Conectado com

Geral

Onze pessoas quebram isolamento domiciliar em Toledo

Saúde é coisa séria e as pessoas que estão descumprindo as medidas sanitárias orientadas pelos profissionais da área, além de colocar a sua própria vida e de outras pessoas em risco, estão também sendo acionadas judicialmente. Não só Toledo, mas o Paraná, o Brasil e o mundo estão em guerra contra a pandemia do novo coronavírus e é preciso que a comunidade entenda que todos estão do mesmo lado contra essa doença.

Isolamento

Todas as pessoas que apresentam sintomas gripais, suspeitos de serem portadoras do covid-19 são orientadas a ficarem em isolamento por pelo menos 14 dias, tempo necessário para não mais transmitir a doença no ambiente.

A orientação de afastamento pode acontecer mediante atendimento nas unidades de saúde, de pronto atendimento e através do Tele Corona. A partir dessa orientação, a pessoa é monitorada e deve seguir as recomendações.

O descumprimento dessas medidas pode enquadrar o indivíduo no Artigo 268 do Código Penal Brasileiro que pune quem “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa”.

Desobediência

A Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Edilza Gomes Coutinho, informou que em Toledo onze pessoas já desrespeitaram as orientações de isolamento domiciliar.

Nestes casos uma Enfermeira da Vigilância Sanitária, acompanhada da Polícia Militar, vai até a casa da pessoa verificar a ocorrência e fazer a abordagem. “A pessoa nestes casos assina um reaviso determinando o afastamento e isolamento domiciliar, onde preenche o nome com o próprio punho e assina. Também é registrado um Boletim de Ocorrência e ela fica ciente de que vamos encaminhar a situação para o Ministério Público, pois não será a Vigilância que vai agir nestes casos”, explicou.

Exemplos

A Diretora conta que muitas pessoas quebram o isolamento e isso não deve acontecer. “Tivemos conhecimento de pessoas que estavam em posto de gasolina, tomando cerveja, tivemos denúncias de pessoas que estavam no mercado, denúncia de pessoas na fila da vacina, sendo que deveriam estar em casa em quarentena. Pegamos pessoas no campo de futebol assistindo jogo. São inúmeros casos registrados”, relata.

Ela reforça que essas são pessoas que saíram de dentro de casa e não poderiam sair. “Elas não podem nem receber visita. Essas pessoas foram denunciadas, pois precisam ficar em casa esses 14 dias em isolamento domiciliar, que é dentro de casa sem sair para fora, ter contato só dentro de casa”.

Alerta

O argumento por diversas vezes utilizado com as equipes de saúde para justificar a quebra do isolamento é que a pessoa já está se sentindo bem. Porém, os profissionais de saúde alertam, pois a questão levantada não é se está bem ou não, se era só uma gripe. O isolamento deve ser cumprido para proteger a todos.

“As próprias pessoas do convívio denunciam e nós fazemos o protocolo. A pessoa em isolamento pode ficar só dentro de casa, não pode sair, não pode ir no portão, pois a partir do momento que ela sai de casa, ela está em suspeita e pode passar o estado gripal para outra pessoa. Temos caso que a família toda está em isolamento, pai, mãe e filho, todos em isolamento”, informou Edilza.

Fonte: Assessoria

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Jovem de 20 anos morre após ser arrastada por cavalo

Foto: Oeste Agora

A menina e uma amiga passeavam a cavalo por uma estrada rural

Essa tragédia aconteceu nesta sexta-feira, 19 de abril, quando Júlia Andryeli Nunes Lima, de 20 anos, sofreu um acidente enquanto passeava com a sua égua, Zara, na área rural de Dom Armando, Missal, na companhia de uma amiga, que montava outro cavalo.

Segundo relatos de testemunhas, Zara teria se assustado e disparou. Júlia teria ficado presa pelo pé no estribo e arrastada por mais de um quilômetro pela estrada de terra. Apesar da rápida resposta do SAMU, Júlia foi declarada morta no local.

A amiga que a acompanhava entrou em estado de choque e precisou ser internada no Hospital Nossa Senhora de Fátima, em Missal. A Polícia Militar isolou o local do acidente até a chegada da equipe de perícia e remoção da Polícia Científica.

Júlia, morava em Sub Sede, Santa Helena e deixa para trás uma filha de dois anos, e sua memória será lembrada por todos que a conheceram e pelo carinho especial que tinha com a égua Zara, que fazia questão de compartilhar nas redes sociais.

 

Fonte:  Oeste Agora.

 

Continue Lendo

Geral

Igreja Congregacional do Brasil realiza Bazar dos Trocados amanha

A Igreja Evangélica Congregacional do Brasil (IECB), de Marechal Cândido Rondon realizará neste sábado, a 12° edição do Bazar dos Trocados, das 9 as 13 horas, na sede da igreja.

Serão comercializados roupas (masculino, feminino e infantil), calçados e utilidades doméstica com valor simbólicos, conforme destaca o vice-presidente de eventos da Igreja Congregacional do Brasil, Vanderlei Britzke…

 

Continue Lendo

Geral

Comunidade Show domingo no Primavera terá o projeto Brincando no Bairro

Neste domingo, inicia o roteiro do maior programa dos bairros e distritos de Marechal Rondon, o “Comunidade Show”.

O primeiro evento será no Jardim Primavera, tendo por local a Associação de Moradores, onde serão ofertados serviços gratuitos no horário das 9 da manha ao meio-dia, com o sorteio de muitos prêmios.

Para participar, basta estar no evento, preencher cupom e torcer.

Outro atrativo do “Comunidade Show” para domingo agora no Primavera, será a presença do projeto Brincando no Bairro, da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

Diversos brinquedos serão disponibilizados para a criançada no horário das 9 às 12, e das 14 as 19 horas, todos gratuitos, conforme comenta o secretario rondonense de esportes, Diogo Schneider, o Bolha…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.