Conectado com

Geral

Governo determina medidas de prevenção e controle da Covid-19 em frigoríficos

Objetivo é garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores e o abastecimento alimentar da população.

Os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Economia (ME) e da Saúde (MS) definiram em portaria conjunta as medidas destinadas à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da Covid-19 nas atividades desenvolvidas na indústria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano e laticínios.

O objetivo da norma, que foi elaborada após conversas com o Ministério Público do Trabalho, é garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores, o abastecimento alimentar da população, os empregos e a atividade econômica.

As orientações contidas na Portaria Conjunta Nº 19, já publicadas no Diário Oficial da União, são de observância obrigatória.

A fiscalização ficará a cargo do Ministério da Economia.

No mês passado, o governo já havia divulgado um manual com recomendações para frigoríficos em razão da pandemia, que será substituído pelas medidas previstas na portaria.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, destaca que “essa portaria vai harmonizar mais as ações para que os frigoríficos possam, neste momento de pandemia, trabalhar com a segurança de seus funcionários e também para que possam continuar a produção, trabalhando de maneira normal e trazendo os alimentos para abastecer o Brasil e o mundo”.

Entre as orientações trazidas pela portaria está a necessidade de acompanhamento de sinais e sintomas de Covid-19 e afastamento imediato por 14 dias dos funcionários que tiverem casos confirmados, suspeitos ou contactantes de confirmados de Covid-19.

Os afastados do trabalho só poderão voltar às suas atividades antes de 14 dias de afastamento mediante exame laboratorial descartando o Covid e se estiverem sem sintomas por mais de 72 horas.

No interior das indústrias, o distanciamento entre os funcionários deverá ser de pelo menos 1 metro, conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Se essa distância não puder ser implementada, os trabalhadores devem usar máscaras cirúrgicas além dos equipamentos de proteção individual (EPI), e serem instaladas divisórias impermeáveis entre esses funcionários ou fornecidas viseiras plásticas ou óculos de proteção, além de medidas administrativas como escalas de trabalho diferenciadas.

A organização deve promover o trabalho remoto quando possível e adotar medidas para evitar a aglomeração de trabalhadores na entrada e saída do estabelecimento.

As instalações devem dar preferência à ventilação natural e, se o ambiente for climatizado, deve ser evitada a recirculação do ar, com reforço na limpeza e desinfecção dos locais de trabalho.

Todos os trabalhadores devem ser orientados para a necessidade de higienização correta e frequente das mãos, evitando filas com distanciamento inferior a 1 metro, além de aglomerações.

Também deverão ser reforçados os cuidados nos refeitórios, nos vestiários e no transporte dos trabalhadores, quando fornecido pelas organizações.

Quando houver a paralisação das atividades em decorrência da Covid-19, devem ser feitas a higienização e desinfecção do local de trabalho, áreas comuns e veículos utilizados antes do retorno das atividades.

Também deve haver triagem dos trabalhadores por médico do trabalho, garantindo afastamento dos casos confirmados, suspeitos e contactantes com os confirmados de Covid-19.

Não deverá ser exigida a testagem laboratorial de todos os trabalhadores como condicionante para retomada das atividades.

Quando for adotada a testagem de trabalhadores, ela deve ser realizada de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde em relação à indicação, metodologia e interpretação dos resultados.

As empresas devem continuar cumprindo todas as normas de segurança do trabalho já previstas e outras medidas de saúde, higiene e segurança previstas em acordo coletivo.

As medidas previstas na portaria poderão ser revistas ou atualizadas a qualquer momento, em razão dos avanços no conhecimento e controle da pandemia.

Apenas nos frigoríficos existem atualmente 3.299 estabelecimentos processadores de carnes e derivados registrados no Serviço de Inspeção Federal (SIF), dos quais, 445 comercializam proteína animal.

Nas linhas de inspeção dos frigoríficos trabalham 1.948 pessoas.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Empresa de Toledo registra 596 casos confirmados de Covid-19

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que todos estão recuperados da doença

A Secretaria Municipal de Saúde de Toledo confirmou nesta sexta-feira (10), através de nota, o registro de 596 casos positivos de Covid-19 em uma empresa do município.

Conforme a nota, os testes foram realizados nos últimos três dias. Na quarta-feira (08) foram 77 casos confirmados da Covid-19; na quinta-feira (9) mais 121 casos e nesta sexta-feira mais 398. Ainda conforme a pasta, todos estão recuperados da doença.

Ainda de acordo com dados informados pela empresa, foram testados 4.825 funcionários próprios e 399 funcionários terceirizados, totalizando 5.224.

A testagem em massa se deu por iniciativa da empresa em consonância com a legislação sanitária vigente e com a devida notificação de casos identificados.

A nota ainda reforça que qualquer empresa que desejar realizar testagem dos funcionários deve obrigatoriamente comunicar a Vigilância em Saúde com antecedência sobre as ações a serem desenvolvidas sob pena de incorrer em infração sanitária.

Redação Catve.com
Continue Lendo

Geral

Sexta-feira é marcada por 456 novos casos, 442 curados e mais um óbito em decorrência do novo Coronavírus em Toledo

A sexta-feira (10), foi extremamente agitada na cidade de Toledo, quando o assunto é a pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19). A Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê de Operações Emergenciais (COE), divulgaram mais um óbito, 456 novos casos e mais 442 pessoas curadas da doença no município.

Óbito

Infelizmente o município de Toledo registrou na tarde desta sexta-feira o 21º óbito em decorrência de complicações causadas pelo novo Coronavírus no município. A vítima foi uma mulher de 56 anos de idade, que sentiu os primeiros sintomas da doença no dia 11 de junho, quando foi atendida na Unidade para sintomáticos respiratórios. No dia 17 de junho ela coletou o exame RT-PCR e foi encaminhada para o Pronto Atendimento Municipal e posteriormente foi transferida para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), local em que ficou internada até a quinta-feira (09), quando veio a óbito.

Novos casos e testes rápidos realizados em empresa local

A Prefeitura do município de Toledo divulgou uma nota oficial no início da noite desta sexta-feira 10, na qual esclarece que desde a última quarta-feira 08, tem divulgado uma série de resultados de testes rápidos, que tiveram o resultado positivo registrados em uma empresa local.

De acordo com a nota na quarta-feira foram notificados 77 casos testados como positivos na empresa, na quinta-feira (09), foram mais 121 casos no local e nesta sexta-feira outros 396 casos positivos notificados.

Conforme dados informados pela empresa, foram testados 4.825 funcionários próprios e 399 funcionários terceirizados, totalizando 5.224 pessoas testadas. A presente ação de testagem em massa se deu por iniciativa da empresa em consonância com a legislação sanitária vigente e com a devida notificação de casos identificados. A Prefeitura não divulgou a identidade da empresa.

Ainda de acordo com a nota a empresa que desejar realizar a testagem dos seus funcionários deve comunicar prontamente à Vigilância em Saúde sobre as ações a serem adotadas sob pena de ocorrer em infração sanitária.

Na data de hoje foram notificados 396 casos testados como positivos na empresa, além de mais 60 casos confirmados na comunidade em geral.

Taxa de ocupação de leitos

Na área que compreende a 20ª Regional de Saúde de Toledo, são dois os hospitais, que possuem leitos exclusivos para o atendimento de pacientes que contraíram a Covid-19. A primeira Unidade de Saúde é o Hospital Beneficente Marcel Micheletto, em Assis Chateaubriand, que tem à disposição 14 leitos de enfermaria, sendo que quatro estão ocupados e 14 leitos de Terapia Intensiva (UTI), dos quais sete encontram-se indisponíveis.

A outra Unidade de Saúde da região a contar com leitos exclusivos para socorrer pacientes Covid-19, é o Hospital Bom Jesus, em Toledo, que conta com oito leitos de enfermaria, sendo que dois estão ocupados e 16 leitos de UTI, dos quais 12 encontram-se ocupados no momento.

Nesta sexta-feira a taxa total de ocupação de leitos na 20ª Regional de Saúde é de 27,27% dos leitos de enfermaria e de 63,33% dos leitos de UTI. Os dados correspondem a ocupação de leitos na região até às 11h00 do dia 10 de julho.

Dados

Nesta sexta-feira Toledo conta com 3.853 casos notificados para o novo Coronavírus, com 1.287 já descartados e 185 ainda em análise. O município conta ainda com 2.381 casos confirmados e 1.252 pessoas recuperadas, além de 21 vidas perdidas por conta da enfermidade. Entre os hospitalizados, estão 35 cidadãos toledanos, sendo que 18 estão em leitos de enfermaria e 17 encontram-se em quartos de UTI.

Fonte: Toledo News
Continue Lendo

Geral

POLÍCIA CIVIL DE MARECHAL RONDON EM CONTINUIDADE A OPERAÇÃO GARGALO APREENDE MAIS BEBIDAS FALSIFICADAS NO COMÉRCIO LOCAL

Polícia Civil

A Polícia Civil apreendeu mais bebidas alcoólicas falsificadas em uma conveniência localizada na Av. Irio Jacob Welp, em Marechal C. Rondon.

O dono do bar foi conduzido para a Delegacia de Polícia para os procedimentos.

As investigações já haviam dado os primeiros resultados na semana passada quando um distribuidor foi preso com diversas garrafas.

Esses crimes contra à saúde pública continuarão a ser investigados e quem insistir em continuar a venda de produtos adulterados conhecerá a operação gargalo.

O delegado de polícia Rodrigo Baptista Santos fala mais sobre o caso..

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.