Conectado com

Agricultura

Deral define em 39% a redução do potencial da soja por causa da estiagem

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento fechou janeiro com projeção de redução em 39% na produção de soja no Estado para a safra 2021/22, em relação ao potencial inicial.

A primeira Previsão de Safra Subjetiva deste ano, apresentada ontem pelos técnicos do Departamento de Economia Rural, aponta também que, no caso do milho de primeira safra, as perdas estão em 36%, enquanto o feijão terá 31% a menos na produção em relação à projeção.

Por se tratar de commodity, esses produtos dependem de várias conjunturas, inclusive oscilações decorrentes de produção internacional, mas as perdas monetárias para os produtores paranaenses devem se posicionar entre 25 e 30 bilhões de reais.

No Estado, o maior impacto para a redução de produção e perda de renda é essencialmente o climático, com a estiagem forte iniciada em 2019, aliada ao calor intenso tanto no ambiente quanto no solo, conforme explicou o secretário Norberto Ortigara….

 

Ortigara destacou que este é um quadro realista, de perda, que provoca impacto, mas que estava sendo trabalhado junto com o governo federal para que houvesse ajuda e incentivo aos agricultores.

Para o chefe do Departamento de Economia Rural, Salatiel Turra, a estimativa divulgada pelo departamento destaca uma redução bastante significativa das culturas de soja, milho e feijão.

Os números do relatório mensal do Deral não diferem muito dos dados levantados em meados de janeiro.

Até o momento, há perda de mais de oito milhões de toneladas de soja, 39% do previsto inicialmente.

A produção estimada atualmente é de 12 milhões e 800 mil toneladas.

Em relação à produção da safra 2020/2021, sojicultores paranaenses devem ter redução de 35%.

O cenário climático adverso também provocou perdas irreversíveis para os produtores de milho da primeira safra.

Em relação ao potencial produtivo de quatro milhões e 300 mil toneladas, que tinha sido previsto, a baixa já ultrapassa 36%.

Com isso, o campo deve render, de acordo com os dados atuais, dois milhões e 700 mil toneladas, redução de 13% em relação ao produzido.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Durante seminário Copagril alerta para evolução do Seguro Rural

Com cerca de 350 associados presentes foi realizado ontem a tarde na AACC o Seminário Soja e Milho da Copagril.

Duas palestras mantiveram o publico atento no transcorrer da tarde: uma sobre Seguro Agricola, um tema que vem preocupando ultimamente e que precisa ser bem esclarecido aos produtores em função da metodologia que verificação que vem sendo empregada pelas seguradoras e também sobre  doenças foliares na cultura da soja.

Na ocasião o presidente   Ricardo Chapla falou a respeito, insistindo que o produtor rural precisa, em  torno dos assuntos abordados,  ficar atento e buscar as informações necessárias.

O palestrante  Nilson Aceti explicou aos produtores  a evolução do seguro rural no transcorrer dos últimos anos…

 

Continue Lendo

Agricultura

Custo de energia elétrica é um dos grandes entraves da piscicultura

Embora esteja em crescimento em todo o Paraná, a piscicultura é uma atividade que enfrenta problemas de todas as ordens, seja econômica, sanitária e também de infraestrutura.

Uma das questões que gera muita preocupação por parte dos produtores diz respeito ao elevado custo da energia elétrica, que está fazendo muitos pensarem em abandonar o negócio.

Esses aspectos que podem deixar a criação de peixes inviável foram amplamente abordados na terça-feira passada, em reunião virtual da Comissão Técnica de Aquicultura do Sistema Faep/Senar Paraná.

Na ocasião, o analista do Departamento Técnico e Econômico, Luiz Eliezer Ferreira, revelou o contexto da energia elétrica na produção, com o fim dos subsídios…..

 

Continue Lendo

Agricultura

Copagril realiza Seminário de Soja e Milho hoje a tarde

A Copagril realiza hoje a tarde o seu tradicional Seminário Soja e Milho, evento que  não foi realizado presencialmente nos últimos dois anos em razão da pandemia.

A programação começará às  13 horas e 30 minutos com a recepção aos agricultores, no salão social da Associação Atlética e Cultural Copagril.

Após a abertura pelo presidente Ricardo Chapla, ocorrerão duas palestras técnicas, a primeira com  Nilson Acerti , da Corretora de Seguros A7, versando sobre “seguro agrícola, instrumento de proteção de riscos”.

A segunda palestra será com o pesquisador  da empresa Terra Pesquisa e Treinamento Agricola, Eder Blainski, que vai falar sobre “ doenças foliares na cultura da soja, desafios e cenário atual”.

A  previsão da Copagril é que a programação seja cumprida até por volta das 16 horas, possibilitando aos participantes um retorno com tempo suficiente para as tradicionais atividades de final de dia nas propriedades rurais.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.