Conectado com

Geral

Dados indicam fim da pandemia em um mês, com exceção de países como o Brasil

Sites de instituições de referência, como a Universidade Johns Hopkins e Worldometers mostram claramente a tendência mundial: os casos de pneumonia ligados à covid-19 e as mortes decorrentes do vírus estão diminuindo em números absolutos. Os especialistas acreditam que, caso não haja um forte avanço, a pandemia pode terminar em um mês.

Paradoxalmente à essa tendência, na quarta-feira (20), a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciava que as contaminações tinham ultrapassado 5 milhões de casos no mundo. Esse avanço se deve a um número recorde de novos casos em quatro países: Brasil, Rússia, Arábia Saudita e Estados Unidos.

Mas os indícios de uma luz no final do túnel existem, como indicam os dados sobre aumentos diários de casos, como de apenas 1,2% nos Estados Unidos, 0,3% na Alemanha, 0,25% na França, Itália e Espanha. O site do jornal econômico Les Echos lembra que na Suíça, os casos evoluíram em apenas 0,05% por dia desde o início de maio. As exceções na Europa ficam por conta da Bélgica (0,6%) e Reino Unido (1,2%).

Propagação de vírus diminuiu 95%

Jean-François Toussaint, professor de Fisiologia na Universidade de Paris, é otimista em relação ao fim da pandemia. Em entrevista nesta sexta-feira (22) à France Info, ele lembra que a propagação do vírus na França teve queda de 95% em relação ao pico da crise, entre fim de março e começo de abril. “O risco não desapareceu, mas é bem menor”, afirma o médico.

Toussaint criticou a decisão do governo francês em proibir o acesso às praias durante a fase de isolamento social. “São os locais onde há menos chance de contaminação”, ele declarou, lembrando que “em espaços abertos, o ar pode circular e se renovar mais facilmente”.

O especialista citou ainda vários indícios que apoiam a tese do fim da pandemia. “As doenças atualmente decorrentes da Covid-19 são raramente graves. Na Europa e no mundo, a mortalidade diminuiu em 50% em relação ao pico de 16 de abril. A doença recuou e até mesmo sumiu em 50 regiões do mundo”.

“Há exemplos como a Nova Zelândia, que há três semanas não tem nenhum caso de contaminação ou morte. Se a França seguir essa tendência, a epidemia vai acabar”, afirma.

Segunda onda pode já ter acontecido

No entanto, ele diz que a probabilidade de uma segunda onda de contaminações não pode ser excluída. Mas o especialista é reticente em relação à eficácia do lockdown, alegando que não há dados concretos a respeito. “Países que não fizeram confinamento tiveram menos casos fatais que o esperado”, observa.

Toussaint declarou ainda à France Infoque é possível que a segunda onda já tenha até mesmo acontecido. “São duas fases diferentes da doença”, explica. “Há uma fase que não é detectada, e provavelmente pode ter acontecido no outono do ano passado [do Hemisfério Norte] no mundo todo, com toda a circulação nas ruas, o turismo, os intercâmbios com a China”.

Ele lembra que, a partir de janeiro, o número de casos explodiu, primeiro na Ásia e depois no Irã. “Em fevereiro foi na Itália, em março na França, Espanha e em toda a Europa. Essas propagações sucessivas dão a entender que as contaminações já estavam acontecendo com antecedência”, avalia.

Fonte: UOL

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Descartada a primeira morte por COVID-19 em Marechal Rondon

A suspeita de que um idoso de Marechal Rondon, de 91 anos, tenha falecido vítima de COVID-19 foi descartada na tarde desta quarta-feira (03). A morte do idoso ocorreu no último domingo, por insuficiência respiratória, e o caso passou a ser investigado como suspeita de coronavírus. O paciente tinha ainda câncer de pulmão, além de outras doenças.

Os exames foram feitos através do LACEN -Laboratório Central do Estado do Paraná, que descartou a suspeita nesta quarta-feira.

A secretária Marciane Specht lembra que como tratou-se de um caso de morte por insuficiência respiratória, é uma orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, que dê se a morte como suspeita de coronavírus e que seja feita a coleta de RT-PCR, para que a mesma seja encaminhada ao Lacen para a confirmação ou não da doença.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Geral

Secretário de administração pede exoneração em Mercedes

Conforme determina a legislação eleitoral cidadãos que pretendem concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito ou a vereador nas Eleições Municipais de 2020, devem ficar atentos aos prazos de desincompatibilização para disputar o pleito.

A lei eleitoral estabelece três prazos de desincompatibilização para aqueles que são ocupantes de cargos públicos: 6, 4 e 3 meses antes da realização das Eleições, conforme o grau de potencial influência que candidatos ocupantes de tais cargos possam exercer perante o eleitorado.

Secretários de Estado e Secretários Municipais que pretendem se candidatar ao cargo de prefeito deverão se desincompatibilizar com 4 meses de antecedência.

Em cumprimento a esta determinação, o Secretario de Planejamento, Administração e Finanças de Mercedes Vilson Martins cumpre seu ultimo dia de trabalho hoje.

Diante disso depois destes 3 anos e meio do atual mandato da prefeita Cleci Loffi, Martins fez uma avaliação do trabalho desenvolvido..

 

Apesar de toda importância que a secretaria de Planejamento, Administração e Finanças exige, Martins pondera, que trabalho é realizado em equipe dentro da prefeitura e assume oficialmente sua pré-candidatura a prefeito pelo grupo de situação nas próximas eleições..

 

Considerando a indefinição sobre a data das eleições municipais deste ano, a prefeita Cleci Loffi não deverá de imediato nomear outro secretário de administração.

Continue Lendo

Geral

Diretor do Sine diz que atendimento é normal em Mal Rondon

Desde a ultima segunda-feira as 216 Agências do Trabalhador do Paraná retomaram o atendimento presencial para a intermediação de mão de obra.

A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho estabeleceu novas regras para o atendimento presencial, que ocorrerá somente com agendamento prévio, a fim de evitar aglomeração de pessoas.

O horário de funcionamento dos postos de atendimento do Sine nos municípios segue as determinações das administrações municipais para o enfrentamento da Covid-19.

Aqui em Marechal Cândido Rondon, conforme o diretor do SINE. Arli Neodi Costa, o Pereira, o trabalho segue normalmente com ofertas diárias de empregos em empresas do comercio e industria..

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.