Conectado com

Geral

Paraguai e Brasil cancelam acordo sobre distribuição de energia da Itaipu

Isso deve frear pedido de impeachment do presidente paraguaio

Paraguai e Brasil decidiram ontem cancelar o acordo bilateral sobre a distribuição de energia da Usina Hidrelétrica de Itaipu firmado em maio e que provocou uma crise política que ameaça levar ao impeachment o presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.
Segundo nota divulgada pelo governo paraguaio, a chamada Ata Bilateral vai “voltar às instâncias técnicas para novas negociações sobre a contratação da energia elétrica de Itaipu.
Paraguai e Brasil decidiram deixar sem efeito o ato bilateral assinado em maio passado e a negociação sobre a contratação de energia elétrica da Itaipu Binacional é devolvida às instâncias técnicas”.
Segundo o comunicado, o pedido de cancelamento do acordo firmado em maio foi feito pelo governo paraguaio, diante da “oposição que surgiu internamente às condições estabelecidas no documento”.
Uma grave crise institucional se instalou no país por causa do acordo armado em segredo pelos governos brasileiro e paraguaio sobre os valores cobrados pela energia excedente da usina de Itaipu vendida ao Brasil pelo país vizinho.
Por causa do acordo, diversos integrantes do governo renunciaram e o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, está sob ameaça de sofrer um julgamento político que pode levar ao seu impeachment.
O novo chanceler paraguaio, Antonio Rivas Palacios, afirmou que a decisão de cancelar o acordo foi comunicada ao embaixador brasileiro Carlos Simas Magalhães.
Na ata, o governo paraguaio havia concordado em pagar mais pela energia da hidrelétrica binacional de Itaipu.
Foi justamente a pressão brasileira para que o Paraguai declarasse uma contratação maior de energia dita “garantida”, deixando de contar com chamada “energia excedente”, que é mais barata, que provocou a crise.
De acordo com técnicos paraguaios, os gastos do país aumentariam em 200 milhões de dólares anuais.
Conforme a imprensa paraguaia, o cancelamento do acerto conseguiria frear no Congresso a tentativa de aprovar um pedido de julgamento político do presidente Benítez e seu vice, Hugo Velázquez, acusados pela oposição de “traição à pátria”.
O impasse existe por conta da diferença no preço que cada país paga pela energia: enquanto a Eletrobrás contrata toda a potência de que vai necessitar, dos 75 milhões de megawatts/hora que Itaipu produz anualmente, a Ande/Paraguaia contrata praticamente a metade do que vai consumir.
Sempre que precisa de mais energia, o Paraguai faz a chamada energia adicional, que é bem mais barata e, assim, os paraguaios têm tarifa menor que a dos brasileiros.
Continue Lendo
Publicidade

Geral

Projeto Educacional Cooperativo da C.Vale oficializa escolas vencedoras

Foram premiados projetos de escolas de Nova Santa Rosa, Assis e Palotina

A Escola Municipal Getúlio Vargas de Nova Santa Rosa foi uma das três selecionadas pelos melhores projetos educacionais cooperativos .

A C.Vale premiou as escolas que desenvolveram os melhores trabalhos dentro da metodologia do projeto, cuja iniciativa envolveu escolas públicas e particulares de cinco municípios do Paraná que participaram do programa Coopejovem em 2019.

A premiação foi criada para valorizar e reconhecer atividades que estimulem a cooperação em sala de aula e o envolvimento das comunidades com as escolas.

O detalhamento dos projetos permitiu aos professores, equipes pedagógicas e direções conhecer ideias que podem ser aproveitadas em suas escolas.

Depois da premiação, os 170 participantes do encontro se divertiram com os truques de ilusionismo e as brincadeiras do mágico Arcanjo.

Três escolas foram selecionadas pelos melhores projetos educacionais cooperativos.

As professoras Elenir Bourscheid e Cledia Diniz, da Escola Municipal Getúlio Vargas, de Nova Santa Rosa, se destacaram com o projeto “Leiturando – Desenvolvendo o interesse pela leitura e cooperando com o colega”.

A Escola Municipal Ney Braga, de Assis Chateaubriand, foi premiada com o projeto “Disciplina e Cooperação, uma questão de atenção”, e esteve representada pela professora Clemensilva Carvalho.

O terceiro projeto selecionado foi “Pátio da escola: um espaço sócio-educacional cooperativo”, da professora Isolete Jung Gabriel, da Escola Luiz Moacir Percicotti, de Palotina.

Continue Lendo

Geral

Jovem baleado em São Clemente morre no Hospital Bom Jesus

Correio do Lago

O jovem Fernando Dutra, apelidado de “Tigrão”, de 23 anos, morreu nesta madrugada no Hospital Bom Jesus, em Toledo.

Ele não resistiu a gravidade dos ferimentos provocados por disparos de arma de fogo, na tarde do último domingo, em São Clemente, distrito de Santa Helena.

O rapaz estava em uma distribuidora de bebidas quando foi surpreendido por um homem, que sacou de um revólver e acionou o gatilho.

A vítima, em desespero, tentou fugir, mas foi seguida pelo atirador, até que caiu e acabou sendo atingida novamente.

Populares socorreram o jovem e o levavam para atendimento médico, mas próximo à pedreira de Sub-Sede, a unidade avançada do Samu encontrou-os e encaminhou o rapaz ao Pronto Atendimento Municipal de Santa Helena.

Em decorrência da gravidade dos ferimentos, Fernando Dutra foi transferido ao Hospital Bom Jesus, em Toledo, mas não resistiu e faleceu nesta madrugada.

Informações dão conta que o autor do crime se apresentou na Delegacia de Polícia de Santa Helena, foi ouvido e liberado.

Continue Lendo

Geral

Educandários rondonenses discutem calendário letivo 2020

Diretores de Centros Municipais de Educação Infantil, escolas municipais, colégios estaduais e particulares de Marechal Cândido Rondon, estiveram reunidos em assembleia para discutir o Calendário Escolar 2020.

Nos colégios estaduais, o início do ano letivo será no dia 05 de fevereiro, terça-feira.

Já na rede municipal de ensino, as aulas iniciam numa quarta-feira, dia 06 de fevereiro.

A secretária de Educação, Marcia Winter da Mota, dá mais detalhes da assembleia que discutiu o calendário escolar de 2020 de Marechal Cândido Rondon….

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.