Conectado com

Agricultura

Conab aponta produção próxima a 289,8 milhões de toneladas na safra 2021/22

Impulsionada pelas chuvas,  semeadura das culturas de primeira safra avança por todo o país.

 

A segunda estimativa para o ciclo 2021/2022, divulgada nesta quinta-feira  pela Companhia Nacional de Abastecimento , indica que o Brasil deve produzir 289 milhões e 800 mil  toneladas de grãos, 14,7% ou 37 milhões de toneladas superior ao obtido em 2020/21.

Com relação à área total cultivada no país, a estimativa para esta safra é de 71 milhões e 800 mil  hectares semeados, um crescimento de 4,1% em relação à safra anterior.

Nesse total, estão incluídas as culturas de primeira safra, semeadas entre agosto e dezembro de 2021, as de segunda safra, semeadas entre janeiro e abril de 2022, e as culturas de terceira safra, semeadas entre meados de abril e junho de 2022.

O boletim  divulgado hoje pela manhã, destaca ainda os aumentos na produção de soja, com crescimento de 3,5% na área a ser cultivada, e de milho, sobretudo o de segunda safra, que foi severamente afetado pela situação climática adversa na safra anterior.

No caso da soja, a produção estimada é de 142 milhões de toneladas, mantendo o país como o maior produtor e exportador mundial.

Quanto ao milho, o volume total de produção deve chegar a 116 milhões e 700 mil toneladas, com aumento de 2,5% na área a ser cultivada com a cultura de primeira safra.

O algodão também apresenta aumento na produção.

A ampliação de 9,3% na área a ser semeada, chegando a 1 milhão 490 mil hectares, influencia para uma melhor produção, estimada atualmente em 2  milhões 650 mil  toneladas de pluma.

No caso do trigo, a safra 2021 ainda está sendo colhida, com um volume de produção previsto atualmente em 7 milhões 680 mil  toneladas.

Devido às indefinições em relação à produtividade a ser obtida das culturas que ainda serão cultivadas, a Conab utilizou métodos estatísticos para o cálculo das estimativas das produtividades das diferentes culturas neste levantamento.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Deral define em 39% a redução do potencial da soja por causa da estiagem

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento fechou janeiro com projeção de redução em 39% na produção de soja no Estado para a safra 2021/22, em relação ao potencial inicial.

A primeira Previsão de Safra Subjetiva deste ano, apresentada ontem pelos técnicos do Departamento de Economia Rural, aponta também que, no caso do milho de primeira safra, as perdas estão em 36%, enquanto o feijão terá 31% a menos na produção em relação à projeção.

Por se tratar de commodity, esses produtos dependem de várias conjunturas, inclusive oscilações decorrentes de produção internacional, mas as perdas monetárias para os produtores paranaenses devem se posicionar entre 25 e 30 bilhões de reais.

No Estado, o maior impacto para a redução de produção e perda de renda é essencialmente o climático, com a estiagem forte iniciada em 2019, aliada ao calor intenso tanto no ambiente quanto no solo, conforme explicou o secretário Norberto Ortigara….

 

Ortigara destacou que este é um quadro realista, de perda, que provoca impacto, mas que estava sendo trabalhado junto com o governo federal para que houvesse ajuda e incentivo aos agricultores.

Para o chefe do Departamento de Economia Rural, Salatiel Turra, a estimativa divulgada pelo departamento destaca uma redução bastante significativa das culturas de soja, milho e feijão.

Os números do relatório mensal do Deral não diferem muito dos dados levantados em meados de janeiro.

Até o momento, há perda de mais de oito milhões de toneladas de soja, 39% do previsto inicialmente.

A produção estimada atualmente é de 12 milhões e 800 mil toneladas.

Em relação à produção da safra 2020/2021, sojicultores paranaenses devem ter redução de 35%.

O cenário climático adverso também provocou perdas irreversíveis para os produtores de milho da primeira safra.

Em relação ao potencial produtivo de quatro milhões e 300 mil toneladas, que tinha sido previsto, a baixa já ultrapassa 36%.

Com isso, o campo deve render, de acordo com os dados atuais, dois milhões e 700 mil toneladas, redução de 13% em relação ao produzido.

Continue Lendo

Agricultura

Coamo e Credicoamo realizam “Reunião de Campo do 1º Semestre”

Foi realizada  ontem   a tradicional “Reunião de Campo” das Diretorias da Coamo e da Credicoamo.

O evento, mais uma vez no formato virtual, transmitiu aos cooperados informações sobre as duas cooperativas, por meio da prestação de serviços e dos produtos oferecidos para o seu desenvolvimento, além do cenário da agricultura nacional e mundial.

Também esteve na pauta o Cooperativismo e o Plano Safra 2022, entre outros temas.

Participaram o Presidente Executivo da Coamo, Airton Galinari, o Presidente Executivo da Credicoamo, Alcir José Goldoni, o Diretor de Suprimentos e Assistência Técnica da Coamo, Aquiles de Oliveira Dias e o Presidente dos Conselhos de Administração da Coamo e da Credicoamo, José Aroldo Gallassin….

 

Continue Lendo

Agricultura

Assembleia de prestação de contas do exercício 2021 da Copagril será hoje a tarde

Após finalizar o roteiro de pré-assembleias nesta semana, a Cooperativa Agroindustrial Copagril, vai realizar hoje (28) sua Assembleia Geral Ordinária.

Por edital, foram convocados todos os 5.502 associados, porém, conforme o presidente Ricardo Chapla havia antecipado no Dia de Campo, em razão do crescente numero de casos ativos de Covid-19, a AGO deste ano terá um numero reduzido de presentes.

A reunião será realizada na sede da AACC – Associação Atlética Cultural Copagril – , com primeira convocação às  12 horas e 30 minutos, a segunda uma hora mais tarde e a terceira e ultima, às 14 horas e 30 minutos.

Na  ordem do dia, dentre outros assuntos, constam:

Prestação de Contas do Conselho de Administração relativa ao exercício de 2021, compreendendo  relatório da gestão;  balanço patrimonial encerrado em 31-12-2021; relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis;  parecer do conselho fiscal; e  plano de atividades e previsão orçamentária para o exercício de 2022.

Também: destinação das sobras apuradas no exercício de 2021; eleição e posse dos membros do Conselho Fiscal para o exercício de 2022; e fixação de  Cédula de Presença aos membros do Conselho Fiscal.

O quinto item da pauta diz respeito a  autorização para contratar financiamentos e empréstimos junto a instituições financeiras e empresas vinculadas ou não ao sistema financeiro, cedendo em garantia bens móveis, imóveis e títulos de crédito que condizem com as atividades da Cooperativa. Conceder fiança, aval e ceder garantias reais para as Centrais e Coligadas e, subscrever e integralizar capital nestas Centrais e Coligadas, autorização para conceder aval e fiança para Cooperados e por fim, assuntos gerais.

 

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.