Conectado com

Agricultura

Novo ZARC retarda o plantio de mandioca na região

Divulgação

Foram recentemente publicadas no Diário Oficial da União, as portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a cultura da mandioca.

A estimativa de área foi de 1 milhão 280 mil hectares para uma produção de 19 milhões e 400 mil toneladas, o que corresponde a um crescimento de 1,9% em relação ao ano passado.

Trata-se do novo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE, de janeiro de 2020.

A mandioca é plantada em todo o país, porém os estados produtores com maior destaque são: Pará, Paraná, São Paulo, Amazonas, Acre, Bahia, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul.

Os novos estudos de Zoneamento Agrícola classificam os riscos de produção conforme as condições térmicas e hídricas essenciais ao estabelecimento, enraizamento e ganho inicial de matéria seca nas raízes.

Ao comentar o novo zoneamento, o técnico da Agrícola Horizonte, especialista na área, Sigmar Herpich diz que o novo zoneamento retarda um pouco o plantio na região, já que também foi considerado no modelo agroclimático as categorias de solo, conforme a capacidade de retenção de água associada a textura, e os materiais genéticos para propagação…….

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Produtores da microrregião de Marechal Rondon nos preparativos para o plantio da soja

Os agricultores da microrregião de Marechal Cândido Rondon já estão de olho na meteorologia para definirem os melhores dias para o plantio da safra de soja 2022/2023.

 

Enquanto esperam pelo fim do vazio sanitário para poderem iniciar o plantio de mais uma safra de soja a partir do dia 10 de setembro, os agricultores aproveitaram os últimos dias para limparem as lavouras e deixá-las mais férteis.

Com as sementes, fertilizantes e herbicidas comprados há mais tempo, temendo que pudessem faltar ou que os preços se tornassem mais caros, os produtores aproveitam para revisar o maquinário para o plantio.

Igualmente eles estão observando a previsão da meteorologia para a primeira quinzena de setembro, uma vez que a grande maioria prefere plantar tão logo ocorra o fim do vazio sanitário no próximo dia 10.

O vazio sanitário da soja foi iniciado no dia 10 de junho com a finalidade de limitar a sobrevivência do fungo causador da ferrugem asiática durante a entressafra e, consequentemente, reduzir a incidência e atrasar a ocorrência da doença na próxima safra.

De acordo com a área técnica de cooperativas e empresas do setor, é arriscado plantar a soja sem as condições ideais, principalmente levando em consideração os altos custos desta safra, um dos maiores da história.

A profissional da área técnica do Sistema Faep/Senar/Paraná, engenheira agrônoma Ana Paula Kowalski, destaca a preocupação com o clima para o início do plantio da soja..

 

Continue Lendo

Agricultura

Sindicato Rural de Marechal Rondon é representado em Encontro Nacional do Agro

Nesta quarta-feira, durante o Encontro Nacional do Agro, em Brasília, lideranças e produtores do setor acompanharam a apresentação do documento “O que Esperamos dos Próximos Governantes”.

 

Realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o evento contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Agricultura, Marcos Montes, e de diversas outras pessoas ligadas ao agro.

Do público estimado em cerca de 3 mil e 200 pessoas procedentes de praticamente todos os estados brasileiros, o Paraná foi representado por 350 lideranças rurais de todas as regiões.

A delegação liderada pela FAEP contou com a participação de presidentes e diretores de 123 sindicatos rurais, produtores rurais de todos os cantos do Estado e um número significativo de mulheres do campo.

Além de seu presidente Edio Chapla, o Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon foi representado por João Wochner, Sérgio Barbian, Ricardo Kempfer, Jean Marco Stoef e Vilmar Fulber.

Na ocasião, além de pronunciamentos destacando o agro no país, a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil apresentou o documento “O que Esperamos dos Próximos Governantes”.

O diretor técnico da CNA, Bruno Lucchi, citou que o trabalho desenvolvido pela Confederação será encaminhado a todas as Federações e tem quatro pilares principais: Segurança Alimentar, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Sustentável.

Ele mencionou que em cada grande área há tópicos, como tecnologia, logística, transporte, mercado internacional, reformas política, administrativa e tributária, saúde, educação, emprego, mercado de carbono, economia verde e agroenergia, entre outros.

Participante do Encontro Nacional do Agro, nesta quarta-feira, em Brasília, a deputada federal e pré-candidata a Senadora pelo PROS, Aline Sleutjes, enaltece o agronegócio brasileiro…

 

Continue Lendo

Agricultura

Rondonenses participam de Encontro Nacional do Agro em Brasília

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil está reunindo nesta quarta-feira, em Brasília, milhares de produtores rurais e lideranças do agronegócio para debater o futuro da atividade.   

 

         Além dos debates sobre as mais variadas demandas do setor, o “Encontro Nacional do Agro” serve para que as lideranças rurais também encaminhem pleitos aos candidatos das eleições de outubro.

A Federação da Agricultura do Estado do Paraná mobilizou cerca de 350 pessoas, incluindo agropecuaristas e dirigentes sindicais, dentre os quais seis representantes do município de Marechal Cândido Rondon.

Além de seu presidente Edio Chapla, o Sindicato Rural Patronal está sendo representado por João Wochner, Sérgio Barbian, Ricardo Kempfer, Jean Marco Stoef e Vilmar Fulber.

Dentre as muitas autoridades do agronegócio brasileiro que participam do evento organizado pela CNA está o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Sérgio Souza…..

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.