Conectado com

Política

Renato Feder não será mais Ministro da Educação

Divulgação

A polêmica em torno do comando do Ministério da Educação no Governo Bolsonaro terá sequências nesta semana, uma vez que o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, avisou que não vai ser ministro da Educação após convite do presidente da República.

Isso porque Jair Bolsonaro foi pressionado nos últimos dias pela ala ideológica do governo e por militares para não colocar Feder no comando do MEC.

Em nota distribuída no final de semana, Renato Feder agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro, por quem diz ter grande apreço, mas declinou do convite recebido.

Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação”, escreveu Renato Feder em suas redes sociais.

Ele relatou que recebeu o convite de Bolsonaro para ser ministro na noite da última quinta-feira, dia 2, porém alas alas ligadas ao escritor Olavo de Carvalho e aos militares no governo pressionaram o presidente Jair Bolsonaro a reverter o convite feito ao secretário paranaense e com isso, ele ficou de fora antes mesmo de ser anunciado oficialmente.

Renato Feder foi o segundo cotado da pasta que caiu sem nunca ter sido ministro efetivamente.

A pasta do MEC está sem titular desde a saída de Abraham Weintraub, no último dia 18, após o governo ser pressionado a fazer um gesto de trégua ao Supremo Tribunal Federal.

O ex-ministro chamou integrantes da Corte de “vagabundos” em uma reunião ministerial.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Decreto confirma novas restrições no comercio e lazer de Marechal Rondon

Após aumento do número de casos de Covid-19, COE decide por novas medidas em Marechal Rondon

 

Na tarde de quarta-feira (16), integrantes do COE (Centro de Operações Emergenciais) se reuniram para tratar, entre outros, sobre o aumento do número de casos de COVID-19 em Marechal Rondon.

Após o encontro de ontem, na data de hoje, dia 17, a prefeitura emitiu o Decreto nº 266, que impôs novamente algumas restrições.

Restaurantes, lanchonetes, padarias, confeitarias, pizzarias, food trucks, sorveterias e demais atividades de alimentação, ainda que localizados em rodovias, poderão prestar atendimento diário ao público, no local, somente até às 22h e, por delivery, até às 23h, cumprindo, obrigatoriamente, além das regras de controle sanitárias.

Com o intuito de restringir a aglomeração de pessoas e visando impedir a transmissão comunitária do coronavírus, fica também expressamente proibido, por tempo indeterminado, o consumo de produtos no interior ou nas proximidades das lojas de conveniência, inclusive aquelas localizadas junto aos postos de combustível, nos distribuidores de águas e/ou de bebidas, sendo vedada a disposição de mesas e cadeiras nestes locais, limitando-se o horário diário de funcionamento de referidos estabelecimento, até às 21h.

O horário para a realização das atividades esportivas de futebol amador, que havia sido estabelecido no plano de retomada das atividades esportivas, homologada pelo Decreto nº 218/2020, fica limitado às 21h, tanto nas associações, entidades e clubes, quanto nas arenas esportivas de futebol sintético.

O documento também relata sobre novas ações em casos de pessoas com suspeita de COVID-19, em caso de confirmações, surto em empresas e em profissionais de saúde, em observância a nota orientativa da Secretaria de Estado da Saúde.

Continue Lendo

Geral

Agricultor Jair Fiori desiste da candidatura a vereador de Marechal Rondon e justifica decisão

 

O agricultor e motorista Jair Fiori, que teve o nome anunciado como candidato a vereador pelo Partido Progressista de Marechal Cândido Rondon, desistiu da candidatura.

Seu nome foi confirmado pelo PP, na convenção realizada na sexta-feira (11), como um dos oito candidatos do partido, para concorrer ao cargo de vereador.

Morador da Linha Guarani em Marechal Rondon, Jair Fiori justificou que desiste da corrida eleitoral por uma série de  motivos, dentre eles, questões de saúde.

Ouça entrevista

Continue Lendo

Geral

Prazo para a realização de convenções termina hoje (16)

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral termina nesta quarta-feira, 16, o prazo para os partidos realizarem suas convenções internas para escolherem os candidatos que vão disputar os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores nas eleições municipais de novembro.

A Justiça Eleitoral espera receber mais de 700 mil registros de candidaturas no pleito deste ano.

O prazo está previsto na Lei das Eleições e deveria ter sido encerrado em agosto no entanto, o período das convenções foi prorrogado por 42 dias devido ao adiamento das datas do calendário eleitoral em função da pandemia da covid-19.

O Congresso adiou o primeiro turno das eleições deste ano de 4 de outubro para 15 de novembro e o segundo turno, que seria em 25 de outubro, foi marcado para 29 de novembro.

O advogado João Bersch lembra que, registro dos candidatos escolhidos pelas legendas deverá ser feito até 26 de setembro na Justiça Eleitoral dos estados e que só depois disso poderá ser iniciada a campanha eleitoral………………………..ouça entrevista

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.