Conectado com

Geral

Governo prorroga por mais 10 dias medidas restritivas para combate à Covid-19

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou decreto que prorroga por mais dez dias as medidas restritivas e de distanciamento social para evitar a propagação do novo coronavírus e conter o aumento das infecções no Paraná. O texto é o mesmo da normativa 6294/2020, que terminaria nesta sexta-feira (18). Assim, a nova peça jurídica começa a valer no sábado (19) e se estenderá até 28 de dezembro, podendo ser prorrogado ou não.

O documento de número 6555/2020 estabelece, entre outras regras, a proibição de confraternizações e eventos presenciais que causem aglomerações com grupos de mais de 10 pessoas, excluídas da contagem crianças de até 14 anos. A exceção são ações sem contato físico, incluindo o modelo drive in. Ou seja, reforça o pedido para que as pessoas passem as celebrações de Natal dentro de seus núcleos familiares, evitando aglomerações.

“É um momento especial, em que precisamos da colaboração de todos para controlar a circulação do vírus. O pedido segue para que as pessoas reforcem os cuidados contra a doença, com máscaras, álcool gel, higiene pessoal e, claro, distanciamento social”, afirmou Ratinho Junior.

A peça jurídica estende também a proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23 horas às 5 horas. A decisão acompanha o impedimento provisório na circulação de pessoas no mesmo período, medida em vigor no Estado desde a quarta-feira (02).

Apenas serviços considerados essenciais, regidos pelo decreto estadual 4.317/20, como saúde, segurança pública, limpeza pública, produção, distribuição e comercialização de alimentos, ficam liberados da restrição de circulação. As medidas restritivas foram elaboradas em conjunto com as 29 cidades que formam a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec).

“Essas medidas são fundamentais. É claro que o vírus não tem horário, mas cerca de 15% dos nossos leitos de UTI são usados em decorrência de traumas. Em muitos casos por pessoas que bebem, pegam o carro e acabam se acidentando. Isso libera leitos para combater o coronavírus, para dar assistência a quem está contaminado”, ressaltou o governador.

CELEBRAÇÕES – O decreto recupera medidas de duas resoluções da Secretaria de Estado da Saúde. A 734/2020 que autoriza a celebração de cultos religiosos desde que o espaço destinado ao público tenha ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

A medida começou a valer na segunda-feira (07) para dar tempo de as igrejas se organizarem. O texto recomenda que a população realize atos religiosos em casa, de forma individual ou em família.

Outra ação é a retomada da resolução 632/2020, que trata do teletrabalho. O decreto estabelece que esse formato seja adotado para as funções que forem compatíveis no âmbito da administração estadual. As exceções são as secretarias da Saúde, Segurança Pública e Fazenda. Há ainda a orientação para que os demais Poderes, assim como municípios e entes privados acompanhem o regramento.

As novas resoluções da Saúde que estão em vigor são as de número 1433/2020 e 1434/2020.

BOLETIM – O Paraná atingiu um novo recorde de mortes em decorrência da Covid-19 nesta quarta-feira (16). Boletim epidemiológico revelou mais 2.845 diagnósticos da doença e 199 óbitos. O boletim registra também 17.322 casos retroativos do período entre 1º de abril a 14 de dezembro. Destes, 14.227 são de Curitiba contabilizados devido à integração entre o sistema municipal e o sistema próprio do Estado (Notifica Covid-19), que ainda está em andamento. Estes casos já foram divulgados no boletim da Secretaria Municipal de Curitiba.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 356.992 casos e 7.057 mortes em decorrência da doença.

INTERNADOS – Nesta quarta-feira (16) são 1.280 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19. Destes, 1.079 ocupam leitos SUS (524 UTI e 555 clínicos/enfermaria) e 201 em da rede particular (80 UTI e 121 clínicos/enfermaria).

Há outros 1.473 pacientes internados, 540 em leitos UTI e 933 em enfermaria que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto exclusivos para pacientes suspeitos ou contaminados pela doença no Estado está em 86% e de enfermaria em 63%. Das 1.127 vagas, 974 estão ocupadas.

Acesse AQUI o decreto     6555/2020

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Geral

Nesta quarta-feira (04) serão vacinados contra a Covid-19 rondonenses com 30 anos ou mais

Também serão aplicadas doses de reforço da Astrazeneca e Coronavac

 

Seguindo o cronograma da Secretaria de Saúde de vacinação contra a Covid-19, nesta quarta-feira, dia 04, será a vez das pessoas com 30 anos ou mais serem imunizadas. Também poderão ser vacinadas as pessoas com alguma comorbidade ou deficiência permanente com 18 anos ou mais.

O atendimento será das 16h às 20h, na estação rodoviária e parque de exposições.

Para receber a vacina, é necessário portar documentos pessoais, cartão SUS e carteira de vacinação (se tiver). No caso de pessoas com comorbidade ou deficiência, também deverão apresentar uma declaração médica atestando tal condição. Gestantes que estejam na faixa etária e procurarem o pronto de vacinação, também deverão apresentar declaração médica para receber a sua dose.

A vacinação será no sistema “drive thru” e as senhas serão entregues a partir das 16h, seguindo a fila dos veículos. Na estação rodoviária, a entrada será pela rua Goiás e a saída pela rua Minas Gerais. No parque de exposições, entrada pelo acesso próximo ao Café Colonial.

SEGUNDA DOSE

A segunda dose da vacina será disponibilizada das 8h às 13, no parque de exposições. Desta vez, serão ofertadas as vacinas das marcas Astrazeneca (intervalo superior a 90 dias) e Coronavac (intervalo superior a 25 dias).

 

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Agricultura

Marechal Rondon é o 5º município do Paraná em produção no agronegócio

Assessoria

Em 2020 foram quase R$ 1,5 bilhão em ativos. Apenas Toledo, Cascavel, Castro e Guarapuava obtiveram resultados maiores

 

Conforme relatório divulgado no site da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), viabilizado pelo Departamento de Economia Rural (DERAL), Marechal Rondon é destaque quanto à produção agropecuária no estado. Os dados apontaram o Valor Bruto da Produção (VBP) referente ao ano de 2020.

O Valor Bruto da Produção é um índice de frequência anual, calculado com base na produção agrícola e pecuária municipal e nos preços recebidos pelos produtores. Engloba produtos da agricultura, da pecuária, da silvicultura, do extrativismo vegetal, da olericultura, da fruticultura, de plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, da pesca, etc.

Além de fornecer dados sobre a produção agropecuária de todos os municípios do estado do Paraná, tal índice compõe o Fundo de Participação dos Municípios. O Valor Bruto da Produção tem uma participação de 8% no cálculo usado para a determinação do índice final a ser aplicado sobre a arrecadação do ICMS, que resulta na cota-parte devida a cada município.

Conforme o relatório, o município rondonense foi o 5º maior produtor no agronegócio no Paraná em 2020, com um total de ativos de R$ 1.499.182.362,78. Deste total, R$ 326 milhões se referem a suínos de corte, R$ 310 milhões oriundos de aves de corte, R$ 200 milhões através de leitões para recria, R$ 167 milhões através da soja (1ª safra), R$ 124 milhões contabilizados através do leite, R$ 119 milhões em silagem de milho e R$ 86 milhões através do milho (2ª safra). O restante é referente à produção de frutas, verduras, legumes, venda de outros animais, entre outros.

O município rondonense fica somente atrás de Toledo (R$ 3.497.883.392,36), Cascavel (R$ 2.278.420.131,21), Castro (R$ 2.265.677.837,96) e Guarapuava (R$ 1.606.028.851,14), entre os 399 municípios paranaenses.

Conforme o prefeito Marcio Rauber, este resultado é fruto de um agronegócio forte e diversificado, feito por agricultores que trabalham diariamente para melhorar a renda familiar e produzir sempre mais.

“Os produtores rurais são incansáveis batalhadores. Temos que agradecê-los pela dedicação e pelo trabalho. O poder público também tem sua parcela de contribuição. Oferecemos benefícios através de programas de incentivos de melhoramento genético, terraplanagens para a construção de aviários, chiqueirões, entre outros, por meio da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental. O trabalho também consiste em oferecer condições adequadas para a o escoamento da produção, com a constante manutenção das estadas, através da Secretaria de Viação e Serviços Públicos, e com um grande programa de pavimentação com pedras irregulares e asfalto, que já beneficiou quilômetros de vias no interior. Marechal Rondon está de parabéns pelos resultados alcançados, em termos de produtividade e produção global”, mencionou o mandatário municipal.

O secretário de Agricultura e Política Ambiental, Adriano Backes, mencionou que as propriedades rurais se tornaram verdadeiras indústrias de alimentos. “Por orientação do prefeito Marcio Rauber, temos concentrado nossas ações no apoio aos produtores rurais, responsáveis por grande parte da geração de divisas no município. Peixes, aves, suínos, leite, grãos, gado de corte, entre outras atividades, compõem a diversificada linha do agronegócio rondonense. Grande parte dos produtores investe em mais de duas atividades. Tecnologias de ponta são empregadas, o que garante uma produção cada vez maior. Parabenizamos a todos. É um resultado expressivo que pode crescer ainda mais”, destacou Backes.

 

Pode ser uma imagem de ao ar livre

 

Pode ser uma imagem de ao ar livre

 

Pode ser uma imagem de animal e ao ar livre

 

Pode ser uma imagem de comida

 

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e ao ar livre

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Esporte destaca uso do estádio, mas sugere cuidados aos frequentadores

Estádio Municipal de Marechal Rondon recebe em torno de 800 adeptos de exercícios físicos e esportivos por semana, especialmente antes da noite e nos finais de semana

 

O Estádio Municipal Valdir Schneider, uma das principais praças esportivas de Marechal Cândido Rondon, segue amplamente utilizado por esportistas e demais adeptos de atividades físicas neste período de pandemia da Covid-19.

Conforme o secretário municipal de Esporte e Lazer, Diogo Schneider (Bolha), o estádio recebe semanalmente centenas de pessoas que utilizam o espaço público para andar de patins, pedalar, praticar caminhada e corrida, além de inúmeras famílias que utilizam o local em momentos de lazer e descontração com seus filhos.

“Nós observamos uma procura muito grande pela prática de exercícios físicos e esportivos no Estádio Municipal. As pessoas frequentam o local especialmente antes da noite e nos finais de semana, haja vista que o ambiente é agradável às atividades citadas. O local é amplamente utilizado pelas pessoas e isso é bastante positivo, mas a gente orienta aos frequentadores para que não levem animais de estimação, para evitar problemas de saúde aos demais cidadãos”, alerta Bolha.

Para que o estádio siga bem frequentado por rondonenses, bem como sejam mantidos os cuidados com a saúde de todos os usuários, o secretário de Esporte e Lazer menciona que a sugestão é de que os animais de estimação sejam deixados em casa ou então levados a um espaço adequado. “Também lembramos que o consumo de bebidas alcoólicas é proibido em espaços públicos”, frisa Bolha.

“Recentemente observamos pessoas empinando pipa no estádio, prática considerada perigosa tendo em vista que outros cidadãos realizam outras atividades. Neste sentido nossa orientação é de que as pessoas empinem pipas em espaços adequados, mas não no estádio municipal. Temos uma estimativa de que o local é frequentado por cerca de 800 pessoas no decorrer da semana, o que é bastante expressivo. Queremos que o local siga bem frequentado”, pontua.

O estádio municipal está aberto de segunda a segunda a partir das 6h e pode ser utilizado até por volta de 23h, ou seja, dentro do período permitido pelos decretos que objetivam conter a propagação da Covid-19.

 

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.