Conectado com

Esportes

Rondonense Thiago Wild salva match points e vira em jogaço no Rio Open

Foto: Fotojump

Um jogo recheado de polêmicas, alternativas, e que certamente entrou para a história do Rio Open. Na partida mais longa incluindo todas as edições do torneio, em 3h50, Thiago Wild venceu Alejandro Davidovich Fokina (90º do ranking) por 2 sets a 1, parciais de 5/7, 7/6 (3) e 7/5. O confronto teve direito a três match points salvos, muita briga do espanhol com juiz e público e terminou com a glória do tenista brasileiro, vencendo pela primeira vez na chave principal de um ATP 500.

O ápice da partida, sem dúvida, foi a reta final do segundo set. Thiago Wild liderava em 5/4 e levou a quebra. Depois, em 5/6, precisou salvar três match points, contando com uma dose de sorte e uma certa irresponsabilidade. A decisão ficou para o tie-break, quando Alejandro Fokina discutiu com o árbitro, provocou o público e armou um grande circo na quadra central até que o brasileiro venceu a parcial e arrancou para a vitória no terceiro set.

Agora, Thiago Wild avança à segunda fase do Rio Open e terá pela frente mais um difícil confronto diante do vencedor da partida entre o croata Borna Coric (32º) e o argentino Juan Ignacio Londero (61º), que será realizado apenas nesta terça-feira. A vitória ainda garante ao jogador brasileiro um salto no ranking da ATP, saindo de 206º para o 178º temporariamente, garantindo a melhor posição de sua carreira até aqui.

Alejandro Davidovich Fokina encara Thiago Wild na virada de lado — Foto: Fotojump

Alejandro Davidovich Fokina encara Thiago Wild na virada de lado — Foto: Fotojump

O jogo

Thiago começa melhor, mas cai no fim do primeiro set

O início de Thiago Wild foi bastante promissor. Com sete break points logo no primeiro game, o brasileiro mostrou que não deixaria o estilo versátil e excêntrico de Alejandro Fokina intimidá-lo e abriu com uma quebra de serviço. O primeiro set seguiu cheio de alternativas, com belos lances e muitos erros. O espanhol devolveu o break, Wild voltou a liderar e abriu 5/3.

Thiago Wild contra Alejandro Davidovich Fokina — Foto: Fotojump

Thiago Wild contra Alejandro Davidovich Fokina — Foto: Fotojump

Porém, Wild hesitou demais na hora de fechar. Teve break point e não aproveitou. Na sequência, sacou e tomou quebra de zero, vendo Fokina empatar o primeiro set em 5/5. Novamente, o brasileiro teve chances de quebra e não aproveitou, sendo quebrado na sequência e vendo o rival fechar a parcial em 7/5 para frustração do público.

Reação do brasileiro e muita polêmica

Sem se deixar abater pelo resultado do primeiro set, Thiago Wild seguiu mostrando muita força em seus golpes e incomodando Alejandro Fokina. Desperdiçou quatro break points no game inaugural, mas conseguiu uma quebra no sétimo, fazendo 5/3 na sequência. A história, no entanto, parecia se repetir. O brasileiro desperdiçou set point e levou a quebra na sequência, com o espanhol empatando em 5/5.

Sacando em 5/6 novamente, Thiago Wild ficou em situação dramática em 0/40, mas salvou os três match points com muita agressividade e deixando Alejandro Fokina enroscando na rede após uma curtinha na terceira chance.

O tie-break também foi uma história à parte. Thiago Wild liderava em 5-2 até que o espanhol começou a brigar com o público, reclamar com a arbitragem e armou um circo na quadra central. Fokina sacou por baixo enquanto brigava e tirou Wild do sério. O brasileiro não se intimidou, também tirou satisfações e acabou superando a parcial com 7-3 no desempate.

Glória de Wild no fim

Quem achou que a reta final não teria drama se enganou. Thiago Wild iniciou a toda o terceiro set aproveitando o cansaço de Fokina e passou a liderar em 3/0 sem maiores dificuldades. Porém, baixou a guarda e viu o espanhol, com muita variação reagir no confronto, virando para 4/3, com direito a uma quebra de vantagem.

O panorama que parecia ir para o lado de Fokina voltou a virar para Wild. O brasileiro reagiu e novamente devolveu a quebra, empatando em 4/4. Depois, sofreu em seus games de saque, mas seguiu firme, mantendo a frente em 6/5. Com um break point e um erro do espanhol, enfim, Wild pôde se jogar no chão e vibrar com a vitória.

Fonte: Globo Esporte

Esportes

“Se as demais atividades estão voltando, o futebol Gaúcho também deve voltar” afirma Vice-presidente de futebol do Grêmio

Entrevistado ontem (04), no Programa Difusora nos Esportes, o Vice-presidente de futebol do Grêmio Paulo Luz, afirma que o protocolo que o clube Gremista realiza está sendo bem-sucedido.

Paulo acredita que a situação está controlada no Rio Grande do Sul – chegando a comparar o estado Gaúcho com o Paraná. Para ele, isso é fundamental para a retomada dos jogos.

Informações dão conta de que o Gauchão pode ser retomado na segunda quinzena de Julho. Paulo, afirmou que “se todas as atividades estão voltando, o futebol Gaúcho também deve voltar”….

 

 

Continue Lendo

Esportes

Novas regras do futsal: na pratica o que mudou, Marcio Sauer explica

A Fifa anunciou, nesta segunda-feira, 15 mudanças nas regras do futsal. Em comunicado enviado às federações nacionais, a entidade informou que as alterações passam a valer a partir desta segunda-feira, dia 1° de junho. O ofício da Fifa foi divulgado inicialmente pelo blog Futsal Japan e repostado por diversos treinadores de seleções e membros de confederações.

Mas na prática, o que mudou: para explicar melhor, conversamos com Marcio Sauer, integrante da Liga Rondonense de Arbitragem.
Ouça a entrevista na íntegra:

 

As 15 alterações de regras

(1) Disputa de pênaltis: agora serão cinco cobranças (não mais três);

(2) O sinal do cronometrista agora termina a partida, não o apito do árbitro;

(3) O tiro livre direto para a 6ª falta acumulada será dado mesmo se o tempo estiver quase terminando;

(4) Na saída de bola, o cobrador não precisa estar mais na sua metade de quadra; a bola está em jogo quando chutada de qualquer maneira; o gol pode ser marcado no pontapé inicial (mas não vale o gol contra);

(5) No desempate por pênaltis, o time com mais jogadores pode reduzir o número de jogadores para ficar na mesma quantidade do seu adversário;

(6) Mão na bola: Não é apenas uma falta tocar fisicamente a bola, mas também é uma falta mover a mão ou o braço propositalmente em direção à bola;

(7) Cartão vermelho para o jogador que, em qualquer lugar da quadra, “negar uma oportunidade óbvia de marcar gols” ao adversário de forma proposital;

(8) Um jogador que negar uma oportunidade de marcar gol ao adversário na sua própria área pode escapar com apenas um cartão amarelo se for comprovado uma tentativa de jogar a bola;

(9) Tiro livre indireto por falta cometida fora da quadra (ambos os jogadores fora da quadra);

(10) Pênalti: Goleiro deve ter pelo menos parte de um pé tocando ou alinhado com a linha de gol;

(11) Pênalti: cartão amarelo ao adversário que obstrui o cobrador, mesmo que esse adversário respeite a distância mínima de 5m;

(12) Regra de 4 segundos para o recomeço do jogo: A contagem começa quando o cobrador da equipe estiver pronto para colocar a bola em jogo ou o árbitro sinalizar que a equipe está pronta;

(13) Saída de bola: Os jogadores agora podem receber a bola do goleiro dentro da sua área;

(14) Saída de bola: Se o goleiro lançar a bola direto para a quadra do adversário será marcado um tiro livre indireto e será cobrado do local onde a bola passou a linha. Essa alteração só estará em vigor nas categorias de base do futsal, e mesmo assim, as federações nacionais poderão decidir sobre o seu uso ou não;

(15) Durante a partida, no máximo cinco substitutos podem se aquecer ao mesmo tempo no banco de reservas.

Continue Lendo

Esportes

Infectado pela Covid-19, presidente do FC Cascavel afirma que sente apenas uma leve gripe e pequena enxaqueca

Foto: Assessoria FC Cascavel

Dois jogadores e o presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva, testaram positivo para Covid-19. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira (01), antes do início das atividades presenciais previstas pelo clube.

Os três estão assintomáticos e ficarão em observação pelo departamento médico do Cascavel, realizando novos testes dentro de dez dias. Os demais atletas, além da comissão técnica, retornaram nesta segunda-feira (1º) às atividades presenciais e ficarão em quarentena no centro de treinamento durante os próximos 15 dias.

O presidente do clube Valdinei Silva, um dos infectados pela Covid-19, revela, com exclusividade a Rádio Difusora do Paraná, que o planejamento do time não irá se modificar com os resultados dos exames.

Ouça a entrevista na íntegra:

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.