Conectado com

Geral

Gleisi deve ser reeleita para presidência nacional do PT

Agência Senado

A deputada federal paranaense Gleisi Hoffmann deve ser reconduzida à presidência nacional do PT, após a corrente majoritária da sigla, Construindo um Novo Brasil (CNB), vencer as eleições internas da legenda, com um discurso em defesa de uma grande frente democrática, inclusive com setores do centro, para enfrentar o governo Jair Bolsonaro. Com 87% dos votos apurados até a noite de quarta-feira, a CNB tinha 52% dos votos contra 13% da segunda colocada, a chapa composta pelas correntes Democracia Socialista (DS) e Militância Socialista.

Os principais adversários de Gleisi, por enquanto, são dois colegas de bancada na Câmara: Paulo Pimenta (RS) e Paulo Teixeira (PT-SP). Os dois integram a chapa Resistência Socialista, corrente nova surgida a partir dos mandatos parlamentares e que estava em terceiro lugar, com 10% dos votos apurados até a noite de quarta-feira. O professor de história Valter Pomar, da Articulação de Esquerda, que teve 5%, também deve concorrer.

Unidade – O discurso de unidade defendido pela CNB, no entanto, esbarra na prioridade que a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou durante o processo eleitoral do partido. Cerca de três mil das aproximadamente cinco mil chapas inscritas em todo o Brasil tinham “Lula Livre” no nome, inclusive quatro das nove nacionais. A tese vencedora “Lula livre para mudar o Brasil” usa as mensagens entre integrantes da Lava Jato reveladas pelo The Intercept Brasil para argumentar que a operação tinha como objetivo criminalizar o PT, derrubar a ex-presidente Dilma Rousseff e tirar Lula do jogo eleitoral.

“Já não se trata de provar mais nada. A condenação fraudulenta de Lula tornou-se evidente. Cabe aos tribunais superiores reconhecerem a sua inocência e libertá-lo”, diz a tese.

Segundo dirigentes petistas, o PED deixou claro que a defesa do “Lula Livre” é unanimidade hoje no partido. “É um ponto de unidade no PT. Ninguém no partido defende nada diferente disso”, afirmou o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS).

Sectarismo
A insistência em colocar o “Lula Livre” na pauta de manifestações e eventos realizados em conjunto com outras forças políticas tem, algumas vezes, sido um obstáculo para que o PT participe de articulações para unificar a centro-esquerda como frente de oposição ao governo Bolsonaro.

Duas semanas atrás, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e o ex-ministro Aloizio Mercadante, deixaram de ir ao ato de lançamento da frente ampla Direitos Já, no Teatro da Universidade Católica de São Paulo (Tuca) por que os organizadores se recusaram a incluir o “Lula Livre” na pauta do evento. A reação foi uma saraivada de críticas de outros setores da centro-esquerda que, nas redes sociais, acusaram o PT de sectarismo.

 

Fonte: Bem Paraná com agências
Continue Lendo
Publicidade

Geral

Professores rondonenses se mobilizam para participar de movimento de greve em Curitiba na segunda (03)

Entenda os motivos da greve

Professores da rede estadual de ensino de Marechal Rondon estão se mobilizando, para integrar a caravana que na segunda-feira (03) fará parte de um grande ato que acontecerá em Curitiba.

O movimento de greve é contra ações do Governo do Estado, que quer entregar as escolas  públicas à iniciativa privada, através do projeto “Parceiros da Escola”.

A presidente do núcleo do sindicato de Toledo, Marilene Alves, fala sobre a situação, comentando desde a aprovação do indicativo de greve até os motivos para a paralisação.

Conforme Marilene, não houve conversa – nem com a comunidade escolar e nem com a população, para privatizar as escolas e o que causou maior desconforto, é o fato da votação acontecer em regime de urgência.

Caravanas estão sendo preparadas na região, inclusive com professores de Marechal Rondon, para irem a Curitiba na segunda-feira, para participar do movimento……….OUÇA ÁUDIO

 

A professora rondonense Cilene Centenaro, fala sobre a organização dos professores e pais, que se somam ao movimento de greve.

Conforme Cilene “a escola não é uma empresa. É uma luta de todos”………..OUÇA ÁUDIO

Continue Lendo

Geral

Delegado Pedro Lucena confirma que homem baleado na BR-163 é policial civil. Outro homem que faleceu era morador da Bahia

A Policia Civil de Marechal Rondon instaurou inquérito para apurar um tiroteio registrado na noite de quarta-feira (29) nas proximidades do Posto Trovão Azul, na BR-163, que terminou com o saldo de uma pessoa morta e outra gravemente ferida.

O ferido foi identificado como sendo um policial civil de Toledo, de 36 anos, o qual está afastado por decisão judicial, pelo crime de trafico de drogas, e atualmente estava na cidade de Araçatuba – São Paulo.

Ele foi socorrido, deu entrada na UPA Marechal e já prestou depoimento à Policia Civil.

O outro baleado que faleceu no local tinha 38 anos, era do Estado da Bahia, e atualmente residia na cidade de Toledo.

O policial civil que sobreviveu contou que os dois participaram de um churrasco no distrito de Dois Irmãos – Toledo, que estariam vindo para Marechal Rondon passear, quando na BR-163, teriam sido surpreendidos pela rajada de tiros.

No Honda Civic que ocupavam, foram identificadas diversas perfurações na lataria, sendo que alguns dos disparos atingiram os ocupantes.

O delegado de policia rondonense, Pedro Lucena, fala sobre as primeiras apurações……….OUÇA ÁUDIO

Continue Lendo

Geral

Quatro Pontes busca a terceira vitória no Troféu Difusora Difusora

Ontem foi a vez de Entre Rios golear Guaíra por 12X0 e chamar a atenção no campeonato

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.