Conectado com

Geral

Em novo passo na luta contra a dengue, Brasil inicia vacinação de crianças

Processo de imunização vai avançar de acordo com entregas do fabricante. Autoridades reforçam que combate a criadouros do mosquito é a melhor forma de controle da doença

 

O Zé Gotinha mandou avisar: teve início nesta sexta-feira, 9 de fevereiro, o inédito processo de vacinação de crianças de 10 a 11 anos contra a dengue pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desde quinta, o Ministério da Saúde já faz a distribuição dos imunizantes aos municípios que atendem aos critérios definidos em conjunto com os conselhos de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). A estratégia se soma aos esforços coletivos de prevenção e combate ao mosquito, essenciais para controle da doença.

É um momento histórico. Há 40 anos se espera por uma vacina para a dengue. Já houve vacina desenvolvida, não tão bem sucedida, e agora temos uma incorporada ao SUS”

Nísia Trindade, ministra da Saúde

A ministra Nísia Trindade (Saúde) acompanhou o início da vacinação na Unidade Básica de Saúde 1 do Cruzeiro, no Distrito Federal (DF), e ressaltou a simbologia da nova fase. “É um momento histórico. Há 40 anos se espera por uma vacina para a dengue. Já houve vacina desenvolvida, não tão bem sucedida, e agora temos uma incorporada ao SUS”, disse. Ela lembrou que a vacinação começaria mesmo que não houvesse a epidemia em algumas regiões neste ano, “porque a dengue é um problema de saúde pública há muito tempo”, reforçou.

Moradora da capital federal, que está em situação de emergência em função do aumento expressivo de notificações da doença, a advogada Érika Lara levou a filha Isabel, de 10 anos, para se vacinar logo no primeiro dia, na Unidade Básica de Saúde (UBS) II do Guará.

“Devido ao surto que estamos passando eu acho necessário a gente se conscientizar e preservar nosso bem maior, que são nossos filhos. Assim que saiu o anúncio da vacina não medi esforços para trazê-la aqui para não acontecer nada pior e ficar com esse peso na consciência”.

O público-alvo inicial, de 10 a 14 anos, foi acordado entre os conselhos representantes dos secretários de saúde estaduais e municipais, seguindo a recomendação da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial de Saúde (OMS). O esquema de imunização vai avançar progressivamente, assim que novos lotes forem entregues pelo laboratório fabricante.

Suellen e Sofia, Erika e Isabel e Patrícia com os gêmeos Isaque e Lucas: vacina no braço e prevenção em casa para combater o mosquito. Fotos: Vinicius Neves/Secom/PR

 

Não é só o governo que tem esse dever, acho que somos todos nós. Juntos, temos o poder de combater o mosquito. É a coletividade em si, as pessoas tendo consciência de tirar o mato, não deixar lixo, são atitudes fundamentais para exterminar de vez esse mosquito”

Érika Lara, advogada, que levou a filha Isabel para vacinar

 

ESFORÇO COLETIVO — Na última sexta-feira (2/2), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia convocado todos os brasileiros e brasileiras a participar da luta contra a dengue , que transcende a vacinação e envolve uma série de ações de prevenção e controle. Ele reforçando que o combate ao mosquito é um esforço conjunto e coletivo.

“Cada um tem a sua responsabilidade. Não é só um prefeito, não é só um governador, não é só um presidente da República. Nós, em casa, somos os primeiros a ter responsabilidade. Se tiver dengue na sua, veja se veio do vizinho ou da sua própria casa. Olhe se você cumpriu com o seu compromisso. Se você cumpriu com o cuidado que você tem com a sua família. Assim, vai ser bom para todo mundo”, afirmou.

Em pronunciamento à nação na última terça-feira, a ministra Nísia Trindade destacou que é fundamental a participação de toda a sociedade , em especial tendo em vista que cerca de 75% dos focos dos mosquitos transmissores estão dentro das casas.

“Vamos tampar as caixas d’água, descartar o lixo corretamente, manter as vasilhas de água dos animais sempre limpas, guardar garrafas e pneus em locais cobertos, retirar água acumulada dos vasos e plantas. Nessa missão, conte com o trabalho fundamental dos agentes de combate às endemias. Receba-os, ajude-os na localização e na erradicação de possíveis focos em sua casa e na sua vizinhança”, pediu a ministra.

Érika Lara concorda com a ministra. “Não é só o governo que tem esse dever, acho que somos todos nós. Juntos, temos o poder de combater o mosquito. É a coletividade em si, as pessoas tendo consciência de tirar o mato, não deixar lixo, são atitudes fundamentais para exterminar de vez esse mosquito”, disse.

GÊMEOS – A analista de marketing digital Patrícia Fernandes levou os gêmeos Isaque e Lucas, de 11 anos, para receberem a imunização após perceber que muitos de seus vizinhos estavam com a doença. “Eu quis vir logo cedo para não perder a oportunidade “, contou, Patrícia, que já intensificou os cuidados em seu lar para evitar focos de proliferação. “Meu marido tem uma horta e a gente fica diariamente, junto com minha mãe, uma senhorinha, monitorando para ver se tem água parada ou larva”, relatou.

Já a servidora pública Suellen Cardoso, mãe de Sofia, viu a doença atingir alguns integrantes do seu núcleo familiar e enfatiza a necessidade da prevenção. “Quanto antes a gente puder fazer esse trabalho, melhor. Meu irmão, a esposa e a sogra pegaram dengue e, a minha sogra, inclusive, foi hospitalizada”, lamentou. Ela aproveitou para deixar um recado aos pais: “A prevenção é sempre a melhor forma de combater a doença”.

DEZ MINUTOS — Para fazer sua parte na batalha contra a dengue, bastam dez minutos por semana! Dez minutos da rotina de cada cidadão e cidadã uma vez a cada sete dias que podem fazer muita diferença na prevenção e na eliminação dos criadouros do mosquito . Dez minutos, de acordo com a realidade de moradia de cada um, é o tempo necessário para garantir que caixas d´água estejam bem fechadas, para jogar areia nos vasos de planta, garantir que os sacos de lixo estejam bem amarrados, conferir calhas, evitar pneus em locais descobertos, não acumular sucatas e entulhos e esvaziar garrafas PET, potes e vasos ( confira abaixo ).

 

Infográfico – Dez minutos por semana para combater a dengue em sua casa

 

Por: Secretaria de Comunicação Social da Presidência da república

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Seguem abertas as inscrições ao PSS para contratar cuidadores

Prossegue aberto até o próximo dia 14, o período de inscrições ao PSS (processo seletivo simplificado) para contratar cuidadores. As inscrições gratuitas devem ser feitas somente pelo endereço https://marechalcandidorondon.atende.net/…/inscricao…. Pessoas com deficiência também podem se candidatar.

Estão disponíveis duas vagas, com salário mensal de R$ 2.301,58 para uma jornada de 180 horas ao mês, sendo 12 horas laboradas por 36 horas de descanso. Os interessados precisam ter: ensino médio completo, CNH categoria B, experiência em atendimento a crianças e adolescentes e/ou idosos e/ou mulheres em situação de vulnerabilidade.

O PSS realizado pela prefeitura de Marechal Cândido Rondon, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, tem prazo máximo de um ano, podendo ser prorrogado por igual período ou conforme a necessidade.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Confira as vagas do Sine de Marechal Cândido Rondon

São 336 vagas abertas nas diversas funções profissionais.

O Sine de Marechal Cândido Rondon atualizou, nesta segunda-feira (04), a lista de vagas de emprego. São oportunidades para homens e mulheres em diversas áreas, com ou sem Carteira Nacional de Habilitação e também com ou sem Curso Superior ou Técnico.

Confira as Vagas:

Abatedor de aves
Abatedor de suínos
Ajudante de carga e descarga de mercadoria
Ajudante de motorista
Ajustador mecânico de manutenção
Atendente/balconista
Atendente de balcão
Auxiliar administrativo
Auxiliar de cozinha
Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas
Auxiliar de linha de produção
Auxiliar de marceneiro
Auxiliar de mecânico de automóveis
Auxiliar de operação
Auxiliar de padeiro
Balconista de crediário
Caixa no comércio
Chapista de lanchonete
Comprador
Cozinheiro em geral
Cuidador de idosos
Empregada doméstica (diarista)
Engenheiro projetista
Frentista
Laboratorista industrial
Lavador de veículos
Marceneiro
Mecânico montador
Merendeiro
Motorista entregador
Oficial de serviços gerais na manutenção de edificações
Operador de centro de usinagem com comando numérico
Operador de máquina agrícola
Pedreiro
Psicólogo clínico
Recepcionista atendente
Recepcionista em geral
Repositor em supermercados
Servente de pedreiro
Técnico de controle de qualidade
Técnico em eletromecânica
Torneiro CNC
Torneiro mecânico
Trabalhador da elaboração de pré-fabricados (concreto armado)
Trabalhador rural
Vendedor interno
Vendedor pracista
Zelador

 

Para maiores informações, entre em contato pelo (45) 3254-8350 ou vá até a agência, localizada na Rua Tiradentes, número 1025, com algum documento de identificação e sua carteira de trabalho.

 

 

Com informação assessoria.

 

Continue Lendo

Geral

Mega-sena acumula novamente e prêmio pode chegar a R$ 205 milhões

Dezenas sorteadas foram: 15-17-32-33-34-40; 249 apostas ganharam quina

 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.695 da Mega-Sena, e o prêmio para o próximo sorteio, que acontece na próxima terça-feira (5), acumulou em R$ 205 milhões.

O sorteio sem vencedores do prêmio principal foi realizado na noite deste sábado (2), no Espaço da Sorte, em São Paulo. As dezenas sorteadas foram: 15-17-32-33-34-40.

De acordo com a Caixa, 249 apostas acertaram cinco dezenas e ganharam R$ 40.004, enquanto 15.891 apostas acertaram a quadra e ganharam R$ 895,48 cada.

As apostas para o próximo sorteio podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. O jogo simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 5.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.