Conectado com

Policial / Trânsito

Paraná vai bonificar em dinheiro policiais que apreenderem armas de fogo

Ilustrativa

O Governo do Paraná vai oferecer uma bonificação em dinheiro a policiais civis e militares que apreenderem armas de fogo ilegais no Estado.

A medida foi autorizada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em decreto para regulamentar a lei 14.171/03, que instituiu o bônus.

Os valores da bonificação vão variar de acordo com o potencial da arma apreendida: para armas de fogo de uso permitido, de porte (armas curtas como revólveres e pistolas) ou portáteis (armas longas, como espingardas e carabinas), o valor do bônus será de 500 reais.

Armas de porte de uso restrito darão direito a bônus de 1 mil reais, enquanto as portáteis de uso restrito a 1.500 reais

A partir de 2021, haverá uma gratificação para os três batalhões da Polícia Militar e as três delegacias da Polícia Civil que mais apreenderem armas ganharão.

No final do ano, cada um, terá direito a um prêmio adicional de 50 mil reais, que será vinculado ao seu fundo rotativo.

Até o final desta semana, a Secretaria da Segurança Pública irá publicar resolução detalhando os critérios, documentação e trâmite para pagamento do benefício.

O pagamento ao policial deverá ser feito diretamente na folha salarial.

A prática de pagamento de bônus por apreensão de armas irregulares já é adotada em diversos estados, como Amazonas, Espírito Santo e Piauí.

Segundo o secretário da Segurança Pública, Rômulo Marinho, a medida vai melhorar o combate ao crime e o cumprimento de metas e certamente vai ajudar a diminuir ainda mais os índices de criminalidade no Paraná.

Continue Lendo
Publicidade

Policial / Trânsito

Reviravolta no caso envolvendo empresário rondonense que morreu por disparo de arma de fogo

Tudo indica que ele não teria sido assassinado

As investigações em torno da morte do empresário Juliano Aurélio Marchi, de 33 anos, ganharam novos rumos e o que era para ser assassinato, passou a ser tratado como “disparo acidental”.

O delegado de Policia Civil de Marechal Rondon, Pedro Lucena, ainda não se pronunciou sobre o caso.

O crime ocorreu na quarta-feira (22) em uma chácara na Linha Heidrich, interior do município.

A primeira versão apresentada por um amigo da vítima, foi de que uma motocicleta ocupada por dois homens passou pelo local e um deles teria atirado contra Juliano.

Ferido, ele passou pela UPA Marechal, foi transferido para Toledo, onde no domingo (26) foi confirmada sua morte cerebral.

A família autorizou a doação de órgãos, e o corpo do empresário rondonense será sepultado nesta manhã de terça-feira (28).

Com o andamento das investigações, surgiu uma nova versão para o ocorrido, de que vitima e mais alguns amigos estariam na chácara, quando um deles mostrou uma arma que tinha comprado, momento em que aconteceu um disparo acidental.

Essa nova informação ainda não foi confirmada pelo delegado rondonense Pedro Lucena.

 

Continue Lendo

Policial / Trânsito

Jovem é agredida pelo namorado com pedaço de madeira e vai parar no hospital em Assis

Segundo ela, seu companheiro a atacou com um pedaço de madeira de uma cadeira, causando ferimentos na cabeça, membros superiores, tórax e membro inferior esquerdo.

 

Em Assis Chateaubriand, uma mulher foi agredida pelo próprio companheiro com um pedaço de madeira de uma cadeira. A vítima foi encontrada ferida no Hospital Beneficente Moacir Micheletto, onde o pai a encontrou após receber um pedido de socorro.

O caso veio à tona por volta das 13h, quando a Polícia Militar de Assis Chateaubriand recebeu uma chamada telefônica de uma mulher solicitando ajuda para sua filha. A equipe policial se dirigiu ao hospital, onde a vítima relatou a agressão sofrida.

Segundo ela, seu companheiro a atacou com um pedaço de madeira de uma cadeira, causando ferimentos na cabeça, membros superiores, tórax e membro inferior esquerdo.

A equipe policial, em seguida, se deslocou até o endereço fornecido pela vítima na tentativa de localizar o agressor. Contudo, ao chegarem ao local, a residência estava vazia. A vítima foi orientada sobre seus direitos e um boletim de ocorrência foi redigido e encaminhado à 48ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) para as devidas providências.

 

Fonte: CGN

Continue Lendo

Policial / Trânsito

Grávida acorda em motel com lesões e polícia apura se foi vítima de estupro em Cascavel

Após equipe da UPA identificar sangramento foi levada para o Huop

 

Mulher grávida, de 27 anos, foi encaminhada ao Hospital Universitário do Oeste do Paraná com machucados.

A jovem acordou em um motel na BR 467 em Cascavel, as suspeitas são de que ela foi dopada. Devido a situação que estava foi encaminhada primeiro para a UPA Brasília, ela estava com muitas dores nas regiões íntimas. A equipe ainda identificou sangramento.

Há suspeitas de que ela foi vítima de estupro. A Polícia Civil apura as circunstâncias que levaram a mulher ficar dessa forma. Quem tiver denúncias deve repassar para a Polícia Civil no 197.

A Polícia Civil ainda não se posicionou com atualizações sobre o caso.

 

Fonte: Catve

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.