Conectado com

Geral

Paulo Gustavo morre de Covid no Rio, aos 42 anos

Foto: Daniela Ramiro/Estadão Conteúdo/Arquivo

O ator Paulo Gustavo, um humoristas mais populares e admirados do país, morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, vítima de Covid-19. Criador de Dona Hermínia e de outros personagens inesquecíveis, ele estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

A piora no quadro de saúde do ator aconteceu na noite de domingo (2). Paulo Gustavo vinha apresentando melhoras significativas, chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e interagir com médicos e também com o marido, Thales Bretas.

À noite, no entanto, sofreu uma embolia pulmonar.

Nesta terça, novo boletim disse que o ator estava com quadro irreversível, mas mantinha os sinais vitais. Às 21h12, no entanto, foi constatada a morte de Paulo Gustavo.

Perfil
Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu em Niterói em 30 de outubro de 1978 e estudou teatro na Casa das Artes de Laranjeiras, no Rio, na mesma turma de Fábio Porchat.

A primeira peça da qual participou foi “O surto”, em que dividia a direção com Fernando Caruso, em 2004. Foi no espetáculo que apresentou pela primeira vez a personagem Dona Hermínia, que marcaria sua carreira para sempre.

A mãe superprotetora e hilária ganhou peça própria em 2006 e chegou ao cinema sete anos depois.

Paulo Gustavo caracterizado de Dona Hermínia — Foto: Globo/Victor Pollak

Paulo Gustavo caracterizado de Dona Hermínia — Foto: Globo/Victor Pollak

Recorde de bilheteria

 

Somados, os três filmes de “Minha mãe é uma peça” venderam mais de 26 milhões de ingressos entre 2013 e 2020. O terceiro filme teve a maior arrecadação da história do cinema brasileiro, com R$ 182 milhões de bilheteria.

Além do sucesso de Dona Hermínia, o ator se destacou pelos filmes “Minha Vida em Marte” (2018) e “Os Homens São de Marte… e é para lá que eu vou” (2014), nos quais contracenou com a atriz e amiga Mônica Martelli. Ele interpretou o personagem Aníbal em ambas as comédias.

Carreira na TV

 

Na televisão, Paulo apresentou em 2011 o programa “220 Volts”, do Multishow. Dois anos depois, no mesmo canal, ele passou integrar o elenco da sitcom “Vai que cola”, vivendo o malandro Valdomiro Lacerda. O personagem foi um sucesso também na adaptação para o cinema, em 2015.

Ainda no Multishow, o ator protagonizou, ao lado de Katiuscia Canoro, a série “A vila”. Na produção, ele interpretou o ex-palhaço Rique.

Ele também foi o apresentador de várias edições do Prêmio Multishow.

Família

 

Paulo Gustavo se casou com o médico Thales Bretas em 2015. Após um processo de barriga de aluguel feito nos Estados Unidos, eles se tornaram pais de Romeu e Gael, de 1 ano de idade.

Apesar de a personagem mais famosa de Paulo Gustavo, Dona Hermínia, não ser biográfica, ela foi muito inspirada em Déa Lúcia Amaral, mãe do ator.

Paulo Gustavo com o marido, Thales Bretas, em foto de arquivo — Foto: Reprodução/Instagram/@thalesbretas

Paulo Gustavo com o marido, Thales Bretas, em foto de arquivo — Foto: Reprodução/Instagram/@thalesbretas

Em entrevista ao programa “Mais Você”, Paulo chegou a falar, com seu jeito bem-humorado, que a mãe só queria saber dos netos.

“Mamãe começou o VT falando que enlouqueceu sendo avó, como se ela já não fosse louca né? Ela fica do lado de Thales, prefere ser avó do que ser mãe”, brincou o ator.

Como forma de retribuir toda a contribuição da mãe para sua carreira, Paulo Gustavo Gustavo criou a peça “Filho da mãe”, na qual dividia o palco com Dona Déa para cantar e contar histórias.

Fonte: G1

Geral

Marechal Rondon registra novo óbito por coronavírus nesta quarta-feira (05)

Morreu em Cascavel uma mulher de 75 anos

Marechal Cândido Rondon registra mais um óbito por covid-19, o de número 81.

Foi vitima uma mulher de 75 anos, cujos sintomas iniciaram no dia 19 do mês de abril como dispneia, cansaço, tosse e febre.

Ela procurou atendimento na UPA Marechal no dia 23, fez o exame que positivou para coronavírus, evoluindo três dias depois para ventilação mecânica.

No dia 25 ela foi transferida para o Hospital Universitário de Cascavel, onde faleceu nesta quarta-feira (05).

A mulher tinha como comorbidade hipertensão.

         Marechal Cândido Rondon segue com 90 casos ativos de covid-19; e destes 11 pessoas estão na UTI; 10 na UPA e hospitais; e 69 em isolamento domiciliar.

         São 306 rondonenses monitorados pelo call Center; e 64 pessoas aguardando resultado de exame, com uma internada.

Continue Lendo

Geral

Cronograma de vacinação contra a Covid-19 segue nesta quinta-feira em Iguiporã

A Secretaria de Saúde de Marechal Rondon organizou cronograma de vacinação contra a Covid-19 também nos distritos. A imunização acontece em pessoas com 60 anos ou mais.

A vacinação já aconteceu em Porto Mendes. Nesta quarta-feira a aplicação de doses acontece no posto de saúde de Margarida, atendendo também os moradores de São Roque.

Amanhã, quinta-feira, dia 06, o cronograma terá sequência na unidade de saúde de Iguiporã, atendendo também moradores de Bom Jardim.

A imunização acontece das 14h às 16h30, e objetiva facilitar o acesso das pessoas à imunização, que é muito importante para reduzir o número de pessoas infectadas pela doença e, consequentemente, as internações, casos graves e óbitos.

O cronograma segue na sexta-feira, dia 07, nos postos de saúde de Novo Três Passos e Novo Horizonte (moradores de Bela Vista deverão ir até Novo Horizonte).

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

Geral

Foguete chinês descontrolado pode cair na América do Sul no fim de semana

Foguete lançado pela China vai cair no planeta, não se sabe onde em quando – Foto: Reprodução

Essa vem da China, com certeza. Mas não se sabe onde vai parar… Foguete foi lançado, mas ficou em órbita e agora inicia queda sem rumo

Não saia de casa sem a máscara, mas também não deixe de olhar para cima. Um foguete lançado da Estação Espacial Chinesa na última quinta-feira (29) está voltando para a terra, porém em descida descontrolada. Há chances sim de atingir áreas habitadas. A previsão é de que caia no próximo fim de semana.

 

A notícia saiu no SpaceNews, nesta quarta-feira (5). O foguete foi usado para colocar o módulo Tianhe em órbita, mas um dos estágios não se distanciou o suficiente da órbita, após ser separado do foguete. Assim, aos poucos essa parte do foguete vem se aproximando da atmosfera da Terra. A queda certa, mas ainda não se sabe onde… nem quando exatamente. Mas vai ser em breve.

São 30 metros de comprimento e cinco de diâmetro, além de pesar 21 toneladas. Normalmente as matérias que entram na atmosfera queimam e se desintegram até chegar ao solo. No entanto, pelas dimensões, o estádio central do foguete chinês não deve se desintegrar por completo. Assim…

 

Há cálculos que estimam localidades, mas são imprecisos e, portanto, não são totalmente confiáveis. As azaradas da vez podem ser Nova York (EUA), Madri (Espanha) ou Pequim (China). Há risco de cair na América do Sul, mas o principal candidato é o Chile. Porém, não custa nada olhar para o céu vez em quando. Nunca se sabe.

 

Fonte: ndmais.com.b

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.