento é que desde o primeiro caso de coronavírus registrado na China, no dia 31 de dezembro de 2019, os mercados internacionais estão em queda acentuada: o preço das comodities caiu e o dólar disparou aqui no Brasil.

Segundo o economista Camilo Motter, a alta no dólar é resultado da incerteza que as comodities, que são ativos de alto risco, estão demonstrando com o avanço da doença no mundo todo.

Uma das procurações de empresários do agronegócio é que o coronavírus prejudique a economia chinesa a ponto de levar o país a revisar os contratos futuros.

O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli afirma que a exportação de grãos e carnes na região já diminuiu em torno de 10 a 20%.

Apesar da exportação ter diminuído, ela ainda é favorecida pelo dólar alto.

Entretanto, se a crise persistir, até mesmo produtos simples do comércio podem sofrer instabilidades no futuro.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Governo do estado autoriza licitações de van para o esporte e de arena para o bairro Boa Vista em Marechal Rondon

Investimento é de mais de R$ 1 milhão

Em ato realizado na sala de reuniões do gabinete, na prefeitura de Marechal Cândido Rondon, na tarde desta sexta-feira, dia 12, aconteceu as assinaturas de duas autorizações por parte do governo do estado para o município de Marechal Cândido Rondon promover importantes licitações. Uma delas refere-se à aquisição de um veículo tipo van para ser utilizada pela Secretaria de Esporte e Lazer, no valor de R$ 465.366,67, sendo R$ 300 mil oriundos do governo do estado, através do deputado estadual Hussein Bakri, e o restante contrapartida do município. A outra, trata da licitação no valor de R$ 619.064,36 para a execução de uma arena “Meu Campinho”, para o bairro Boa Vista.
Estiveram presentes o prefeito Marcio Rauber, deputado estadual Hussein Bakri, Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, vice-prefeito Ilário Hofstaetter (o Ila), Secretário Municipal de Esporte e Lazer, Diogo Schneider, demais secretários, vereadores Adriano Backes, Vanderlei Sauer, Gordinho do Suco e Claudinho Kohler, colaboradores da secretaria de esporte, demais autoridades, convidados e representantes da imprensa regional.
Na oportunidade, o prefeito Marcio Rauber enumerou algumas das obras viabilizadas por Bakri e Sandro Alex ao município. Bakri aproveitou para mencionar outros projetos que estão em andamento e que deverão se tornar realidade muito em breve em Marechal Cândido Rondon. “Agradecemos muito ao deputado Hussein Bakri e ao secretário Sandro Alex. São verdadeiros parceiros do município em muitos projetos. Gratidão, também, ao governo do estado”, ressaltou Marcio Rauber.
Pode ser uma imagem de 8 pessoas
Pode ser uma imagem de 11 pessoas e pessoas estudando
Pode ser uma imagem de 8 pessoas e texto
Pode ser uma imagem de 4 pessoas
Pode ser uma imagem de 10 pessoas e pessoas estudando
Pode ser uma imagem de 16 pessoas, pessoas estudando e mesa
Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Geral

Escola Presidente Costa e Silva sedia aula inaugural do Proerd em 2024

Alunos do 5º ano da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, de Margarida, assistiram na manhã desta sexta-feira (12), à aula inaugural do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência). Trata-se do início dos trabalhos no ano de 2024 em Marechal Cândido Rondon.

O município mantém um convênio com a Polícia Militar. Com isso, um policial instrutor Proerd transmite o conhecimento aos estudantes. A prefeitura atua em todas as fases do projeto, abrangendo organização, compra de livros, camisetas, organização da formatura, entre outros.

Estiveram presentes à aula inaugural o presidente da Câmara Municipal, vereador Soldado Sauer, a diretora da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, Elisangela Röding, e equipe, a responsável pelo Proerd na Secretaria de Educação, Carmen Gevarovsky, e a policial militar Joselaine de Oliveira.

Pode ser uma imagem de 10 pessoas e pessoas estudando

Pode ser uma imagem de 5 pessoas, pessoas estudando e texto

Pode ser uma imagem de 14 pessoas, pessoas estudando, brinquedo para crianças e texto

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Presidente do Sindicato Rural pede ampliação das renegociações de dívidas

O presidente do Núcleo dos Sindicatos do Oeste do Paraná e do Sindicato Rural de Marechal Cândido Rondon, Edio Chapla, entregou nesta quinta-feira, dia 11, um ofício ao presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Pedro Lupion.

O ato aconteceu pouco antes do início da sessão itinerante que a FPA realizou na Expo Londrina, no Norte do Estado, e busca ampliação das renegociações das dívidas rurais.

Atualmente, conforme a medida governamental, no Paraná somente podem obter esta renegociação produtores de soja, milho e da pecuária leiteira, o que é insignificante se comparada a crise que o agro enfrenta.

Por esse motivo, o rondonense Edio Chapla quer apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária para que outras atividades agropecuárias impactadas pela crise também sejam contempladas..

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.