Conectado com

Agricultura

Boletim da Agricultura aponta que plantio de soja já alcança quase 5,6 milhões de hectares

Foto: Gilson Abreu/AEN

Algumas culturas, como a soja, estão encerrando o plantio, mas junto com outras que estão em fase de colheita, sofrem com a falta de chuvas consistentes.

A fase final do plantio da soja, as dificuldades climáticas enfrentadas por várias culturas, entre elas a do milho, da mandioca e da própria soja, e a oscilação nos preços de alguns produtos são abordados no Boletim Semanal de Conjuntura Agropecuária, referente ao período de 3 a 9 de dezembro. O documento foi preparado pelos técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

As sementes de soja já tomam conta de praticamente toda a extensão de 5,63 milhões de hectares previstos para a safra 2021/22. Mas a preocupação tem sido constante nos últimos anos, em razão do clima seco e quente, e não é diferente agora. A maioria das lavouras (56%) está em fase de desenvolvimento vegetativo, 35% em floração, 9% em frutificação e apenas 1% ainda germina. De acordo com os técnicos do Deral, 83% apresentam boas condições, 15% estão medianas e 2%, ruins.

A batata de 1ª safra também está com o plantio quase todo encerrado nos 15,1 mil hectares previstos. A colheita começou e aproximadamente 15% dos tubérculos já foram retirados. Estima-se que, ao final, as terras paranaenses produzam 460 mil toneladas de batatas. Com maior oferta, os preços no atacado seguem em queda.

MILHO E MANDIOCA – Os relatórios de campo apontam piora nas condições da primeira safra de milho 21/22. Como em várias outras culturas, o calor intenso durante o dia, temperaturas mais frias à noite, umidade baixa e chuvas irregulares contribuem para a redução na qualidade. No caso do milho, em uma semana caiu de 95% para 90% a condição boa dos 430 mil hectares.

Os produtores de mandioca convivem com a dificuldade de colheita da safra pela falta de chuvas, repetindo a mesma condição do ano passado. O plantio da nova safra já foi finalizado e ocupa área de 128,4 mil hectares. A produção estimada é de 2.290.000 toneladas, a menor das duas últimas décadas.

TOMATE E TRIGO – O tomate já foi plantado em 84% da área total de 1ª safra, estimada em 2,4 mil hectares. A produção deve alcançar 148,2 mil toneladas. Desse total, 12% já foi colhido. Com maior oferta no mercado, os preços do tomate estão em queda.

Em relação ao trigo, o boletim analisa a situação do preço no mercado internacional e como o Paraná se coloca frente a isso. A conclusão é que o trigo paranaense apresenta um desconto comparado com o argentino que, por sua vez, está mais barato que o americano.

BOVINOCULTURA E SUÍNOS – O documento mostra que os preços do boi gordo pago aos produtores, que caíram no último trimestre, voltaram a reagir. A principal razão é a retração na oferta, reflexo da estiagem que prejudica as pastagens. Também contribui para isso a sinalização de volta das exportações para a China no fim de janeiro de 2022.

Na suinocultura, o registro é do recorde de produção para o trimestre julho/setembro no Paraná. Foram produzidas 269,5 mil toneladas, alta de 9,2% comparado ao mesmo período do ano passado. Até agora, o Estado produziu 767,2 mil toneladas, com previsão de fechar o ano com criação superior a um milhão de toneladas.

AVES E OVOS – Em 2021, as exportações brasileiras de carne de frango totalizaram 4,198 milhões de toneladas, superando em 9,08% as vendas do mesmo período de 2020. Em receita, o acréscimo foi de 25,3%, atingindo US$ 6,944 bilhões em 11 meses deste ano.

Sobre os ovos, o boletim registra a exportação de 19.726 toneladas, volume 83,1% superior ao verificado em igual período de 2020. O faturamento cresceu 62,1%, chegando a US$ 60,469 milhões. O Paraná é o segundo maior exportador, com 5.313 toneladas, e receita cambial de US$ 18,842 milhões.

FRUTAS – O documento técnico do Deral ainda reserva espaço para comentar sobre as frutas consumidas nas festas de final de ano. Algumas delas coincidem com as épocas de colheita no Hemisfério Sul, como pêssegos, ameixas, abacaxis, uvas e lichias. Outras são importadas, mas também se fazem presentes nas mesas: nozes, castanhas, cerejas, damascos e tâmaras.

Fonte: AEN
Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Copagril prega otimismo nas pré assembleias com associados

Foto: Assessoria

Com o encerramento do Dia de Campo, o cronograma de atividades da Copagril segue com o roteiro de pré-assembleias.

No sábado  pela manhã  a   a primeira reunião foi com  associados da região de Guaira, na AACC  local.

Na segunda-feira, serão três pré-assembleias:  pela manhã   ocorreu reunião  no Pavilhão da Comunidade Evangélica de Iguiporã; 14 horas será   na Casa da Cultura de Entre Rios do Oeste; e às 19 horas e 30 minutos com associados da unidade  de  Margarida.

Amanhã, terça-feira,  às 9 horas na AACC de Marechal Cândido Rondon e às 14 horas na Casa da Cultura de Mercedes.

Nas reuniões com os associados a diretoria executiva da Copagril discute a respeito dos números que serão levados para a AGO e também o planejamento para o ano de 2022.

Conforme o presidente Ricardo Chapla, apesar de todas as adversidades enfrentas com a pandemia e perda de safra em razão crise hídrica, a cooperativa fechou 2021 com crescimento em seu faturamento geral..

 

Continue Lendo

Agricultura

Manejo Integrado de Pragas voltará a ser difundido em Pato Bragado

O “Manejo Integrado de Pragas” é um conceito que foi instituído na década de 1960 pela comunidade científica, para a otimização do controle de pragas agrícolas.

O termo refere-se à integração de diferentes ferramentas de controle, tais como os produtos químicos, agentes biológico, predadores, extratos de plantas, variedades de plantas resistentes a pragas, manejo cultural, plantas iscas, liberação de machos estéreis, dentre outras.

O emprego conjunto de todas essas ferramentas, de maneira planejada e em harmonia, é a base para solidez de um programa de MIP.

Esse programa mais uma vez será levado ao município de Pato Bragado, conforme destaca a secretária municipal de Agricultura, Jaqueline Vanelli…

 

Continue Lendo

Agricultura

Visitação ao Dia de Campo da Copagril será possível até às 16 horas

Foto: Karine Barbian

Considerando o fato de em 2021 o evento não ter sido presencial, a expectativa dos organizadores em relação a público neste ano, numa avaliação preliminar foi atendida.

Hoje a  visitação à estação experimental  vai  até às 16 horas, e mais uma vez a circulação de pessoas é intensa desde as primeiras horas com comitivas de municípios da área de ação da Copagril, no Paraná e Mato Grosso do Sul.

O coordenador geral do Dia de Campo, Enoir Primon mencionou  pela manhã que  as expectativas foram atingidas e pela manifestação das empresas participantes os agricultores aproveitaram e buscaram informações principalmente em relação aos híbridos que poderão ser utilizados na próxima safra.

Por sua vez o diretor vice-presidente, Elói Podkova , também avaliou positivamente o evento presencial deste ano……..

 

Conforme a programação previamente  estabelecida, o campo experimental estará aberto para visitação até às 16 horas de hoje.

Momentos mais tarde, com a presença dos expositores e servidores, haverá o ato de encerramento e o anúncio da data do Dia de Campo Copagril de 2023.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.