Conectado com

Geral

Plano de incluir rádio FM em celulares recebe apoio de emissoras

Celular da Samsung com fone de ouvido (Imagem: Photo Mix/Pixabay)

Associações de emissoras de rádio e televisão dão “irrestrito apoio” à proposta de incluir rádio FM em todo celular fabricado no Brasil

 

As associações de emissoras de rádio e televisão declararam “irrestrito apoio” à proposta de incluir rádio FM em todo celular fabricado no Brasil. Fábio Faria, ministro das Comunicações, está encaminhando o assunto dentro do governo; o plano recebeu sinal verde do presidente Jair Bolsonaro.

“A recepção livre, aberta e gratuita dos sinais do rádio FM nos aparelhos celulares é uma medida que beneficia a sociedade, garantindo o acesso à informação, especialmente em casos de utilidade pública, além de importante fonte de cultura e lazer”, diz a nota.

As associações dizem que a obrigatoriedade de rádio FM em celulares é “urgente” e que isso vai equiparar o Brasil a “outros países de vanguarda”, sem mencionar quais.

O Chile aprovou em 2020 uma lei que obriga celulares vendidos no país a terem rádio integrado e ativo. Inicialmente, haverá uma exceção para modelos sem esse recurso, como o iPhone e Galaxy S; nesses casos, a operadora deverá facilitar a troca por um smartphone que sintonize as emissoras FM, caso isso seja solicitado pelo cliente.

Emissoras defendem rádio FM no celular

No Brasil, a Frente Parlamentar em Defesa da Radiodifusão atua na Câmara dos Deputados em pautas envolvendo rádio e TV. Uma das principais matérias é o Projeto de Lei 8.438/2017, do radialista e ex-deputado federal Sandro Alex (PSD/PR), que quer tornar obrigatória a presença de rádio FM em celulares fabricados no país. Sua tramitação está parada desde 2019.

A proposta é defendida pela Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e pelas associações de radiodifusão destes Estados:

Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins

A Abert também vem fazendo a campanha “Smart é ter rádio FM no celular”, para estimular a compra e o uso de celulares compatíveis. A associação criou uma página com modelos que têm (ou não) esse recurso, de marcas como Xiaomi, Samsung, Motorola, LG, Asus e Apple.

As fabricantes se opõem à obrigatoriedade de rádio FM em celulares. A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) já havia se manifestado, dizendo que isso seria “uma interferência na estratégia das empresas, seus portfólios e na sua liberdade criativa”. Além disso, cerca de 80 e 90% dos smartphones vendidos no Brasil já trazem esse recurso.

Fonte: Tecnoblog
Continue Lendo
Publicidade

Geral

Aumento de casos de coronavirus pode provocar abertura do Hospital de Campanha de MCRondon

Continue Lendo

Geral

Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias

Foto: Agência Brasil

Litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%)

 

Gasolina, óleo diesel e gás de cozinha passam a custar mais caro hoje (2) nas refinarias da Petrobras. O litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%) e passou a custar R$ 2,60 para a venda às distribuidoras.

O aumento do óleo diesel foi de 5% (ou R$ 0,13 por litro). O preço para as distribuidoras passou a ser de R$ 2,71. Já o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de botijão ou gás de cozinha, ficou 5,2% mais caro.

O preço do GLP para as distribuidoras será de R$ 3,05 por quilo (R$ 0,15 mais caro), ou seja R$ 36,69 por 13 kg (ou R$ 1,90 mais caro).

O preço informado pela Petrobras se refere ao produto vendido às distribuidoras. Segundo a empresa, até chegar ao consumidor final, o preço do combustível sofre o acréscimo de impostos, o custo para a mistura obrigatória de biocombustíveis e os custos e margens das distribuidoras e postos de gasolina.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

Geral

Pato Bragado e Entre Rios do Oeste iniciam etapa de vacinação de idosos

Ilustrativa

A Secretaria de Saúde de Pato Bragado  inicia hoje  mais uma etapa de vacinação dos idosos da faixa etária de 86 anos contra o novo coronavírus .

Os imunizantes distribuídos pelo Governo do Estado do Paraná chegaram ontem  ao município: são 50 da CoronaVac/Instituto Butantan e  outras 20 doses  produzidos pela Universidade de Oxford, pelo laboratório AstraZeneca.

De acordo com a enfermeira responsável pelo setor de Epidemiologia, Fernanda Regina Brod, essas doses são suficientes a esse grupo prioritário e a intenção é de que ainda essa semana, por ordem decrescente, a imunização chegue aos idosos da faixa etária de 80 anos.

Segundo a profissional, a secretaria está realizando um levantamento dos que não poderão ir até a Unidade Básica de Saúde , deslocando assim, uma equipe para a vacinação.

Em relação aos protocolos de segurança em saúde pública estabelecidos para a imunização, a diretora de Saúde, Cristina Lagemann garante que a Unidade Básica de Saúde segue, de forma criteriosa, a manutenção do distanciamento físico, uso de máscaras e álcool em gel.

Ela informa ainda que todos que comparecerem à sala de vacinas, no horário das 8 às 11h e das 14 às 17 horas, devem portar o cartão de vacinas, cartão SUS, RG e CPF.

 

Entre Rios do Oeste recebeu  mais 40 doses da vacina contra a Covid-19, repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde, através da 20ª Regional de Saúde de Toledo.

Destas, 30 doses são da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o Laboratório AstraZeneca e as outras 10 doses são da vacina CoronaVac/Instituto Butantan.

Ontem a secretaria  iniciou a vacinação dos idosos de 88 anos,  seguindo o calendário de atendimento organizado pela Secretaria de Estado, que segue orientações do Ministério da Saúde.

A auxiliar de enfermagem e responsável pela sala de vacinas de Entre Rios do Oeste, Giovana Lerner, comenta que a  vacinação está  sendo realizada  conforme a chegada das doses e explica que todos os idosos desta faixa etária precisam ser vacinados, para que possam fechar em 100% e assim dar sequencia para o próximo grupo.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.