Conectado com

Geral

PRF reforça o policiamento nas rodovias do Paraná neste feriadão

Foto: PRF

Operação Proclamação da República 2021 inicia nesta sexta-feira e segue até a segunda-feira visando a livre circulação, a prevenção de acidentes e a promoção da segurança pública

 

Com objetivo de reforçar o policiamento nas rodovias federais neste feriadão, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza a partir da zero hora desta sexta-feira (12) a Operação Proclamação da República 2021.

A ação segue até a meia-noite de segunda-feira (15) visando a livre circulação, a prevenção de acidentes e a promoção da segurança pública. Os esforços estão centrados em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de ocorrência de crimes, de acordo com as estatísticas do órgão.

Serão realizadas atividades preventivas e educativas com foco na sensibilização de motoristas e passageiros a respeito de suas responsabilidades para um trânsito mais seguro. As fiscalizações estarão voltadas principalmente no combate à embriaguez ao volante e à realização de ultrapassagens indevidas, no uso de equipamentos como cinto de segurança, capacete e dispositivos de retenção para crianças, além do uso de telefone celular na direção e das condições de conservação dos veículos.

Em relação à atuação de combate ao crime, as abordagens serão norteadas em informações do serviço de inteligência e na utilização de ferramentas de comunicação com objetivo de prender criminosos, recuperar veículos roubados e retirar armas ilegais, drogas e produtos contrabandeados de circulação.

Restrição de tráfego 

O tráfego será restrito para caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha, mesmo os que possuam Autorização Especial de Trânsito (AET) ou Autorização Específica (AE).

Estes veículos estão proibidos de circular nas rodovias federais de pista simples na sexta-feira (12) das 16 às 22 horas, no sábado (13) das 6 às 12 horas e na segunda-feira também das 16 às 22 horas.

Vai viajar no feriadão? Siga algumas orientações da PRF

Faça a revisão preventiva do veículo mesmo para pequenas viagens: pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esqueça de verificar os equipamentos obrigatórios, principalmente estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e do sistema de iluminação.

Planeje a viagem informando-se sobre as distâncias que pretende percorrer, as condições do tempo e a existência  ao longo do percurso de pontos de parada, postos de combustíveis e locais para alimentação.

O condutor deve programar pausas para descanso em média a cada 3 horas de viagem. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

Use sempre o cinto de segurança, que é obrigatório para todos os ocupantes do veículo. Não esqueça dos dispositivos de retenção no caso de transporte de crianças: bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação. Ande sempre com os faróis acesos para ver e ser visto.

Respeite o limite de velocidade e as condições de ultrapassagem indicados nas placas de sinalização. A desobediência a essas regras está entre as principais causas dos acidentes graves nas rodovias federais. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local. Os condutores também devem redobrar a atenção em trevos, cruzamentos e áreas urbanas.

Em dias chuvosos ou com neblina e cerração, a PRF orienta aos motoristas a transitarem com velocidade moderada, inferior àquela utilizada em dias de boas condições climáticas, posicione-se mais à direita da via, com os faróis baixos sempre acesos, mantendo distância segura dos demais veículos, evitando manobras e freadas bruscas.

Se não possuir CNH ou estiver com o documento suspenso, ou ainda, se fez uso de bebida alcoólica, não dirija. Nestes casos, utilize transportes alternativos como os carros de aplicativos, táxis e ônibus.

Para informações, denúncias, comunicação de crimes e acidentes, a PRF dispõe do número de emergência 191. A ligação é gratuita e a central atende 24 horas em todo o Brasil.

Fonte: Agência PRF

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Regional de saúde está com 100% dos leitos de UTI ocupados

Situação da pandemia do coronavírus volta a ficar critica na região. Todos os leitos de UTI estão ocupados e números de novos casos ativos em 24 horas foi de mais de 1.300.

 

O Estado do Paraná tem registrado crescimento enorme dos casos ativos de covid-19.

Para se ter uma ideia, do dia 1º ao dia 15 deste mês, a 20º Regional de Saúde registrou cerca de 1.300 novos casos ativos, ou seja, no período de 15 dias.

Somente ontem, segundo dados liberados pelo chefe da regional, Alberi Locatelli, foram computados 1.300 novos casos nos municípios que integram a 20º: isto em apenas 24 horas.

Alberi destaca que a preocupação maior das autoridades é com a lotação dos leitos de UTI e enfermaria.

Novos leitos de UTI foram abertos recentemente no Hospital Municipal de Palotina e outros novos leitos estão sendo liberados hoje no Hospital de Assis Chateaubriand.

Alberi Locatelli destaca que no momento, todos os leitos de UTI disponibilizados na 20º Regional de Saúde, da qual faz parte Marechal Rondon e municípios da comarca, estão lotados e a situação é bastante preocupante…….

 

Continue Lendo

Geral

Presidente da Sicredi Aliança será Cidadão Honorário de Barretos – São Paulo

Foto: Assessoria

A homenagem será prestada em sessão solene da Câmara Municipal de Vereadores de Barretos, marcada para as 19h00, e é de iniciativa do vereador Juninho Bandeira, do PL.

Adolfo Freitag nasceu em Marechal Cândido Rondon numa família de produtores rurais, tem 64 anos, é casado com Medi Freitag, pai de três filhos e avô de cinco netos.

Ele é agropecuarista formado em Administração de Empresas e há 27 anos atua como presidente do Conselho de Administração da Cooperativa de Crédito Sicredi Aliança Paraná/São Paulo.

Líder do setor cooperativista, o dirigente participou de inúmeros eventos nacionais e internacionais em “defesa da causa” e em 2014 liderou o movimento de expansão da Sicredi Aliança para o Estado de São Paulo.

O rondonense revela sua emoção ao ser lembrado para receber o título de Cidadão Honorário de Barretos….

 

Continue Lendo

Agricultura

Deral define em 39% a redução do potencial da soja por causa da estiagem

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento fechou janeiro com projeção de redução em 39% na produção de soja no Estado para a safra 2021/22, em relação ao potencial inicial.

A primeira Previsão de Safra Subjetiva deste ano, apresentada ontem pelos técnicos do Departamento de Economia Rural, aponta também que, no caso do milho de primeira safra, as perdas estão em 36%, enquanto o feijão terá 31% a menos na produção em relação à projeção.

Por se tratar de commodity, esses produtos dependem de várias conjunturas, inclusive oscilações decorrentes de produção internacional, mas as perdas monetárias para os produtores paranaenses devem se posicionar entre 25 e 30 bilhões de reais.

No Estado, o maior impacto para a redução de produção e perda de renda é essencialmente o climático, com a estiagem forte iniciada em 2019, aliada ao calor intenso tanto no ambiente quanto no solo, conforme explicou o secretário Norberto Ortigara….

 

Ortigara destacou que este é um quadro realista, de perda, que provoca impacto, mas que estava sendo trabalhado junto com o governo federal para que houvesse ajuda e incentivo aos agricultores.

Para o chefe do Departamento de Economia Rural, Salatiel Turra, a estimativa divulgada pelo departamento destaca uma redução bastante significativa das culturas de soja, milho e feijão.

Os números do relatório mensal do Deral não diferem muito dos dados levantados em meados de janeiro.

Até o momento, há perda de mais de oito milhões de toneladas de soja, 39% do previsto inicialmente.

A produção estimada atualmente é de 12 milhões e 800 mil toneladas.

Em relação à produção da safra 2020/2021, sojicultores paranaenses devem ter redução de 35%.

O cenário climático adverso também provocou perdas irreversíveis para os produtores de milho da primeira safra.

Em relação ao potencial produtivo de quatro milhões e 300 mil toneladas, que tinha sido previsto, a baixa já ultrapassa 36%.

Com isso, o campo deve render, de acordo com os dados atuais, dois milhões e 700 mil toneladas, redução de 13% em relação ao produzido.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.