Conectado com

Geral

Diretor diz que solução para contratação de potência em Itaipu sairá no curto prazo

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, disse que uma solução para o problema da contratação da potência da usina deve sair no curto prazo.

 

Negociações entre as empresas foram retomadas nesta semana.

 

Ele ressaltou que o governo está chamando de curto prazo, para não colocar uma expectativa de data, porque essa é a intenção da Eletrobras e da Ande – a companhia paraguaia.

Em pleno mês de agosto, as estatais Eletrobras e Ande ainda não chegaram a um acordo sobre a contratação da potência da usina neste ano: as negociações entre as empresas foram retomadas nesta semana.

Uma parcela do faturamento da energia produzida por Itaipu está em aberto desde fevereiro.

Segundo Silva e Luna, embora Itaipu não tenha tido problemas para honrar seus pagamentos até agora, a situação se assemelha a um contingenciamento de recursos.

O diretor-geral não informou os números, mas a reportagem apurou que o valor em aberto é de cerca de US$ 50 milhões.

Itaipu fatura cerca de US$ 3 bilhões por ano, mas opera em regime de custo – ou seja, não há lucro, mas apenas cobertura de custos de serviço da dívida, operação e manutenção e royalties.

Silva e Luna reconheceu que alguns compromissos podem deixar de ser honrados caso a situação perdure até o fim do ano.

O Tratado de Itaipu estabelece que toda a potência da usina deve ser contratada pelo Brasil e pelo Paraguai.

Historicamente, o Brasil consome 85% da energia da usina, e o Paraguai fica com os 15% restantes.

Com o crescimento econômico do Paraguai nos últimos anos, a demanda por energia tem crescido, mas, para evitar aumentar as tarifas, o país vizinho tem mantido sua contratação inalterada.

Neste ano, foi a primeira vez que as empresas não chegaram a um acordo sobre o tema, e a discussão foi liderada pelos ministérios de relações exteriores.

Um acordo formalizado por meio de uma ata estabeleceu uma curva ascendente de contratação de potência pelo Paraguai até 2022.

Os termos do documento, porém, geraram uma crise que derrubou diversas autoridades do país e ainda ameaçam o governo de Marito – como é conhecido o presidente.

A ata acabou sendo anulada pelo Paraguai, mas a crise ainda não foi resolvida. Silva e Luna reconheceu que as negociações levam em conta a proximidade entre Marito e o presidente Jair Bolsonaro.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Comércios não essenciais fecham as portas em Mercedes

Avenida João XXIII - Foto: Prefeitura de Mercedes

Mesmo com nenhum caso confirmado de Covid-19 em Mercedes, os comércios e serviços considerados não essenciais do município fecharam as portas nesta terça-feira, e devem permanecer assim enquanto vigorar o Decreto Assinado pelo Governador do Paraná, Ratinho Junior – determinando medidas mais rigorosas de enfrentamento ao Coronavírus.

Atividades consideradas essenciais, como: Postos de Combustíveis, Supermercados, Farmácias, entre outras, estão funcionando, mas, seguindo as determinações de higiene.

O Presidente da ACIM (Associação Comercial e Empresarial de Mercedes) Egon Iappe, ressalta que a entidade recomenda aos empresários Mercedenses, seguirem o que está determinado no decreto…

Continue Lendo

Geral

Prefeitura emite novo decreto que paralisa as atividades comerciais em Toledo de 11 a 14 de julho

A Prefeitura do município de Toledo publicou no início da tarde desta terça-feira (07), em edição extraordinária do seu Órgão Oficial o Decreto de Nº 851/2020, que suspende as atividades não essenciais no município entre os dias 11 e 14 de julho.
O novo decreto visa implementar as ações de combate a pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19), em Toledo. A ação do poder público municipal vem em um momento que a pandemia segue causando enormes impactos sanitários na cidade, que conta com 1.601 casos e 20 mortes em decorrência da doença.
O documento também enfatiza que esse seria o momento oportuno para a adoção de medidas ainda mais restritivas no combate a Covid-19, visto que entende-se que o pico do contágio pelo vírus na cidade pode ocorrer durante o mês de julho.
Estão incluídas no Decreto de Nº 851/2020 todas as atividades do comércio varejista, assim como todos os trabalhos relacionados a construção civil. Os supermercados poderão manter as suas atividades nos dias 11 e 14 de julho das 08h00 às 20h00. Nos dias 12 e 13 de julho os hipermercados, supermercados e demais estabelecimentos congêneres não poderão abrir.
As lanchonetes e restaurantes, inclusive os situados em shoppings centers poderão efetuar a produção e comercialização dos seus produtos somente nos sistemas de delivery ou drive-thru, sendo vedada a comercialização dos produtos para o consumo no local e arredores.
O serviço de transporte público não será prestado no dia 12 de julho, enquanto nos dias 11, 13 e 14 de julho o transporte estará disponível a população das 07h00 às 09h00 e das 17h00 às 19h00. O serviço será prestado somente nos horários considerados de pico.
Possível antecipação de feriados
A ideia da Prefeitura é antecipar a comemoração dos feriados de aniversário do município, que ocorre em 14 de dezembro, do dia do Professor, em 15 de outubro e do dia do Servidor Público, em 28 de outubro. A intenção é comemorar o aniversário do município no próximo dia 13 de julho e o dia do Professor e dia do Servidor Público, em 14 de julho.
A Prefeitura encaminhou para a Câmara de Vereadores do município o Projeto de Lei de Nº 69, que pede alteração na comemoração dos feriados citados acima. A Câmara inclusive já convocou os 19 vereadores em exercício para a realização de uma Sessão extraordinária, que ocorrerá a partir das 11h00 do dia 08 de julho, com a intenção de deliberar em primeiro turno o Projeto de Lei de Nº 69.
Para conferir o Decreto de Nº 851/2020 na íntegra CLIQUE AQUI
Fonte: Toledo News
Continue Lendo

Geral

Respiradores chegam a Toledo para auxiliar pacientes que contraíram coronavírus

A Secretaria de Saúde de Toledo confirmou ter recebido ontem importante reforço para as ações de enfrentamento ao novo coronavírus, ou seja, dois respiradores, sendo um para transporte e outro para unidade de tratamento intensivo .

Adquiridos pelo Ministério da Saúde ao custo de 108.290,00 , os equipamentos estarão disponíveis para o atendimento de pacientes do Oeste e Sudoeste do Paraná.

A secretária de Saúde de Toledo, Denise Liell, pontua que estes equipamentos chegaram em momento crucial, pois com eles poderá ser ampliado o número de leitos de atendimento específico para pacientes confirmados ou suspeitos de Covid-19.

O respirador de transporte será empregado na ambulância que levará pacientes que estão no Mini Hospital e que precisam de transferência para o Bom Jesus.

Outros dois equipamentos semelhantes deverão chegar a Toledo nos próximos dias.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.