Conectado com

Política

Governo inicia estudos para implantar pedágio em mais 1.600 km de rodovias

Pedágio: Paraná terá novos pedágios na PR-092 (Norte Pioneiro), PR-323 (Noroeste) e PR-280 (Sudoeste) e em trechos das Brs 163, 153 e 476 (Foto: AEN/Pr/divulgação)

Representantes do governo do Estado e da União assinaram hoje a ordem de serviço para iniciar os estudos para definir o modelo do novo programa de concessões de rodovias que cortam o Paraná. Ao todo serão licitados pelo governo federal 4,1 mil quilômetros de estradas estauais e federais até 2021, quando terminam os atuais contratos de concessão.

O novo programa de concessões incorpora ao conjunto de rodovias que formam os 2.500 quilômetros do Anel de Integração mais três estradas estaduais: PR-092 (Norte Pioneiro), PR-323 (Noroeste) e PR-280 (Sudoeste). O futuro leilão também deve abranger os trechos paranaenses das Brs 163, 153 e 476. Com isso, o Estado terá mais 1.600 quilômetros de rodovias pedagiadas, além das estradas onde já existe a cobrança.

Segundo o governo do Estado, a expectativa é que este estudo, que vai indicar a modelagem para o contrato de concessão, fique pronto num prazo de nove meses. A autorização para início dos estudos foi assinada pelo secretário da Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, e por representantes do Ministério da Infraestrutura e da empresa contratada para execução do serviço.

“Não queremos a repetição do modelo que não deu certo no Paraná. Por isso estamos junto com o governo federal e temos a certeza que vamos fazer o melhor e mais transparente modelo de concessões”, afirmou o secretário. “Nesta nova modelagem teremos mais obras e uma menor tarifa para o usuário, ponto que é a maior cobrança do governador Ratinho Júnior”, explicou. “Possivelmente será o maior lote de concessões do Brasil”, avaliou.

“O motorista paranaense pode esperar, principalmente, muito investimento e uma rodovia muito melhor, com uma tarifa menor”, disse Roger Silva Pegâs, diretor de Transporte Rodoviário da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres. Segundo ele, a redução na tarifa decorrerá da retirada de uma série de disfunções que aconteceram nestes contratos antigos, de 1997.

“Hoje a gente trabalha com modelagem mais moderna, melhores análises e nossa expectativa é de tarifas com valores menores do que os praticados no Paraná, já que alguns deles são os maiores do país”, disse Pegâs. “Entendemos que o sistema vai funcionar de uma forma melhor, mais integrada, ligando por exemplo a região Oeste e Norte do Paraná, assim como com outros Estados, no caso Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e São Paulo”, acrescentou.

Viabilidade – Arthur Lima, diretor-presidente da Empresa de Planejamento e Logística S.A (EPL), responsável por realizar estudos de viabilidade para a concessão à iniciativa privada, acredita que além da redução da tarifa do pedágio haverá também em queda do número de acidentes e mortes.

“O governo federal investiu R$ 60 milhões neste projeto e acredita fortemente que haverá redução de mortes e acidentes nas rodovias e uma tarifa menor, além de maior qualidade maior no nível de serviço da rodovia”, afirmou. “Trabalhamos com prazo de nove meses para concluir os estudos”, completou.

Para o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), Fernando Furiatti, após o processo de concessão o Estado será destaque na qualidade das rodovias. “A gente vem ao longo dos anos sendo atendido por um modelo antigo e caro. Esta nova modelagem trará inovação, com uma qualidade de rodovia muito superior ao restante do Brasil e com uma tarifa justa, o que hoje nós não temos no Paraná”, explicou Furiatti.

 

Fonte:  Bem Paraná com AEN
Continue Lendo
Publicidade

Geral

Termina hoje o prazo para tirar versão impressa do título eleitoral

No cartório eleitoral, documento é impresso na hora

 

Termina nesta quinta-feira  o prazo para a solicitação da segunda via impressa do título de eleitor.

Para obter o documento, o eleitor  precisa estar em situação regular com a Justiça Eleitoral e comparecer ao cartório eleitoral com um documento oficial de identificação, além do comprovante de residência dos três últimos meses.

O documento é impresso na hora.

No caso de pessoas do sexo masculino, também é necessário comprovar a quitação com o Serviço Militar Obrigatório.

Quem perder o prazo não precisa se preocupar, já que também pode acessar a versão digital do título pelo aplicativo e-título.

O app pode ser baixado para smartphone ou tablet , nas plataformas iOS ou Android.

Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais.

Para o eleitor que ainda não fez o cadastro biométrico, é necessário apresentar documento oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.

Caso o eleitor não saiba o número do título, pode consultar o site do Tribunal Superior Eleitoral , por meio do nome, CPF e data de nascimento.

Entre as vantagens do e-título, está o acesso às informações na Justiça Eleitoral, como situação eleitoral, local de votação, consulta de débitos, emissão de guias para pagamentos e cadastro como mesário voluntário.

Diferentemente da via tradicional, a versão eletrônica tem a foto do eleitor, além de dados sobre o cadastramento biométrico e um QR Code para validação na zona eleitoral.

 

Continue Lendo

Geral

Reta final para o eleitor decidir em quem votar nas eleições de 2022

A exemplo de candidatos  à deputado estadual ou  federal e ao senado que percorrem a região a procura de votos, o deputado estadual Elio Lino Rusch cumpre idênticas agendas, porém com outro objetivo.

O invés de “pedir”  o parlamentar percorre os municípios para agradecer pelo apoio recebido ao longo de seus mandatos como deputado estadual.

Ele decidiu não ser candidato e prega que “está encerrando sua caminhada na vida pública”.

Ao comentar a respeito, Elio Rusch afirma que, em relação as eleições deste ano, existe ainda muita duvida no eleitorado sobre a quem dedicar o voto..

 

Continue Lendo

Geral

Justiça Eleitoral realiza vistoria nas placas de propaganda política em Nova Santa Rosa

Foto: Portal Nova Santa Rosa

Quatro outdoors estão na cidade.

 

A Justiça Eleitoral de Palotina esteve em Nova Santa Rosa na tarde desta segunda-feira para medir os quatro outdoors na cidade com publicidade do Presidente Jair Bolsonaro.

Após, as medidas serão repassadas para o ou a Juiz(a) Eleitoral do município de Palotina, com base na legislação eleitoral, irá decidir sobre a remoção ou não das placas de propaganda política.

Não é somente em Nova Santa Rosa que este tipo de ação está sendo tomada, em várias cidades do Paraná ou mesmo do Brasil a Justiça Eleitoral está medindo as placas com publicidade irregular.

Segundo um agente de Justiça Eleitoral que esteve em Nova Santa Rosa nesta segunda-feira, qualquer que fosse o candidato, seja a ou b, se, as placas estão irregulares com a legislação, medidas precisam serem tomadas.

 

Fonte: Portal Nova Santa Rosa

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.