Conectado com

Geral

Paraná representa 25% das rodovias a serem pedagiadas no País

Ilustrativa

Erros do passado são analisados para a formatação do novo modelo de concessões

Um dos temas mais importantes para o desenvolvimento do Paraná será “desenrolado” nos próximos meses, por conta da modelagem que vai dar forma as novas concessões de rodovias, a serem licitadas em 2021.

O trabalho está sob a gestão do governo federal, acompanhado de perto pela administração estadual.

Uma estatal da União, a Empresa de Planejamento e Logística, está elaborando o projeto, auxiliado por um órgão do Banco Mundial, a International Finance Corporation .

Algumas propostas já foram reveladas: seriam oito lotes, somando 3.800 quilômetros, ou seja, 1.300 km a mais do que hoje existe no chamado Anel de Integração a partir da inclusão de várias rodovias estaduais que hoje não são pedagiadas, com 2.400 quilômetros de duplicações e a promessa de tarifas menores do que as atualmente praticadas, embora os valores ainda não estejam definidos.

Tudo ainda será reavaliado pelo Ministério da Infraestrutura e pela Agência Nacional de Transportes Terrestres antes de ir a consulta popular, em audiências públicas.

Segundo Marcello da Costa Vieira, secretário nacional de Transportes Terrestres do Ministério de Infraestrutura , o Paraná representa 25% das rodovias a serem licitadas pelo governo federal.

Costa Vieira faz questão de destacar que o pacote de concessões em território paranaense não é apenas mais um dentro do Ministério, pois no total são 16 mil quilômetros em estudo para licitações e o Paraná representa um quarto disso.

Ele salienta que, como o governo federal não dispõe de recursos para fazer os investimentos necessários na infraestrutura rodoviária, o que seria uma obrigação, a saída preferencial é a cessão para a iniciativa privada.

O secretário também diz que algumas características tornam único o projeto Paraná.

Será a primeira vez que o governo federal licitará uma grande quantidade de rodovias concentradas dentro de um estado, interligadas e formando corredores.

Para estudar as necessidades e estabelecer as premissas, foi composto um grupo de trabalho que tem como mote “aprender com falhas cometidas no passado” para definir redução significativa de tarifa, sem encolher a quantidade de obras.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Empresário rondonense é preso por ameaça e porte ilegal de arma de fogo

A Segunda Companhia da Policia Militar de Marechal Cândido Rondon efetuou na tarde desta terça-feira (22) a prisão em flagrante de um homem, que conforme a denuncia fazia ameaças e foi flagrado de posse de uma arma de fogo sem registro e sem porte.

Tudo indica, porém, a informação não foi confirmada pela Policia, é de que o homem detido seria um empresário de Marechal Rondon.

O comandante da PM rondonense, tenente Zambon, relata todo episodio registrado hoje…………..Ouça Aúdio……..

 

Continue Lendo

Geral

Marechal Rondon segue com 88 pessoas ativas para coronavírus

Em Marechal Cândido Rondon, o boletim divulgado hoje (22) confirmou  88 casos ativos da doença.

O boletim indica que ate agora já foram registrados 662 casos de Covid-19.

Dos 88 casos ativos, três seguem internados em UTI; 2 na UPA e outros 83 rondonenses estão em isolamento domiciliar.

O município já registrou 567 casos recuperados da doença e seis óbitos, sendo que outros dois óbitos suspeitos aguardam resultado de exame.

529 pessoas em monitoramento e 90 casos suspeitos aguardando resultado do exame, sendo que destes suspeitos, quatro pessoas estão internadas na UTI e cinco pessoas na UPA e hospitais.

4.734 pessoas já foram liberadas da quarentena e 3.437 casos suspeitos foram descartados.

Continue Lendo

Geral

Governo Paraguaio anuncia reabertura total da Ponte da Amizade

O desbloqueio iniciará a partir do dia 29 de setembro, terça-feira.

A diretora do setor de Migração do Paraguai, Ángeles Arriola anunciou neste dia 22 de setembro, terça-feira, que o Governo Nacional do Paraguai aprovou a reabertura total da Ponte da Amizade, que conecta Cidade de Leste a Foz do Iguaçu, por um período de testes de três semanas.

O desbloqueio iniciará a partir do dia 29 de setembro, terça.

“O Presidente da República do Paraguai foi muito claro e falou que é um passo importante para a reativação da economia local”.

A migração será feita em horário reduzido para os turistas brasileiros, que começará as 5h00 da manhã até as 14h00 horas e a saída será até as 18h00, horário paraguaio.

O vice ministro de Retoria de Vigilância de Saúde, Julio Rolón, explicou que a reabertura da Ponte da Amizade será por um período de provas e que posteriormente será analisada em um reunião a evolução da epidemia.

Milhares de “esteños” ou moradores de CDE, que estavam reunidos em uma manifestação pacífica na cabeceira da Ponte celebraram a decisão do Governo Nacional.

Por ABC do Paraguai

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.