Conectado com

Política

Justiça dá 24 horas para que material com nome de Rosane Limberguer seja recolhido

O juiz eleitoral da Comarca de Marechal Cândido Rondon, Renato Cigerza, concedeu a liminar solicitada ontem pela coligação “Marechal Rondon cada vez melhor”, do candidato a prefeito Marcio Rauber, contra a coligação “Meu voto de fé”, do candidato a prefeito JosoéPedralli, na qual o grupo do DEM pediu que todo material de campanha impresso e virtual onde conste a ex-candidata a vice-prefeita Rosane Limberger fosse recolhido.

Na segunda-feira, dia 26, Rosane renunciou e a coligação anunciou que seu nome seria substituído na chapa majoritária por sua filha Angela Limberger.

Mesmo assim, segundo a defesa de Rauber, o material de campanha onde aparece Rosane continuou sendo distribuído e compartilhado por redes sociais.

Conforme na liminar, a campanha de Pedralli precisa suspender a distribuição e tem 24 horas para recolher todo material, sob pena de multa de R$ 100 por material físico apreendido, e de R$ 1 mil por cada veiculação de propaganda em meio virtual de comunicação.

 

Política

Entrega de diplomas na 121ª cona eleitoral será em 17 de dezembro

Serão diplomados os eleitos por Mal. Rondon, Quatro Pontes, Mercedes e Pato Bragado

 

No próximo domingo em diversas cidade brasileiras será realizado o segundo turno eleitoral para a eleição de prefeitos.

Aqui no Paraná, apenas Ponta Grossa terão eleição, onde disputam à prefeitura a  deputada estadual Mabel Canto, do PSC  e a educadora e ex-vice-prefeita Professora Elizabeth  – do  PSD.

As ultimas pesquisas indicam nesta reta final de campanha, um empate técnico entre as duas candidatas: Mabel Canto com  43,6%  e a professora  Elizabeth, com 43,1% das intenções de voto.

Em Marechal Cândido Rondon o clima eleitoral é outro,  faltando apenas uma definição em relação a candidatura do vereador Sauer, que está sub-judice.

A diplomação de prefeitos e vereadores eleitos pelos municípios de Marechal Cândido Rondon,. Mercedes, Quatro Pontes e Pato Bragado, está marcada para o dia 17 de dezembro a partir das 14 horas, no fórum eleitoral.

Por outro lado ontem o  presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, disse que existe um esforço de desacreditar o processo eleitoral quando o resultado não agrada determinado grupo politico.

Ele citou como exemplo a atuação de milícias digitais no Brasil nas eleições municipais do dia 15 e também a eleição presidencial dos Estados Unidos em que, mesmo com a vitória numérica de Joe Biden nas urnas, há resistência por parte de aliados do presidente Donald Trump em admitir a derrota.

Apesar do atraso na divulgação da totalização dos votos no dia 15, o ministro comemorou a atuação do TSE no primeiro turno.

Segundo ele foi possível fazer uma eleição onde o plano de segurança fosse observado e que não houvesse disseminação da doença, registrar uma abstenção baixa  de 23%,  foi possível controlar as fake news e ainda  divulgar o resultado no mesmo dia.

Portanto, disse o ministro, é preciso se libertar de uma visão negativa e celebrar as coisas boas.

 

Continue Lendo

Geral

Câmara sorteia novas comissões nos processos contra vereadores Adelar e Neco

Em atendimento aos pedidos das defesas dos vereadores Adelar Neumann e Dorivaldo Kist, o “Neco”, que respondem a processos disciplinares no Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon, na sessão de ontem, segunda-feira, foram sorteados os membros substitutos das duas comissões processantes.

 

 Adelar é suspeito de ter contraído coronavirus

 

Para substituir “Neco” na comissão que investiga representação contra Adelar foi sorteado Adriano Cottica.

Para o lugar de Nilson Hachmann na comissão que apura denúncia contra Neco foi sorteado Cleiton Freitag, o “Gordinho do Suco”.

Os pedidos de substituição de membros das comissões se deram sob a alegação de que os vereadores deveriam estar impedidos, uma vez que também respondem a processos disciplinares.

Adelar e Neco são acusados de quebra de decoro parlamentar por, supostamente, exigirem metade do salário de dois servidores comissionados da Prefeitura, os quais teriam sido indicados aos cargos pelos vereadores.

Nilson é acusado de utilizar empresas jurídicas em nome de terceiros, mas que seriam de propriedade dele, para participar de processos licitatórios e fazer venda direta à Prefeitura, o que é proibido por lei.

Em razão das substituições de membros, as oitivas com testemunhas dos processos dos vereadores Adelar e Neco foram suspensas e novas datas ainda serão agendadas.

No início desta semana, o advogado de defesa do vereador Adelar também protocolou na Câmara de Vereadores atestado médico, no qual o defensor informa estar em isolamento até o próximo dia 29, por ter sido diagnosticado como suspeito de estar contaminado pelo COVID-19.

Continue Lendo

Geral

Portinho se prepara para o quarto mandato na Câmara de Vereadores de Marechal Rondon

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.