Conectado com

Política

João e Tiago são reeleitos para governar Quatro Pontes por mais quatro anos

O atual prefeito e vice, João Laufer e Tiago Hansel, foram reeleitos para mais um mandato frente ao município de Quatro Pontes.

A votação realizada ontem confirmou 1.787 votos, ou seja, 57,29%.

Os candidatos da oposição, Cesar Seidel – o Canela, e Leandro, receberam 1.332 votos,  42,71%.

Para a Câmara de Vereadores de Quatro Pontes, foram eleitos:

Cidinei Joner, 387 votos.

Luis Carlos Becker, 368 votos

Marco Wickert, 344 votos.

Aldiva Terezinha de Oliveira, 162 votos

Jean Marcos Steltrer , 157 votos

Solange Lurdes Ferreira, 139 votos

Pedrinho Tonelli, 139 votos.

Davi José Boufleuher, 134 votos

Cleunice Majolo, com 131 votos.

O prefeito reeleito João Laufer agradece a confiança da população e adianta que fará um trabalho ainda melhor…..

 

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Testemunhas serão ouvidas amanhã no processo contra o vereador “Neco”

Assessoria

A comissão processante que apura denúncia de quebra de decoro parlamentar, por parte do vereador Dorivaldo Kist, o “Neco”, marcou para amanhã, quinta-feira, as oitivas com sete testemunhas.

Os depoimentos acontecerão na Câmara de Vereadores, a partir das 09h00 horas da manhã.

Neco é acusado de quebra de decoro parlamentar por, supostamente, exigir metade do salário de servidora comissionada da Prefeitura, a qual teria sido indicada por ele ao cargo.

O vereador, que também poderá prestar depoimento, nega.

Integram a comissão processante os vereadores “Gordinho do Suco”, presidente; Adriano Backes, relator; e Ronaldo Pohl, membro.

Após os depoimentos, restarão os prazos para as últimas alegações da defesa e apresentação do relatório final da comissão, para então o processo ir a julgamento em plenário.

Para que ocorra a perda do mandato do vereador são necessários no mínimo 09 votos a favor da cassação.

Outros dois processos disciplinares tramitam no Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon.

Um deles tem como representado o vereador Adelar Neumann, o qual também é acusado de cobrar parte do salário de funcionário comissionado da Prefeitura.

A oitiva com testemunhas havia sido marcada pela comissão processante para o final de novembro, porém, o advogado de defesa foi diagnosticado com COVID-19 e a data da nova audiência será definida.

A comissão processante conta com os vereadores Adriano Cottica, presidente; Adriano Backes, relator; e Arion Nasihgil, membro.

Já o processo contra o vereador Nilson Hachmann aguarda apenas o relatório final da comissão.

Os depoimentos de testemunhas e do vereador aconteceram na semana passada e, segunda-feira, dia 30,  o advogado de defesa apresentou as alegações finais, em que sustenta a inocência do vereador Nilson.

Ele é acusado de utilizar empresas jurídicas em nome de terceiros, mas que seriam de propriedade dele, para participar de processos licitatórios e fazer venda direta à Prefeitura, o que é proibido por lei.

A comissão processante que atua no caso é integrada pelos vereadores Pedro Rauber, presidente; Valdir Port, o “Portinho”, relator; e Vanderlei Sauer, membro.

 

Continue Lendo

Política

Vereador Sauer está oficialmente reeleito

Assessoria

Agora é oficial: o candidato a reeleição Vanderlei Sauer, o”Soldado Sauer”, obteve 1.432 votos na última eleição e foi o segundo vereador mais votado no município de Marechal Cândido Rondon.

A oficialização do total de votos foi feita no princípio da tarde de ontem, terça-feira, pela Justiça Eleitoral do Município e tem por base uma decisão tomada pelo TRE poucos dias antes do pleito.

A polêmica em torno da candidatura a reeleição do vereador “Soldado Sauer” teve início com o indeferimento de seu registro durante a campanha eleitoral pelo Judiciário Eleitoral em nível local.

O indeferimento inicial do registro de sua candidatura foi motivado com a constatação, de acordo com a Justiça Eleitoral, que o vereador não constava na lista de filiados do Democratas.

Durante um bom período da campanha visando sua reeleição, o vereador precisou lidar com a incógnita e incerteza de sua candidatura.

A defesa do parlamentar recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral e, no dia 12 de novembro, três dias antes da eleição municipal, a Corte do TRE reformou a sentença inicial.

Os desembargadores entenderam que os documentos apresentados pelo “Soldado Sauer” comprovavam a sua ligação partidária e, portanto, houve o deferimento de sua candidatura.

A considerar que a decisão do Tribunal não havia sido oficializada em tempo à Justiça Eleitoral de Marechal Cândido Rondon, os votos do candidato a reeleição apareciam como nulos.

Entretanto, no começo da tarde de ontem a Justiça Eleitoral de Marechal Cândido Rondon oficializou os 1.432 votos auferidos por “Sauer” na eleição passada e ele se tornou o segundo mais votado.

Com sua reeleição garantida, Vanderlei Sauer estará na próxima legislatura e quem perderá a vaga é o vereador Ronaldo Pohl, que tentou a reeleição pelo PSD.

 

 

 

Continue Lendo

Política

Eleição em Ponta Grossa impede retorno de Ademir Bier a Assembléia

Com sua derrota à Prefeitura de Ponta Rosa, a deputada estadual Mabel Canto, do PSC, permanecerá na Assembléia Legislativa e o suplente Ademir Bier não retornará à Casa de Leis.

 

  Já Élio Rusch pode assumir cadeira em 2021

 

Quase um quarto dos eleitores de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, deixaram de votar no segundo turno das eleições municipais de 2020, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral.

O número representa um total de 59 mil e 655 pessoas.

A Professora Elizebeth, do PSD, foi eleita prefeita do município neste domingo, com 52,38% dos votos válidos.

A candidata venceu Mabel Canto, do PSC, que teve 47,62%.

De acordo com os dados da apuração, a abstenção de 24,9% no segundo turno foi maior do que a registrada no primeiro turno, quando 55 mil e 147 eleitores não compareceram às urnas.

Além disso, 12.095 eleitores votaram em branco ou anularam o voto, o que corresponde a 6,72% do total do eleitorado.

A Professora Elizabeth  se tornou a primeira mulher a ser eleita para governar Ponta Grossa, que foi a única do Paraná a ter segundo turno e a única do País a ter duas mulheres disputando a segunda fase da eleição.

O resultado na eleição em Porto Grossa interessava diretamente ao ex-deputado e ex-prefeito de Marechal Cândido Rondon, Ademir Bier.

Caso Mabel Canto vencesse o pleito eleitoral, o rondonense assumiria uma cadeira na Assembléia Legislativa.

Apesar dessa possibilidade ter sido frustrada, a outra hipótese de Marechal Cândido Rondon voltar a ter uma representante no Poder Legislativo do Estado do Paraná.

Comentários dão conta que a deputada Maria Victoria estaria grávida e, nesse caso, quem assumiria ser lugar como suplente é o ex-deputado estadual Élio Lino Rusch.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.