Conectado com

Esportes

Olimpíadas de Tóquio têm nova data: 23 de julho a 8 de agosto de 2021

Thomas Bach, presidente do COI — Foto: REUTERS/Denis Balibouse

As Olimpíadas e as Paralimpíadas de Tóquio têm uma nova data. Nesta segunda-feira, os Jogos Olímpicos foram confirmados para serem realizados entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021 na capital japonesa. Os Jogos Paralímpicos serão entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro. A decisão foi tomada após estudos e negociações entre o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, e dirigentes das federações esportivas e de comitês nacionais. A nova data cumpre a promessa do COI de que os Jogos seriam realizados até o verão de 2021.

– Quero agradecer às Federações Internacionais pelo apoio unânime e às Associações Continentais dos Comitês Olímpicos Nacionais pela grande parceria e pelo apoio no processo de consulta nos últimos dias. Também gostaria de agradecer à Comissão de Atletas do COI, com quem mantemos contato constante. Com este anúncio, estou confiante de que, trabalhando em conjunto com o Comitê Organizador de Tóquio 2020, o Governo Metropolitano de Tóquio, o Governo Japonês e todas as nossas partes interessadas, podemos superar esse desafio sem precedentes. Atualmente, a humanidade se encontra em um túnel escuro. Estes Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 podem ser uma luz no fim deste túnel – disse Thomas Bach, em comunicado oficial divulgado pelo COI.

Na tarde desta segunda-feira em Tóquio (madrugada no Brasil), membros do Comitê Executivo do COI e do Comitê Organizador de Tóquio 2020 realizaram o primeiro encontro desde que as Olimpíadas foram adiadas. Em uma primeira coletiva após o encontro, a nova data não foi confirmada. Logo depois, porém, uma nova coletiva foi convocada às pressas para comunicar o anúncio.

Presidente do Comitê Tóquio 2020, Yoshiro Mori disse ter recebido uma ligação do Comitê Olímpico Internacional após a primeira coletiva, pedindo para que a nova data fosse confirmada. Pouco antes, Toshiro Muto, diretor-executivo do Comitê Organizador, havia negado que a nova data já estava definida.

Assim como havia feito no domingo, a TV japonesa NHK, a maior do país, já havia cravado que o novo início para os Jogos estava marcado para 23 de julho, citando fontes internas do comitê. Ao término da reunião, o CEO do Comitê Organizador Tóquio 2020, Thoshiro Muto, enfatizara que ainda não havia uma data para a realização dos Jogos, mas que isso seria resolvido o mais breve possível.

As Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020 foram oficialmente adiadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) no dia 24 de março por causa da pandemia de coronavírus. A decisão foi tomada após uma teleconferência entre Thomas Bach, presidente do COI, e Shinzo Abe, Primeiro-Ministro do Japão, para resguardar a segurança de atletas, técnicos e de todos que participariam diretamente ou indiretamente das competições.

O orçamento de todos os Jogos terá de ser revisto. O contrato com algumas das sedes esportivas também passará por uma renegociação. Há ainda a preocupação sobre como ficará a questão dos ingressos e devolução de dinheiro para quem não quiser mais ir aos Jogos.

Em sua 32ª edição, a previsão era de que 11 mil atletas, de pelo menos 204 países, disputassem os Jogos, distribuídos por 33 esportes. Se não bastasse esse contingente de pessoas, o COI e o Comitê Organizador do Japão tinha por estimativa que as provas recebessem até cinco milhões de espectadores de todo o mundo, nos 43 locais de disputas.

Rádio Difusora com Globo Esporte

Continue Lendo
Publicidade

Esportes

Novas regras do futsal: na pratica o que mudou, Marcio Sauer explica

A Fifa anunciou, nesta segunda-feira, 15 mudanças nas regras do futsal. Em comunicado enviado às federações nacionais, a entidade informou que as alterações passam a valer a partir desta segunda-feira, dia 1° de junho. O ofício da Fifa foi divulgado inicialmente pelo blog Futsal Japan e repostado por diversos treinadores de seleções e membros de confederações.

Mas na prática, o que mudou: para explicar melhor, conversamos com Marcio Sauer, integrante da Liga Rondonense de Arbitragem.
Ouça a entrevista na íntegra:

 

As 15 alterações de regras

(1) Disputa de pênaltis: agora serão cinco cobranças (não mais três);

(2) O sinal do cronometrista agora termina a partida, não o apito do árbitro;

(3) O tiro livre direto para a 6ª falta acumulada será dado mesmo se o tempo estiver quase terminando;

(4) Na saída de bola, o cobrador não precisa estar mais na sua metade de quadra; a bola está em jogo quando chutada de qualquer maneira; o gol pode ser marcado no pontapé inicial (mas não vale o gol contra);

(5) No desempate por pênaltis, o time com mais jogadores pode reduzir o número de jogadores para ficar na mesma quantidade do seu adversário;

(6) Mão na bola: Não é apenas uma falta tocar fisicamente a bola, mas também é uma falta mover a mão ou o braço propositalmente em direção à bola;

(7) Cartão vermelho para o jogador que, em qualquer lugar da quadra, “negar uma oportunidade óbvia de marcar gols” ao adversário de forma proposital;

(8) Um jogador que negar uma oportunidade de marcar gol ao adversário na sua própria área pode escapar com apenas um cartão amarelo se for comprovado uma tentativa de jogar a bola;

(9) Tiro livre indireto por falta cometida fora da quadra (ambos os jogadores fora da quadra);

(10) Pênalti: Goleiro deve ter pelo menos parte de um pé tocando ou alinhado com a linha de gol;

(11) Pênalti: cartão amarelo ao adversário que obstrui o cobrador, mesmo que esse adversário respeite a distância mínima de 5m;

(12) Regra de 4 segundos para o recomeço do jogo: A contagem começa quando o cobrador da equipe estiver pronto para colocar a bola em jogo ou o árbitro sinalizar que a equipe está pronta;

(13) Saída de bola: Os jogadores agora podem receber a bola do goleiro dentro da sua área;

(14) Saída de bola: Se o goleiro lançar a bola direto para a quadra do adversário será marcado um tiro livre indireto e será cobrado do local onde a bola passou a linha. Essa alteração só estará em vigor nas categorias de base do futsal, e mesmo assim, as federações nacionais poderão decidir sobre o seu uso ou não;

(15) Durante a partida, no máximo cinco substitutos podem se aquecer ao mesmo tempo no banco de reservas.

Continue Lendo

Esportes

Infectado pela Covid-19, presidente do FC Cascavel afirma que sente apenas uma leve gripe e pequena enxaqueca

Foto: Assessoria FC Cascavel

Dois jogadores e o presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva, testaram positivo para Covid-19. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira (01), antes do início das atividades presenciais previstas pelo clube.

Os três estão assintomáticos e ficarão em observação pelo departamento médico do Cascavel, realizando novos testes dentro de dez dias. Os demais atletas, além da comissão técnica, retornaram nesta segunda-feira (1º) às atividades presenciais e ficarão em quarentena no centro de treinamento durante os próximos 15 dias.

O presidente do clube Valdinei Silva, um dos infectados pela Covid-19, revela, com exclusividade a Rádio Difusora do Paraná, que o planejamento do time não irá se modificar com os resultados dos exames.

Ouça a entrevista na íntegra:

Continue Lendo

Esportes

Presidente e dois jogadores do FC Cascavel testam positivo para Covid-19

Dois jogadores e o presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva, testaram positivo para Covid-19. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira, antes do início das atividades presenciais previstas pelo clube.

Os três contaminados ficarão em isolamento e, segundo o clube, observados pelo departamento médico. Ele estão assintomáticos, ou seja, não apresentam nenhum sintoma característico da Covid-19.

Em nota divulgada, o clube informou que os resultados positivos vieram da série de testes realizados em jogadores, comissão técnica e funcionários. O restante do grupo ficará em quarentena no centro de treinamento e vão treinar normalmente.

Os casos do FC Cascavel são os primeiros registrados em jogadores ou membros de clubes paranaenses desde a autorização da Secretaria Estadual de Saúde para que os treinos presenciais fossem retomados, na última semana.

O Coritiba foi o primeiro a testar seus jogadores e a informar que nenhum caso foi detectado. O Operário-PR também não teve nenhum registro, assim como o Cianorte, que testou 17 pessoas entre jogadores e comissão técnica. Paraná Clube e Athletico fizeram os testes na última semana, mas não divulgaram os resultados. Segundo a assessoria de imprensa do Paraná, eles ainda não ficaram prontos.

Entre os clubes paranaenses que estão classificados para o Estadual, o Londrina é o único que se posicionou contra a retomada dos treinos e não convocou seus jogadores. O clube alega que o momento não é oportuno, com o aumento de casos de coronavírus registrado em todo o Paraná.

As mortes causadas pela Covid-19 subiram para 182 no Paraná, segundo boletim publicado neste domingo pela Secretaria de Estado da Saúde. O estado tem 4.687 casos confirmados, de acordo com o levantamento.

Rádio Difusora do Paraná com GloboEsporte.com

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.