Conectado com

Geral

Mal. Rondon poderá ir à Justiça visando a reabertura do comércio

Em ofício encaminhado na tarde de ontem, quinta-feira ao governador Ratinho Jr. e ao secretário estadual de Saúde, Beto Preto, o prefeito de Matelândia e presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná, Rineu Menoncin, o “Texeirinha”, relatou as dificuldades que parte dos municípios da região Oeste estão enfrentando por conta do Decreto 4942/2020.

 

O decreto estabelece quarentena parcial de duas semanas para atividades consideradas não essenciais em 134 municípios de sete regionais de Saúde, inclusive as regionais com sede em Cascavel, Toledo e Foz do Iguaçu.

No documento, a Amop reconhece os esforços do Governo do Estado no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Reafirma também um pedido antigo: a necessidade de instalação de mais leitos de UTI e de enfermarias para conter o avanço da enfermidade.

Entretanto, a Amop leva ao conhecimento do governador situações individualizadas, elencadas por pelo menos 29 municípios da região, e expressadas através de ofício, que levam em conta a realidade de cada cidade.

São relatos que apresentam as mais diversas origens e fundamentações para o abrandamento dos efeitos do Decreto, tornando explícita a realidade de casos confirmados e suspeitos em cada cidade, bem como as políticas próprias de contingenciamento e combate à proliferação da doença e argumentações locais de cada COE.

Algumas cidades, por exemplo, alegam que não há o registro de casos suficientes para um fechamento mais abrangente da economia, especialmente neste período de transição de mês, onde a atividade econômica ocorre com maior intensidade.

O prejuízo financeiro com uma paralisação de maior proporção, nestas circunstâncias, não se justifica pela reduzida quantidade de casos.

Por sua vez, o prefeito de Marechal Cândido Rondon, Marcio Rauber destaca que, caso a Amop não tem êxito em seu pleito, o município entrará na Justiça para tentar garantir a reabertura do comércio…

Geral

Inauguração da nova Delegacia de Marechal Rondon é adiada para semana que vem

Foto Aquiagora.net

Em razão de alguns contratempos, foi adiada desta quarta-feira para a semana que vem a entrada em funcionamento da nova estrutura da Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon.

O principal motivo do atraso é que a Celepar – Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná – ainda não procedeu a ligação do novo prédio com todo o sistema informatização da segurança pública.

Além desta questão da rede interligada de computadores, as chuvas que atingem Marechal Cândido Rondon nos últimos dias também prejudicaram a mudança da estrutura mobiliária.

O imóvel até então ocupado na Rua Goiás não estaria ofererendo condição de trabalho adequada aos policiais e, ao mesmo tempo, um bom ambiente para a comunidade que busca serviços.

A nova Delegacia de Polícia de Marechal Cândido Rondon funcionará em uma edificação localizada à Rua Pernambuco, a cerca de 50 metros da sede da 2ª Cia. da Polícia Militar.

Enquanto isso, o delegado de Polícia Civil, Rodrigo Baptista Santos, alerta a comunidade que até que a nova sede entre em funcionamento o atendimento da DP ocorre em anexo a cadeia pública………ouça entrevista…

 

Continue Lendo

Geral

Secretaria Municipal de Coordenação e Planejamento tem novo titular em Marechal Rondon

Continue Lendo

Geral

Coronel Welyngton reassume Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e fala da nova gestão

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.