Conectado com

Geral

Novos donos da extinta Faville querem ocupar imediatamente a estrutura

Apesar de dois grandes grupos demonstrarem interesse em se instalar em Mal Rondon, na antiga estrutura da Faville, a ação esbarra no impasse de que o prédio ainda não está totalmente liberado para utilização dos espaços.

A Industria de Biscoitos Faville decretou falência no ano de 2013, três anos apor o pedido de recuperação judicial: as dividas ultrapassavam os 150 milhões de reais.

Em agosto de 2019, a estrutura foi arrematada em leilão por um grupo de empresários, denominado “Conversão Investimentos”, o qual buscou parceiros para utilização dos espaços.

Um deles seria um grande distribuidor de alimentos e o outro um distribuidor de produtos importados, os quais ocupariam as estruturas da antiga Faville, gerando inicialmente mais de cem empregos diretos.

Acontece que apesar do arremate da estrutura física, a antiga Faville ainda abriga todo o maquinário da linha de produção, que pertence a um grupo paulista, o qual já por inúmeras vezes se comprometeu em retirar as maquinas, o que ainda não aconteceu.

O grupo que é o novo dono da estrutura Faville, procurou ontem a Justiça rondonense, a qual orientou para a necessidade de uma petição para ser incorporada junto ao processo, e partir de então, será promovido um encontro com o Ministério Publico para agilizar a retirada dos equipamentos da linha de produção, que impedem o processo de utilização das estruturas por novas industrias e empresas, geradoras de emprego.

 

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Acimacar recebe Selo Sesi ODS 2020 por ações de combate a pandemia

Acimacar

Pelo segundo ano consecutivo, a Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar) foi reconhecida com o Selo Sesi ODS, uma iniciativa do Sistema Fiep, por meio do Sesi no Paraná, que reconhece ações que contribuem para o alcance dos objetivos e metas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável no Brasil.

Neste ano, o objetivo da iniciativa foi estimular as instituições paranaenses a assumirem o protagonismo na realização de boas práticas para a prevenção e combate da Covid-19, bem como ações pós-pandemia.

A Associação Comercial rondonense foi reconhecida por duas iniciativas: a campanha informativa “Cuide, Se Cuide e Exija Cuidado do Outro” e pela campanha promocional “Retoma Marechal – Uma Cidade Inteira em Promoção”.

O presidente da Acimacar, Ricardo Leites de Oliveira, destaca que “a Acimacar sente-se honrada em, mais uma vez, conquistar o Selo Sesi ODS e apesar de não desenvolver as ações para conquistar esse tipo de reconhecimento, mas, sim, para colaborar com o crescimento e desenvolvimento dos associados e do município.

O dirigente da entidade destaca que, no âmbito da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná (Caciopar), a Acimacar foi a única a receber este reconhecimento em 2020.

Ricardo informou que “entre as Associações Comerciais do Paraná, apenas duas foram reconhecidas e uma delas é a Acimacar”.

Na categoria “Ações de Prevenção e Combate”, o reconhecimento foi para a campanha “Cuide, Se Cuide e Exija Cuidado do Outro” que teve como objetivo conscientizar a população e empresas a adotarem medidas de prevenção para contenção da propagação do Covid-19.

A ação foi desenvolvida por meio da produção de conteúdos informativos, matérias jornalísticas, vídeos com orientações trabalhistas, tributárias e de prevenção da Covid-19, veiculadas nas mídias sociais, jornais, sites, rádios, entre outros.

Nesta campanha, a Acimacar também apoiou o município de Marechal Cândido Rondon com o custeio das estruturas de divisórias para instalação dos 76 leitos do Hospital de Campanha.

Outro reconhecimento do Selo Sesi ODS 2020 foi para a campanha promocional “Retoma Marechal – Uma Cidade Inteira em Promoção”, na categoria “Ações Pós-pandemia” que teve o objetivo de estimular o consumo no comércio local, movimentando o setor econômico.

 

Continue Lendo

Geral

Estado amplia medidas para conter a circulação do coronavírus

AEN

O Governo do Estado ampliou as medidas restritivas para evitar a propagação do novo coronavírus e conter o aumento das infecções no Paraná. O decreto 6294/2020, editado nesta quinta-feira (03), estabelece, entre outras regras, a proibição de confraternizações e eventos presenciais que causem aglomerações com grupos de mais de 10 pessoas, excluídas da contagem crianças de até 14 anos. A exceção são ações sem contato físico, incluindo o modelo drive in. O documento é válido por 15 dias, prorrogáveis ou não.

O texto assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior prevê também a proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23 horas às 5 horas. A decisão acompanha o impedimento provisório na circulação de pessoas no mesmo período, medida em vigor no Estado desde a quarta-feira (02).

Apenas serviços considerados essenciais, regidos pelo decreto estadual 4.317/20, como saúde, segurança pública, limpeza pública, produção, distribuição e comercialização de alimentos, ficam liberados da restrição de circulação.

“Essas medidas são fundamentais. É claro que o vírus não tem horário, mas cerca de 15% dos nossos leitos de UTI são usados em decorrência de traumas. Em muitos casos por pessoas que bebem, pegam o carro e acabam se acidentando. Isso libera leitos para combater o coronavírus, para dar assistência a quem está contaminado”, ressaltou Ratinho Junior.

O decreto recupera medidas de duas resoluções da Secretaria de Estado da Saúde. A 734/2020 que autoriza a celebração de cultos religiosos desde que o espaço destinado ao público tenha ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

A medida começa a valer na segunda-feira (07) para dar tempo de as igrejas se organizarem. O texto recomenda que a população realize atos religiosos em casa, de forma individual ou em família.

Outra medida retomada é a resolução 632/2020, que trata do teletrabalho. O decreto estabelece que esse formato seja adotado para as funções que forem compatíveis no âmbito da administração estadual. As exceções são as secretarias da Saúde, Segurança Pública e Fazenda. Há ainda a orientação para que os demais Poderes, assim como municípios e entes privados acompanhem o regramento.

As novas resoluções da Saúde que entram em vigor são as de número  1433/2020 e   1434/2020.

APOIO INTEGRAL – As novas medidas restritivas foram elaboradas em conjunto com as 29 cidades que formam a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec). Cada prefeitura agora vai redigir um decreto próprio, obedecendo as particularidades locais, mas a tendência é que acompanhem as normativas estabelecidas pela capital.

O Governo do Estado reforça que dará apoio integral às ações determinadas pela associação. A intenção é intensificar a fiscalização por meio da Polícia Militar e autoridades sanitárias com foco em evitar aglomerações e festas clandestinas.

O governador Ratinho Junior ressaltou que o decreto busca conter a movimentação de pessoas durante o período noturno, especialmente dos mais jovens. A iniciativa, reforçou ele, é para evitar aglomerações em parques, bares, festas, casas noturnas e estabelecimentos do gênero.

“É um dos piores momentos da pandemia. Precisamos da colaboração de todos, para que respeitem esse novo decreto, especialmente evitando aglomerações. Peço a ajuda do povo do Paraná para enfrentar esse vírus com inteligência”, afirmou.

BOLETIM – O boletim epidemiológico desta quinta-feira (03), por exemplo, revelou mais 2.628 diagnósticos confirmados de Covid-19 e 75 óbitos em decorrência da doença. O boletim registra também 2.784 casos confirmados retroativos do período entre 27 de abril e 1º de dezembro. Eles estavam em investigação, foram confirmados e automaticamente computados no sistema.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 291.244 casos e 6.259 mortes pelo novo coronavírus.

INTERNADOS – Nesta quinta-feira são 1.163 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19. Destes, 870 ocupam leitos SUS (483 UTI e 387 em clínicos/enfermaria) e 293 da rede particular (81 UTI e 212 clínicos/enfermaria).

Há outros 1.547 pacientes internados, 536 em leitos UTI e 1.011 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto exclusivos para pacientes suspeitos ou contaminados pela doença no Estado está em 88% e de enfermaria em 68%. A macrorregião Leste, que abriga a capital, região metropolitana e Litoral, apresenta 91% de ocupação em UTI e 68% em enfermaria.

A média móvel de casos teve um acréscimo de 16,9% em relação a 14 dias, enquanto a elevação na média de mortos foi de 23,4%. Os números são da Secretaria de Estado da Saúde.

Acesse aqui o decreto    6294/2020

 

Fonte: AEN

Continue Lendo

Geral

Pato Bragado faz campanha de recolhimento de pneus inservíveis

Assessoria

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, com apoio da pasta de Obras, Viação e Urbanismo e Associação Bragadense de Catadores, estão buscando juntamente com os empresários do ramo de borracharias e a população, amenizar  o grave problema ambiental e social, decorrente do acumulo de pneus usados  realiza mais uma edição da Campanha Anual de Coleta e Destinação Correta de Pneus Inservíveis.

A campanha  está em andamento e o prazo final para destinação dos pneus nas borracharias, é 11 de dezembro.

O descarte correto pode ser realizado em postos de coletas instalados na Borracharia do Sadi, Borracharia do Atílio, Borracharia Korthais e Borracharia JVS.

Os pneus coletados serão recolhidos por uma empresa de reciclagem, diminuindo, assim, o impacto ambiental, causado pelo descarte incorreto dos pneus inservíveis e auxiliando no trabalho de prevenção e controle da proliferação de mosquitos transmissores de doenças.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.