Conectado com

Geral

Paraná recebe 102.500 doses da vacina AstraZeneca e já inicia distribuição

AEN

As doses chegaram no aeroporto de São José dos Pinhais na manhã desta quarta-feira e já foram encaminhadas para o Cemepar para o registro, armazenamento em câmara fria com temperatura entre 2 e 8 graus e organização para distribuição entre as Regionais de Saúde do Estado.

O Paraná recebeu na manhã desta quarta-feira (24) uma remessa com 102.500 unidades da vacina da Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, enviadas pelo Ministério da Saúde.

As doses chegaram no Aeroporto de São José dos Pinhais e logo em seguida já foram encaminhadas para o Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná) para o registro, armazenamento em câmara fria com temperatura entre 2 e 8 graus e organização para distribuição entre as Regionais de Saúde do Estado.

O Ministério da Saúde também enviou orientações técnicas relativas à continuidade da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Segundo o documento, este quantitativo da AstraZeneca corresponde a unidades que devem ser aplicadas como primeira dose (D1), seguindo os grupos incorporados como prioritário pela Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Essas novas doses continuarão a ser aplicadas nos públicos prioritários, de acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que segue a mesma linha do PNI, ou seja, continuarão a ser imunizados profissionais da saúde que atuam na linha de frente e idosos com mais de 80 anos.

“Estamos satisfeitos por receber essa nova remessa, mas consideramos que precisamos receber mais doses. Temos conversado e solicitado incessantemente ao Ministério da Saúde a ampliação do número de doses enviadas para o Paraná para darmos vazão a uma imunidade entre os vários grupos estabelecidos para a vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“Seguimos confiantes no PNI, que é reconhecido como um dos maiores programas de vacinação do mundo, com 47 anos de expertise, com erradicação de doenças importantes como sarampo, poliomielite, varíola em vacinação e será vitorioso novamente neste enfrentamento da Covid-19”, destacou o secretário.

Beto Preto ressaltou, ainda, a orientação transmitida nesta quarta-feira (24) pelo governador Ratinho Junior a todos os gestores municipais para que sejam aplicadas todas as doses da remessa que será enviada nas próximas horas. “A recomendação do Governo do Estado é que as vacinas não fiquem armazenadas e cheguem o mais rápido possível até a população, dentro das faixas etárias previstas”.

DOSES – As doses da AstraZeneca/Fiocruz fazem parte da remessa de 2 milhões de unidades da Índia, que chegaram ao Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz). Elas passaram por controle de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fiocruz.

Agora, o Paraná soma 641.400 doses recebidas do Ministério da Saúde. Além do envio desta quarta-feira, o Paraná havia recebido a primeira remessa com 265.600 doses (Coronavac); a segunda de 86.500 (AstraZeneca), a terceira de 39.600 (Coronavac) e a quarta com 147.200 (Coronavac).

Além destas doses da vacina de Oxford, o Paraná deverá receber 64.800 doses da vacina Coronavac/Instituto Butantan referentes a primeira e segunda doses. Elas devem chegar nos próximos dias.

RESTRIÇÃO – O secretário Beto Preto disse ainda que o Estado discute a ampliação de medidas mais restritivas para o controle da Covid-19. “Estamos avaliando, discutindo também com os estados vizinhos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, para aumentarmos a restrição da mobilidade, verificar ambientes controlados e aglomerações. Tudo que pode ser feito para preservar a saúde da população paranaense está sendo realizado. É um trabalho diário que estamos fazendo, de análise criteriosa do cenário epidemiológico do Estado”, disse Beto Preto.

 

Governo do Paraná Recebe Mais 102.500 Deses da Vacina do Covid-19. Foto: Ari Dias/AEN

Governo do Paraná Recebe Mais 102.500 Deses da Vacina do Covid-19. Foto: Ari Dias/AEN

 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Marechal Rondon registra novo óbito por coronavírus nesta quarta-feira (05)

Morreu em Cascavel uma mulher de 75 anos

Marechal Cândido Rondon registra mais um óbito por covid-19, o de número 81.

Foi vitima uma mulher de 75 anos, cujos sintomas iniciaram no dia 19 do mês de abril como dispneia, cansaço, tosse e febre.

Ela procurou atendimento na UPA Marechal no dia 23, fez o exame que positivou para coronavírus, evoluindo três dias depois para ventilação mecânica.

No dia 25 ela foi transferida para o Hospital Universitário de Cascavel, onde faleceu nesta quarta-feira (05).

A mulher tinha como comorbidade hipertensão.

         Marechal Cândido Rondon segue com 90 casos ativos de covid-19; e destes 11 pessoas estão na UTI; 10 na UPA e hospitais; e 69 em isolamento domiciliar.

         São 306 rondonenses monitorados pelo call Center; e 64 pessoas aguardando resultado de exame, com uma internada.

Continue Lendo

Geral

Cronograma de vacinação contra a Covid-19 segue nesta quinta-feira em Iguiporã

A Secretaria de Saúde de Marechal Rondon organizou cronograma de vacinação contra a Covid-19 também nos distritos. A imunização acontece em pessoas com 60 anos ou mais.

A vacinação já aconteceu em Porto Mendes. Nesta quarta-feira a aplicação de doses acontece no posto de saúde de Margarida, atendendo também os moradores de São Roque.

Amanhã, quinta-feira, dia 06, o cronograma terá sequência na unidade de saúde de Iguiporã, atendendo também moradores de Bom Jardim.

A imunização acontece das 14h às 16h30, e objetiva facilitar o acesso das pessoas à imunização, que é muito importante para reduzir o número de pessoas infectadas pela doença e, consequentemente, as internações, casos graves e óbitos.

O cronograma segue na sexta-feira, dia 07, nos postos de saúde de Novo Três Passos e Novo Horizonte (moradores de Bela Vista deverão ir até Novo Horizonte).

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

Geral

Foguete chinês descontrolado pode cair na América do Sul no fim de semana

Foguete lançado pela China vai cair no planeta, não se sabe onde em quando – Foto: Reprodução

Essa vem da China, com certeza. Mas não se sabe onde vai parar… Foguete foi lançado, mas ficou em órbita e agora inicia queda sem rumo

Não saia de casa sem a máscara, mas também não deixe de olhar para cima. Um foguete lançado da Estação Espacial Chinesa na última quinta-feira (29) está voltando para a terra, porém em descida descontrolada. Há chances sim de atingir áreas habitadas. A previsão é de que caia no próximo fim de semana.

 

A notícia saiu no SpaceNews, nesta quarta-feira (5). O foguete foi usado para colocar o módulo Tianhe em órbita, mas um dos estágios não se distanciou o suficiente da órbita, após ser separado do foguete. Assim, aos poucos essa parte do foguete vem se aproximando da atmosfera da Terra. A queda certa, mas ainda não se sabe onde… nem quando exatamente. Mas vai ser em breve.

São 30 metros de comprimento e cinco de diâmetro, além de pesar 21 toneladas. Normalmente as matérias que entram na atmosfera queimam e se desintegram até chegar ao solo. No entanto, pelas dimensões, o estádio central do foguete chinês não deve se desintegrar por completo. Assim…

 

Há cálculos que estimam localidades, mas são imprecisos e, portanto, não são totalmente confiáveis. As azaradas da vez podem ser Nova York (EUA), Madri (Espanha) ou Pequim (China). Há risco de cair na América do Sul, mas o principal candidato é o Chile. Porém, não custa nada olhar para o céu vez em quando. Nunca se sabe.

 

Fonte: ndmais.com.b

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.