Conectado com

Geral

Com exceção dos Estados do Sul, plantio de verão deve atrasar por falta de chuva

Para a próxima safra da soja 2019/20, as condições climáticas apontam que a chegada da chuva deve atrasar na maioria das regiões no Brasil, com exceção do Sul do País.

 

 Na região, o plantio pode ser feito logo após o vazio sanitário 

 

Diante desse cenário, climatologistas recomendam que os produtores rurais adiem o plantio e evite a empolgação com as primeiras precipitações.

Os modelos climáticos mostram que durante o mês de setembro deste ano poderá ter falta de precipitações que pode comprometer o início da safra da soja 2019/20.

A estimativa é que se tenha um período um pouco mais seco que o normal em outubro a dezembro.

Dependendo da localidade pode chover nesses três meses em torno de 500 mm a 650 mm e mesmo que tiver uma redução de 150 mm a 200 mm não vai ser tão crítico, pelo fato da previsão indicar para os meses de janeiro a março chuvas acima da média para a região central do Brasil.

Nós últimos meses do ano, a maioria das lavouras da oleaginosa vão estar em estágio vegetativo em que a planta não tem tanta necessidade de água.

Quando ela entrar em maturação e enchimento de grãos, que geralmente ocorre em janeiro a fevereiro, é que a cultura vai precisar de muita água.

A tendência é que neste período vamos ter na ordem de 40 mm a 60 mm por mês acima da média.

No Sul do Brasil, as condições climáticas vão ser de excesso de precipitações logo no início da safra.

No caso do estado do Paraná, a situação é diferente e os agricultores já podem iniciar o plantio assim que terminar o vazio sanitário.

O mapa climático indica que terá chuvas acima da média na região sul e segue até parte sul do estado de São Paulo.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Diretora do Hemepar visita as obras do CIS e da unidade de coleta de sangue

A nova diretora do Hemepar (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná), de Curitiba, Vivian Patrícia Raiksa, acompanhada da secretária municipal de Saúde, Marciane Specht, realizou uma visita às obras de reforma e de ampliação do CIS (Centro Integrado de Saúde), em Marechal Cândido Rondon. Também participaram da visita, Vânia Frigotto, servidora da UCT (unidade de coleta e transfusão) de Toledo, e Leandro Dalamaria, da Secretaria Municipal de Saúde.

No CIS estará instalada a primeira unidade de coleta de sangue do Hemepar, que tende a se consolidar como referência em nível de Paraná.

As obras no CIS recebem aporte financeiro de aproximadamente R$ 1 milhão, dos quais R$ 447.055,00 oriundos do governo federal, através do Ministério da Saúde, e outros R$ 548.371,49 provenientes de recursos próprios da administração municipal.

As inaugurações do CIS e da unidade de coleta de sangue deverão ocorrer em breve.

Pode ser uma imagem de 4 pessoas

Pode ser uma imagem de 4 pessoas

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Encontro em Curitiba trata sobre a implantação da Delegacia da Mulher em Marechal Rondon

A audiência reuniu a secretária de Assistência Social rondonense e o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná

 

A secretária de Assistência Social de Marechal Cândido Rondon, Josiane Laborde Rauber, está em Curitiba, onde mantém agenda de encontros e reuniões. Na tarde de quarta-feira (28), ela esteve em audiência com o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach, para tratar sobre a implantação da Delegacia da Mulher em Marechal Cândido Rondon. Também participou do encontro o diretor de gabinete do deputado estadual Hussein Bakri, Everton Souza. As tratativas sobre o assunto iniciaram já em 2021, com o Secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Ney Leprevost.

Silvio destacou que há a previsão de construção de uma Delegacia Cidadã no município rondonense, que abrigará esse espaço especial e adequado para o atendimento às mulheres. “Está dentro do nosso planejamento e envolve questões estruturais. A Polícia Civil tem o compromisso de avançar nesta questão de melhorar o atendimento às mulheres na comarca de Marechal Cândido Rondon. Vamos trabalhar para isso”, destacou o delegado geral.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Caminhoneiro questiona atendimento das novas concessionárias do pedágio

As concessionárias Via Araucária e EPR Litoral Pioneiro iniciaram nesta quarta-feira às operações das rodovias do Paraná dos Lotes 1 e 2.

Com isso, os usuários de mais de mil quilômetros de estradas paranaenses passaram a ter à disposição novos serviços operacionais e de assistência em caso de emergência, como atendimento de guinchos, ambulâncias e retirada de animais das pistas.

E o primeiro dia de operação foi movimentado.

Segundo balanço das concessionárias, até as 16 horas de ontem mostrava que foram muitos os atendimentos realizados.

Somando as duas empresas, foram 243 atendimentos realizados, incluindo socorro a panes mecânicas, recolhimento de animais na pista, veículos danificados, acidentes e pane seca, entre tantos.

O caminhoneiro Evandro Schneider, que residente em Entre Rios do Oeste e trabalha para uma Transportadora de Marechal Cândido Rondon, questiona o balanço feito pelas novas concessionárias…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.