Conectado com

Geral

Lei Seca faz 12 anos com redução de autuações por embriaguez

Números comprovam que as campanhas educativas, a conscientização e a fiscalização estão dando resultados positivos.

Em 2020 completa 12 anos de vigência a lei que instituiu penalidades mais severas para o condutor que dirigir sob influência do álcool ou outras substâncias psicoativas.

A Lei número 11.705 é de 19 de junho de 2008 e alterou a redação dos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), junto com outros órgãos, tem intensificado a fiscalização da Lei Seca.

Segundo dados do órgão, no Estado há redução no número de autuações por esta infração.

Em 2017 foram 12.983 condutores autuados pelo pelo artigo. 165 do Código de Trânsito Brasileiro. Já em 2018, o número caiu para 11.634 e, no ano passado, baixou para 11.273.

Em 2020, de janeiro a abril, 2.545 motoristas foram autuados por dirigir sob a influência de álcool, o que leva a concluir que as campanhas educativas, a conscientização e a fiscalização estão dando resultados positivos.

Desde sua implementação, em 2008, a lei número 11.705 passou por mais duas modificações.

Uma em 2012, que ampliou o valor da multa; e outra em 2016, que incluiu o art. 165-A, da recusa de se submeter ao teste do etilômetro: com o artigo, mesmo com a recusa o infrator é penalizado.

O objetivo das leis e suas modificações foi tornar a Lei Seca mais rigorosa, para evitar que as pessoas dirijam alcoolizadas.

No Brasil, desde 2012, foi determinada pelo art. 276 do Código Brasileiro de Trânsito, a tolerância zero em relação à quantidade de álcool no sangue do condutor.

Qualquer concentração de álcool por litro de sangue ou por litro de ar alveolar sujeita o condutor às penalidades previstas em lei.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Cooperativistas da região se reúnem hoje em Medianeira

Temas estratégicos para manter a rota de desenvolvimento das cooperativas do Paraná estarão em pauta no Encontro Digital de Núcleos Cooperativos, programado para hoje a tarde na Frimesa, em Medianeira.

A programação começa às 13 horas e 30 minutos  com a apresentação pela cooperativa anfitriã, as atividades do Sescoop/PR e o Espaço Frencoop, para a divulgação dos  principais projetos em tramitação no Congresso Nacional que têm ligação com o cooperativismo e o trabalho realizado pelos senadores e deputados federais eleitos pelo Paraná. Também ocorrerá paralelamente a reunião da diretoria a Ocepar.

O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, vai falar a respeito do Plano Paraná Cooperativo – PRC200, o planejamento estratégico do cooperativismo paranaense que, a partir de 2021, inaugura uma nova etapa com a meta de dobrar o faturamento do setor nos próximos anos, visando alcançar o valor de  200 bilhões de reais.

Estarão participando todos os segmentos cooperativos da região oeste.

O professor do Isae/FGV, Robson Gonçalves, ministra palestra sobre “Cenários econômicos para os negócios cooperativos”….

 

Continue Lendo

Geral

Brasil estreita relações com Estados Unidos para livre comércio

Imagem ilustrativa da internet

  Pacote comercial foi fechado ontem entre Bolsonaro e Trump

 

A duas semanas das eleições presidenciais norte-americanas, Brasil e Estados Unidos fecharam  ontem um pacote comercial com medidas para facilitar o comércio entre os países, desburocratizar a regulação e reduzir a corrupção.

O acordo foi bem recebido pelo setor privado e é considerado pelos dois governos o primeiro passo para um futuro acordo de livre comércio.

O Acordo de Comércio e Cooperação Econômica vinha sendo negociado pelos dois países desde 2011, mas estava em hibernação até a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

O alinhamento do presidente com o colega norte-americano Donald Trump reaqueceu o processo, que foi acelerado nos últimos meses à medida que Trump caía nas pesquisas de intenção de voto para reeleição.

Em março do ano passado, após um encontro nos Estados Unidos, os dois presidentes anunciaram a retomada das negociações, porém as  conversas técnicas começaram apenas em agosto do ano passado e a cooperação e rapidez do trabalho dos brasileiros para chegar a um entendimento impressionou negociadores norte-americanos.

Apesar de os brasileiros almejarem um acordo de livre comércio, pelas regras do Mercosul, isso só poderá ser feito em acordo com todos os países do bloco e por isso, o pacote comercial anunciado nesta segunda-feira foca questões não-tarifárias, que podem ser negociadas bilateralmente, sem a anuência dos outros integrantes do bloco sul-americano.

Continue Lendo

Geral

Seis rondonenses com covid-19 seguem internados em UTIs

Assessoria

Um sétimo rondonense, com suspeita da doença, também está internado em UTI.

 

O setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Mal Rondon, divulgou novo boletim ontem, confirmando que sete rondonenses estão internados em UTIs por causa do coronavirus: seis deles estão com exames confirmados; e o sétimo ainda é suspeito da doença.

O boletim divulgado ontem mostra que no momento, o município está com 122 casos ativos de coronavívus, e destes, seis estão internados em UTIs, dois na UPA e hospital; e 114 em isolamento domiciliar.

Marechal Rondon já registrou 1.069 casos, com 931 pessoas recuperadas e 16 óbitos.

Ate o momento 6.471 notificações; 6.231 pessoas liberadas da quarentena; 407 casos em monitoramento; e 4.416 casos descartados.

O município rondonense tem 50 casos suspeitos de covid-19; e destes, uma pessoa está na UTI e outra em Hospital.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.