Conectado com

Geral

Exame de Bolsonaro para Covid-19 dá positivo e presidente diz que está ‘perfeitamente bem’

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (7) que seu exame para detectar se está com Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, deu positivo.

O presidente afirmou que chegou a ter febre de 38 graus, mas que, à noite, a temperatura começou a ceder. Relatou também que sentiu mal-estar e cansaço. Ele disse que agora está se sentindo “perfeitamente bem”.

De acordo com Bolsonaro, ele tomou hidroxicloroquina, remédio que vem defendendo como tratamento para a Covid-19. Não há comprovação científica da eficácia da hidroxicloroquina para a doença.

“Estou bem, estou normal. Em comparação a ontem [segunda], estou muito bem. Estou até com vontade de fazer uma caminhada, mas não vou fazê-lo por recomendação médica, mas eu estou muito bem”, afirmou.

Bolsonaro já havia informado a apoiadores na segunda-feira (6) que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame. Ele também disse que fez uma radiografia e que o pulmão “estava limpo”.

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Ele informou que nos próximos dias vai despachar por videoconferência na residência oficial do Palácio da Alvorada e que talvez receba auxiliares para assinar documentos. Bolsonaro cancelou viagens que faria à Bahia e a Minas Gerais.

O presidente fez o anúncio do resultado do exame para a TV Brasil e mais duas emissoras. Nenhuma outra emissora foi convidada. Ao final do anúncio, ele se afastou alguns passos dos repórteres e tirou a máscara. Mostrou o rosto, disse estar “bem” e pediu cuidado aos mais idosos.

“Vamos tomar cuidado, em especial com o mais idosos e que têm comorbidade. Os mais jovens, tomem cuidado, mas se forem acometidos do vírus, fiquem tranquilos que para vocês a possibilidade de algo mais grave é próximo de zero”, declarou.

Dados oficiais sobre a pandemia mostram que pessoas mais jovens, e mesmo aquelas sem comorbidades, também podem desenvolver formas graves da doença.

Mesmo defendendo cuidado com os mais velhos, Bolsonaro tem feito reuniões com ministros, alguns deles com mais de 60 anos, como ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem 70. O presidente também se aproximou e falou com apoiadores nos últimos dias e pode ter transmitido a doença. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pessoa infectada pode transmitir o vírus até 6 dias antes de começar a apresentar sintomas.

Bolsonaro disse ainda que o novo coronavírus é “como uma chuva” e vai atingir a maioria das pessoas.

“O que eu posso falar para todo mundo aqui. Esse vírus é quase como, eu já dizia no passado e era muito criticado, era como uma chuva, vai atingir você, né? Alguns, não. Alguns tem que tomar um maior cuidado com esse fenômeno por assim dizer”, afirmou.

No entanto, não há comprovação científica de que a maior parte da população necessariamente deve contrair o vírus. Cientistas estimam que, no Brasil, se 70% das pessoas pegassem a doença, haveria 1,8 milhão de mortes. Bolsonaro já declarou em outra ocasião que 70% dos brasileiros teriam Covid-19.

O presidente também informou que a primeira-dama Michelle Bolsonaro realizou nesta terça-feira um exame para saber se tem o novo coronavírus. Ele não citou o resultado do teste.

Geral

Portão cai e atinge cabeça de criança de dois anos e três meses em Pato Bragado

Helicóptero do CONSAMU fará a transferência, possivelmente para Cascavel

Foto O Presente

O helicóptero do CONSAMU está neste momento em deslocamento para Pato Bragado, para dar suporte à transferência de uma criança de apenas de dois anos e três meses de idade.

         Foi apurado ate o momento, que na tarde desta quinta-feira (14) a criança estava em casa brincando, quando o portão caiu e atingiu sua cabeça.

         A criança, do sexo masculino, foi socorrida por populares, deu entrada no hospital Hospital Vilela Capriotti com ferimentos graves.

Para ter um diagnóstico mais preciso, foi solicitada via CONSAMU à transferência para um hospital mais especializado, possivelmente Cascavel.

O menino de dois anos e três meses será transferido com o helicóptero do Consorcio Samu Oeste, que neste momento está em deslocamento para Pato Bragado.

Continue Lendo

Geral

Idoso de 87 anos é a 34ª vitima fatal de coronavirus em Mal. Rondon

Um idoso de 87 anos entrou nesta quarta-feira para as estatísticas como sendo a 34ª vítima fatal por Covid-19 em Marechal Cândido Rondon.

O homem foi internado no dia 28 de dezembro na UPA/Marechal, o  quadro de saúde evoluiu para necessidade de ventilação mecânica e, por isso, houve transferência para o Hospital Universitário, em Cascavel.

O diagnóstico de RT-PCR para Covid-19 aconteceu no dia 31 de dezembro e o óbito foi oficializado ontem, quarta-feira.

O idoso de 87 anos tinha como comorbidade a hipertensão.

No que diz respeito a atualização de dados, os casos registrados de Covid-19 avançaram de 2.380 na terça-feira para 2.420 ontem, ou seja, houve aumento de 40 casos de um dia para o outro.

Dos 2.420 testes positivos, 34 pessoas foram a óbito, 2.230 estão recuperadas da doença e 156 pacientes seguem em tratamento.

Das pessoas com o vírus ativo, 141 estão em isolamento domiciliar, 06 pacientes se encontram internados na UPA ou em Hospitais e 09 na Umidade de Terapia Intensiva.

Há 90 casos em investigação, dos quais uma pessoa está internada na UTI e três pacientes com suspeita da infecção por coronavírus se encontram na UPA ou em hospitais.

Já no Paraná, a Secretaria Estadual de Saúde oficializou ontem 2.896 novos casos confirmados e 31 mortes em decorrência da Covid.

Os dados acumulados do monitoramento do novo coronavírus mostram que o Paraná soma 483.024 casos confirmados e 8.842 mortos em decorrência da doença.

Dos 31 novos casos de morte, 12 pacientes eram mulheres e 19 homens com idades variando de 36 a 90 anos.

Continue Lendo

Geral

Unioeste vai retomar na próxima segunda-feira o ano letivo de 2020

O ano de 2021 começou, mas por conta da pandemia do novo coronavírus, ainda é preciso encerrar o ano letivo de 2020.

O calendário acadêmico da Universidade Estadual do Oeste do Paraná precisou passar por alterações ao longo do ano passado, devido às medidas tomadas seguindo as diretrizes das autoridades de saúde e, por isso, algumas adaptações foram necessárias.

As aulas serão retomadas já na próxima segunda-feira, dia 18, ainda de maneira 100% remota, ou seja, não presencial, de acordo com resolução aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Para retomar as aulas nos próximos dias, os alunos precisam ter garantido as matrículas, realizadas nos dias 09 e 10 de dezembro de 2020.

Os cinco campi, no caso de Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon e Toledo, se preparam para que a conclusão do ano letivo de 2020 aconteça dentro da normalidade, mesmo que ainda de maneira remota.

Cada campus se preparou para essa retomada de maneira segura e que atenda as necessidades dos alunos e professores.

Em Marechal Cândido Rondon, a Universidade Estadual do Oeste do Paraná possui 1632 alunos de graduação matriculados e 345 alunos de pós-graduação, incluindo mestrado e doutorado.

Além das aulas remotas sincrônicas em todos os cursos de graduação, também serão retomadas as aulas de mestrado e doutorado.

Os cursos de graduação dos cursos de Educação Física começarão a oferta presencial de disciplinas com aulas práticas.

O diretor do campus local, Davi Felix Schreiner, lembra que a instituição continuará com laboratórios abertos para pesquisas, de forma muito organizada, com no máximo três acadêmicos para cada laboratório, além da realização de revezamentos de horários, sempre com as medidas necessárias para garantir a segurança de todos.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.