Conectado com

Trânsito

Detran reduz taxa de gravame e orienta sobre placas do Mercosul

Divulgação

O Departamento de Trânsito do Paraná anunciou nesta terça-feira a redução da taxa do Registro Eletrônico de Contratos de Financiamento de Veículos – a taxa de gravame.

 

As placas desse modelo não são mais obrigatórias 

 

O novo valor, de R$ 143,63, começa a valer a partir de 1º de setembro e está quase 60% abaixo da taxa atual, de R$ 350,00.

Desde ontem também passaram a valer as novas regras para placas padrão Mercosul.

Quanto à taxa, a diretoria do órgão está construindo desde fevereiro um novo processo de credenciamento de empresas, em razão das inconsistências apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado no edital 01/2018.

O Detran se reuniu com aquelas já credenciadas para definir a melhor forma de se proceder, viabilizar o novo valor e a forma de pagamento.

O novo valor para o serviço de Registro Eletrônico de Contratos de Financiamento de Veículos com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento mercantil, reserva de domínio ou penhor foi definido após um levantamento dos custos do Detran para a operação e de uma pesquisa realizada junto às empresas credenciadas, que informaram os seus custos.

Diante da proposta, o departamento encaminhou um aditivo contratual para as empresas, com novo valor e forma de pagamento, definindo que as instituições financeiras/credoras farão o pagamento e repassarão ao Detran-PR somente a parte que lhe é devida, no valor de R$ 34,50.

As empresas credenciadas, a título de remuneração pelos serviços, poderão praticar o valor máximo de R$ 109,13 por chassi registrado.

“O TCE pautou, na época, que o valor que estava sendo cobrado era exorbitante, não havia uma clareza com relação à modicidade e nem estudo técnico para aquele que seria o valor justo cobrado no registro de contrato”, explicou o diretor administrativo-financeiro do Detran-PR, João de Paula Carneiro Filho.

Também foi determinado que o órgão só recebe agora a taxa que lhe é devida.

Atendendo à resolução 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), não será mais obrigatória a emissão de documentos, pelo Detran, de placas no modelo Mercosul para os casos de transferência de veículo no mesmo município; emissão de 2ª via do Certificado de Registro de Veículo (CRV); alteração de dados, quando não for troca de categoria ou troca de espécie para coleção; e emissão de 2ª via da Licença.

Continue Lendo
Publicidade

Policial

Paraná tem 2º menor número de mortes em rodovias federais em 10 anos

Quinhentas pessoas morreram e outras 8.551 saíram feridas em acidentes de trânsito registrados nas rodovias federais do Paraná ao longo de 2019.

Mesmo assim, foram 494 vítimas fatais 

O número de mortes é o segundo menor dos últimos dez anos, acima apenas do total verificado em 2018, quando houve 494 mortes e 8.348 vítimas feridas no estado.

Os dados são da Polícia Rodoviária Federal, que divulgou seu balanço anual na manhã desta terça-feira.

Em relação ao ano anterior, o total de mortes oscilou 1,2% e os de feridos 2,4%.

Já o total de acidentes atendidos pelas equipes da PRF caiu 3,1%: passou de 7.955 para 7.705.

O pico de vítimas mortas dentro da série histórica ocorreu em 2012, quando 855 pessoas perderam a vida em rodovias federais paranaenses.

As principais causas dos acidentes que resultaram em vítimas mortas no ano passado foram falta de atenção do condutor – 21% das mortes; falta de atenção do pedestre – 17,2%; desobediência às normas de trânsito pelo condutor – 16,8%; velocidade incompatível – 16,4%; ultrapassagem indevida – 6,2%; ingestão de álcool – 4,6%; sono – 3%; e desobediência às normas de trânsito pelo pedestre – 3%.

Quase metade das mortes ocorreram em colisões frontais – 24,8% – ou em atropelamentos – 24,6%.

A maioria dos óbitos ocorreu em situação de pista seca – 82,4%;, em trechos de reta – 65,4%; no período noturno – 64,5%; em rodovias de pista simples – 53,5%; e de sexta-feira a domingo – 52,2%.

Motociclistas ou passageiros de motocicletas foram 22,2% das vítimas mortas: ciclistas – 4,2%, e homens representaram 83,8% do total de óbitos.

Em 2019, os policiais rodoviários federais flagraram 4.216 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas no Paraná.

O número é 9,3% superior ao verificado no ano anterior, quando houve 3.858 flagrantes.

Outros 19.900 motoristas foram autuados por ultrapassagens proibidas, que estão entre as principais causas das colisões frontais.

Ao longo de 2019, mais de 20.200 veículos foram recolhidos aos pátios da PRF no estado, por diferentes irregularidades.

Continue Lendo

Policial

Jovem morre em acidente próximo a rotatória da Fiasul – Toledo

Fotos: Toledo News
Um rapaz de 27 anos morreu em um grave acidente de trânsito registrado na noite desta segunda-feira (20), em Toledo.
As informações são desencontradas e ainda não confirmadas oficialmente, mas indicam que ele seguia pela Avenida Cirne Lima quando colidiu com uma carreta ou caminhão, que não foi localizado no local.
Uma equipe do SAMU passou pelo local poucos momentos após o acidente e prestou os primeiros atendimentos ao motociclista.
 Equipes do Corpo de Bombeiros também foram acionadas, mas apesar de todos os esforços, ele não resistiu e faleceu dentro da ambulância. Ele foi identificado como Alan Eduardo Simon.
Equipes da Policia Militar e da Guarda Municipal estiveram no local realizando os levantamentos e controlando o trânsito.
Buscas estão sendo realizadas na tentativa de localizar o outro veiculo envolvido no acidente.
Fonte: Toledo News
Continue Lendo

Geral

Placa Mercosul será obrigatória em todo Brasil a partir de fevereiro.

O Denatran – Departamento Nacional de Trânsito – informou que seguirá a resolução nº 780 e a placa padrão Mercosul se tornará obrigatória em todos os estados brasileiros a partir de 31 de janeiro.

De acordo com o órgão, “a data prevista na resolução nº. 780 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), de 26 de junho de 2019, neste caso, dia 31 de janeiro de 2020, está mantida.

Não há expectativa de prorrogação de prazo”.

Até o momento, apenas dez estados aderiram à implementação da nova PIV (Placa de Identificação Veicular): Paraná, Amazonas; Bahia, Espírito Santo; Paraíba; Piauí; Rio de Janeiro; Rio Grande do Norte (RN); Rondônia; Rio Grande do Sul.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.