Conectado com

Geral

Justiça julga improcedentes ações movidas por agricultores contra a Itaipu

Além de julgar as ações como improcedentes, a Justiça condenou ao pagamento de multas os agricultores que exigiam indenizações de parte da Itaipu Binacional por supostos prejuízos causados em suas lavouras.

A formação do reservatório não trouxe prejuízos às lavouras 

O juiz federal Flávio Antônio da Cruz proferiu sentença que julgou improcedente as ações de indenização promovidas por agricultores que têm propriedades próximas ao reservatório da Itaipu.

Foram propostas 86 ações, entre 2003 e 2006, envolvendo mais de 800 autores, que pleiteavam indenização por supostos prejuízos de produtividade causados pela formação do lago.

Os valores pretendidos nessas ações poderiam chegar a bilhões de reais.

Em um desses processos, agora julgado, foi realizada uma prova pericial que envolvia todas as demais ações ajuizadas.

A Justiça designou uma equipe de peritos formada por engenheiro florestal, climatologista e estatístico, que analisou as safras de 2008/2009, 2012/2013 e 2013/2014.

O laudo pericial foi concluído em 2017.

O juiz enfatizou na sentença, em mais de 280 páginas, que os laudos periciais “evidenciaram que, ao contrário do que foi verbalizado na peça inicial, a construção e a manutenção do lago de Itaipu não ensejaram queda na produtividade dos imóveis dos autores”.

]Destacou, ainda, que “os laudos foram elaborados com rigorosa metodologia científica, com detalhamento de todas as variáveis envolvidas e com fundamentação de cada uma das asserções lançadas pelos peritos.

Simplesmente não se constatou o nexo de causa e efeito perseguido pelos autores, sentenciou o juiz.

Além da decisão do juiz pela improcedência da demanda, os autores ainda foram condenados ao pagamento de honorários advocatícios de sucumbência, no valor de 25 mil por autor, e ao reembolso de todas as despesas arcadas pela Itaipu para produção da prova pericial.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Londrina recebe atletas para o ParaJaps

Acontecerá no próximo final de semana com inicio no dia 29 de Maio e segue até o dia 02 de Junho de 2024 em Londrina, o Jogos Parajaps – que é uma espécie de jogos abertos para pessoas com alguma tipo de deficiência. Conversamos com duas atletas e com sua treinadora que irão participar do ParaJaps representando Marechal Cândido Rondon. A Marla e a Irena, irão disputar a modalidade de arremesso de peso.

Em um bate papo com Adriana Franzmann que é a treinadora e as duas atletas rondonenses, elas falam da expectativa e ansiedade para as disputas.

 

 

Continue Lendo

Geral

Entrevista exclusiva com o COJEM

Acompanhe a entrevista completa onde as representantes do COJEM, Jaqueline Galvão, Presidente e Beatriz Strensk, Vice-presidente e Executiva, explicam um pouco sobre o que é o Conselho do Jovem Empreendedor de Marechal Cândido Rondon, quais suas metas, seus projetos, motivações e muito mais.

 

Continue Lendo

Geral

Pela primeira vez na história AMOP é presidida por uma mulher. A prefeita de Itaipulândia, Cleide Prates

Nesta sexta-feira (24) a prefeita de Itaipulândia, Cleide Prates, visitou os estúdios da Radio Difusora do Paraná, acompanhada do deputado estadual e líder do governo na Assembléia Legislativa, Hussein Bakri.

Cleide tem feito história sendo a primeira mulher a administrar Itaipulândia.

Outra conquista importantíssima é o fato de que pela primeira vez na história, uma mulher assume a presidência da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP).

Ela é vice-presidente na diretoria que tem como presidente o prefeito rondonense Marcio Rauber, que está em férias – fora do país.

Sendo assim, Cleide Prates assumiu interinamente a presidência da AMOP.

Ouça a entrevista da prefeita e presidência da AMOP, Cleide Prates, com o jornalista Maiko Bücker.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.