Conectado com

Policial

Jovem e sua filha de apenas 09 meses são assassinadas e autor acaba na cadeia

CGN

Os corpos de Silvia Caroline França, de 25 anos, e de sua filha Ana Lis França, de apenas 09 meses serão sepultadas na tarde desta quinta-feira no Cemitério de Juvinópolis, distrito de Cascavel.

O crime causou grande comoção em Cascavel 

Elas foram encontradas mortas na tarde desta quarta-feira, em uma quitinete na Avenida Carlos Gomes, em Cascavel.

O bebê estava dentro do berço no interior da residência, enquanto sua mãe estava caída no banheiro do imóvel, com vários ferimentos provocados com a utilização de um vaso sanitário.

Ao lado do corpo também foi encontrado uma faca também utilizada.

É provável que a criança tenha sido morta por envenenamento ou dosagens elevadas de remédios.

Os laudos coletados serão encaminhados à Curitiba para que se ateste com precisão o que causou a morte da Ana Lis França, de apenas 09 meses.

Identificado como Halif Ferreira de Lima, de 16 amos, o criminoso foi detido pouco tempo depois no bairro Bela Vista, região norte de Cascavel.

Ele era namorado de Silvia e estava na casa da mãe dele no momento da prisão.

A Polícia informou que o acusado admitiu o crime e contou detalhes de como tudo aconteceu.

Ele falou, inclusive, que dormiu no mesmo quarto após matar as duas, durante dois dias.

Vizinhos da vítima contaram que os dois tiveram uma relação bastante conturbada e com casos de violência doméstica.

O bebê não seria filha do suspeito.

O advogado do suspeito de matar mãe e filha, na Avenida Carlos Gomes, em Cascavel, disse que seu cliente estaria sob efeitos de remédios controlados.

Robson Trukane Miranda acrescentou que pediu às autoridades para que o criminoso seja avaliado por médicos para saber o estado de saúde dele, devido ao uso dos medicamentos.

Geral

Réu julgado em Marechal Rondon foi condenado mas vai cumprir em liberdade

Juiz concedeu o benefício do regime aberto

Foi realizado nesta quinta- feira (06) no Fórum de Marechal Cândido Rondon sessão do  Tribunal Popular do Juri ,   para  julgar um crime de tentativa de homicídio duplamente qualificado,  ocorrido em 20 de maio de 2021 numa residência localizada a Rua das Flores, numero 330, no Bairro Higienópolis.

Na ocasião o réu Isaias Pereira  desferiu dois golpes de faca contra a vitima Maria Lucia de Souza, atingida nas costas e no braço direito.

O Ministério Público sustentou que o denunciado “ só não logrou êxito no seu intento, por circunstâncias alheias à sua vontade, uma vez que sua esposa e um enteado intervieram e a vitima conseguiu fugir do local”.

Ainda segundo a denúncia,  o delito foi cometido por motivo fútil, uma vez que a vitima estava na residência cuidando de sua amiga  Ângela Aparecida da Silva  , companheira do denunciado, a qual estava enferma.

Consta que Isaias Pereira mandou Ângela embora e esta teria dito   que o mesmo deveria cuidar da esposa e não deixá-la desamparada, quando então ele armou-se com a faca e desferiu os golpes.

Após os debates entre Ministério Público e Defesa  os jurados entenderam pela  condenação do réu.

Assim sendo, o juiz criminal  substituto em Marechal Cândido Rondon,  Dionisio Lobchenko Junior , sentenciou Isaias Pereira em  04  anos e 09  meses de reclusão,  devendo ser descontado da pena o período em que permaneceu segregado cautelarmente, no caso, a  01  ano, 04 meses e 16   dias.

O  regime inicial de cumprimento do restante da pena deverá ser o  aberto.

Diante de disso o juiz determinou a imediata expedição do competente  alvará de soltura, para que o réu possa recorrer da sentença em liberdade.

A próxima sessão do Tribunal do Juri de Marechal Cândido Rondon está marcada para o dia 18 de outubro.

Na ocasião será julgada  Patricia Lopes de Morais, que atentou a tiros contra seu pai Silvestre Soares de Moraes, em 19 de julho  de 2010, numa residência no Bairro Ciprestes

Continue Lendo

Geral

É solicitado apoio do consulado paraguaio nas buscas ao jovem que se afogou na praia de Porto Mendes

 

Mesmo com chuvas, foram retomadas nesta quinta-feira (06) as buscas ao corpo do jovem Gabriel Ziviani, de 23 anos, que se afogou no sábado (01) na praia de Porto Mendes.

Os trabalhos entraram no quinto dia.

Além do Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil, foi solicitado auxilio nas buscas ao consulado do Paraguai, conforme detalha o comandante dos bombeiros de Marechal Rondon, capitão Rodrigues…..   assista ao vídeo

 

Continue Lendo

Geral

Buscas ao jovem que se afogou em Porto Mendes entram no quarto dia

Capitão dos Bombeiros fala com exclusividade dos trabalhos

As buscas ao corpo do jovem que se afogou na praia de Porto Mendes entraram hoje (05) no quarto dia.

 O caso aconteceu na noite de sábado (01) quando Gabriel Ziviani, de 23 anos, e mais dois amigos estavam em um barco, retornando do Paraguai, quando a embarcação afundou.

Um dos jovens conseguiu nadar ate a ilha de pedra, na praia de Porto mendes, e foi resgatado.

O outro se agarrou em uma garrafa pet dois litros e foi flutuando, pedindo por socorro, ate que foi ouvido e resgatado por frequentadores da praia: ele já estava no meio do lago.

Desde então, Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil realizam buscas mas sem exito.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Marechal Rondon, capitão Rodrigues, fala dos trabalhos que foram reiniciados nesta quarta-feira e destaca que as chances de localização do jovem aumentam.

Assista ao vídeo

O jovem Gabriel Ziviani, de 23 anos, é procedente do Estado de São Paulo, reside no distrito de Porto Mendes há quatro meses e trabalha no Frigorífico de Peixes de Iguipora.

Familiares acompanham as buscas.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.