Conectado com

Trânsito

Detran reduz taxa de gravame e orienta sobre placas do Mercosul

Divulgação

O Departamento de Trânsito do Paraná anunciou nesta terça-feira a redução da taxa do Registro Eletrônico de Contratos de Financiamento de Veículos – a taxa de gravame.

 

As placas desse modelo não são mais obrigatórias 

 

O novo valor, de R$ 143,63, começa a valer a partir de 1º de setembro e está quase 60% abaixo da taxa atual, de R$ 350,00.

Desde ontem também passaram a valer as novas regras para placas padrão Mercosul.

Quanto à taxa, a diretoria do órgão está construindo desde fevereiro um novo processo de credenciamento de empresas, em razão das inconsistências apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado no edital 01/2018.

O Detran se reuniu com aquelas já credenciadas para definir a melhor forma de se proceder, viabilizar o novo valor e a forma de pagamento.

O novo valor para o serviço de Registro Eletrônico de Contratos de Financiamento de Veículos com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio ou penhor foi definido após um levantamento dos custos do Detran para a operação e de uma pesquisa realizada junto às empresas credenciadas, que informaram os seus custos.

Diante da proposta, o departamento encaminhou um aditivo contratual para as empresas, com novo valor e forma de pagamento, definindo que as instituições financeiras/credoras farão o pagamento e repassarão ao Detran-PR somente a parte que lhe é devida, no valor de R$ 34,50.

As empresas credenciadas, a título de remuneração pelos serviços, poderão praticar o valor máximo de R$ 109,13 por chassi registrado.

“O TCE pautou, na época, que o valor que estava sendo cobrado era exorbitante, não havia uma clareza com relação à modicidade e nem estudo técnico para aquele que seria o valor justo cobrado no registro de contrato”, explicou o diretor administrativo-financeiro do Detran-PR, João de Paula Carneiro Filho.

Também foi determinado que o órgão só recebe agora a taxa que lhe é devida.

Atendendo à resolução 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), não será mais obrigatória a emissão de documentos, pelo Detran, de placas no modelo Mercosul para os casos de transferência de veículo no mesmo município; emissão de 2ª via do Certificado de Registro de Veículo (CRV); alteração de dados, quando não for troca de categoria ou troca de espécie para coleção; e emissão de 2ª via da Licença.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Governo do Estado libera o tráfego de veículos no novo viaduto de Foz do Iguaçu

Obra de R$ 15,8 milhões na entrada da cidade é fruto de uma luta encabeçada pelo deputado Hussein Bakri em parceria com o prefeito Chico Brasileiro

Com quatro meses de antecedência, o Governador Ratinho Junior (PSD) liberou nesta sexta-feira (6) o trânsito no Viaduto Lyrio Bertoli, construído no acesso principal de Foz do Iguaçu. A autorização para o tráfego de veículos se deu após uma última vistoria na obra, que foi acompanhada pelo deputado Hussein Bakri (PSD), Líder do Governo na Assembleia Legislativa; pelos secretários Sandro Alex (Infraestrutura) e Valdemar Jorge (Planejamento); e pelo Diretor-Geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), Fernando Furiatti.
“Essa era uma obra esperada pela população da fronteira há mais de 20 anos e que está saindo do papel pelas mãos de um Governo que sabe que agilidade e qualidade podem caminhar juntas. E aqui está a prova. Uma obra magnífica e entregue antes do prazo, que vai trazer desenvolvimento para a região”, comemorou Hussein Bakri, que é o deputado indicado pelo prefeito Chico Brasileiro (PSD) para representar Foz do Iguaçu junto ao Governo do Estado.
Projetada pelo DER, a obra de R$ 15,8 milhões custeada pelo Estado readequou o cruzamento entre a BR-277 e a Avenida Costa e Silva. No total, a extensão do viaduto é de 1 quilômetro, com duas pistas e acostamento em cada sentido, em uma largura de 22 metros.
A obra resolve um dos principais gargalos de mobilidade de Foz, facilitando o acesso aos bairros da região Norte e ao Centro da cidade. Ao mesmo tempo, o elevado vai agilizar o tráfego pesado que segue rumo à fronteira.
A estrutura deve aumentar a capacidade do fluxo local em cinco vezes, e a projeção é atender a demanda de tráfego pelos próximos 30 anos.

Continue Lendo

Geral

Solenidade de posse da nova diretoria do Conselho Comunitário de Seguranca – CONSEG

O site da rádio Difusora acompanhou ao vivo

Continue Lendo

Trânsito

Trânsito de MaL Rondon registra 47% de redução no número de acidentes

Membros do Coetran – Conselho Executivo de Trânsito de Marechal Cândido Rondon, participaram ontem de novo encontro, quando foram apresentados os serviços executados, resultantes dos deferimentos da última reunião, com a instalação de novas rotatórias em ruas e avenidas do centro da cidade.

Outro assunto foi à discussão para a construção de novas rotatórias, cujos pedidos são oriundos de solicitações de vereadores.

Na ocasião foram aprovadas a construção de mais duas rotatórias, uma na rua Santa Catarina com a rua Almir Dalla Vecchia e a outra na rua Independência com a rua Goiás, próximo a Rodoviária, conforme explica o secretário municipal de Mobilidade Urbana, coronel Welyngton Alves da Rosa…

 

Os membros do Coetran também aprovaram a proibição do trânsito de caminhões de carga na rua Mato Grosso.

A via agora será sinalizada e havendo desrespeito a medida, a Polícia Militar poderá penalizar os motoristas com multa.

Outro problema apresentado foram as diversas situações, especialmente de motos e carros estacionados em locais proibidos.

O Sargento Garcia, da Polícia Militar, informou que a motocicleta não pode ser estacionada em local de veículos, porém, ele lembrou que a multa só pode ser destacada quando há sinalização na rua, demonstrando o devido local de estacionamento do veículo de duas rodas.

O Coronel Welyngton também lembrou que nos últimos três anos mais de 200 vagas de estacionamento foram criadas em ruas do centro..

 

Após as deliberações e votações, foram apresentados os números referentes ao trânsito no município de Mal Rondon.

Dados apontam que houve redução em 47% no número de acidentes, com a instalação de rotatórias, novas sinalizações, campanhas de conscientização e palestras…

 

Outro número muito positivo é quanto ao registro de mortes: em 2015 e 2016, 9 pessoas foram a óbitos devido a acidentes no trânsito na área urbana.

Já de 2017 a 2019, aconteceu apenas uma morte.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.