Conectado com

Esportes

Rondonense Thiago Wild se torna o mais jovem tenista brasileiro a ganhar título da ATP

Fonte: Folha de São Paulo

O paranaense de 19 anos venceu por 2 a 1 o noruguês Casper Rudd na final do ATP 250 de Santiago

 

O paranaense Thiago Wild tem apenas 19 anos, mas já começa a se acostumar a quebrar recordes no tênis brasileiro. Primeiro atleta do país a vencer a chave juvenil do US Open, em 2018, ele se tornou neste domingo (2), o mais jovem tenista do país a conquistar um torneio do circuito da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais).

Na final do ATP 250 de Santiago, Wild (que ocupa a 182ª posição do ranking mundial) venceu o norueguês Casper Ruud (38º do mundo) por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 4/6 e 6/3, e bateu o recorde de Gustavo Kuerten, o Guga, que venceu o Grand Slam de Roland Garros com 20 anos e 9 meses.

O brasileiro Thiago Wild comemora título do ATP de Santiago – Claudio Reyes/AFP

 

“A partida foi muito equilibrada, nós dois tivemos chances, mas aproveitei um pouco melhor as minhas e consegui vencer”, disse o tenista, que deve aparecer na 113ª posição do ranking da ATP na sua próxima atualização.

Em sua estreia no torneio, ele bateu o argentino Facundo Bagnis (131º). Em seguida, passou pelo também argentino Juan Ignacio Londero (63º) e encontrou nas quartas de final o chileno Cristian Garin (18º), que havia conquistado o Rio Open no último dia 23.

Após vencer o primeiro set por 7/6, ele viu o cabeça de chave número um do torneio desistir da partida com dores na lombar e se credenciou a brigar por uma vaga na final contra o argentino Renzo Olivo (297º do mundo).

Na semifinal, a pressão sobre o brasileiro era grande. Desde abril de 2017, quando Thomaz Bellucci chegou à decisão do Torneio de Houston, nos EUA, um brasileiro não chegava à final de um campeonato do circuito da ATP.

Wild não deu atenção para o jejum e, com uma vitória tranquila por 6/1 e 6/3, quebrou a escrita de quase três anos.

“Jogar um evento da ATP como pelo Brasil, que não tem uma cultura de ter muitos tenistas no topo, o tempo todo, é muito bom, é incrível. Me faz pensar que posso fazer ainda melhor. Faz eu sentir que tenho potencial para usar todas as minhas forças e continuar com a minha temporada”, afirmou o brasileiro após a conquista da vaga na final.

Na decisão contra o norueguês Casper Ruud, o brasileiro começou na frente, vencendo o primeiro set por 7/5. No entanto, o nervosismo apareceu dos dois lados da quadra, com os tenistas alternando bons e maus momentos.

 

O segundo set foi de bastante equilíbrio, com os dois tenistas confirmando os seus serviços, até que na oitava parcial, o norueguês conseguiu quebrar o saque de Wild e, confirmando seu serviço, empatou o jogo com um 6/4.

O brasileiro começou melhor o terceiro e decisivo set. Ele confirmou os seus dois primeiros serviços e quebrou o do adversário, abrindo vantagem de 3 a 0.

Depois, os tenistas confirmaram seus serviços em sequência até que o brasileiro fechou o jogo em 6/3.

“Ele jogou um tênis impressionante durante toda a semana. Não posso ficar chateado com a minha derrota”, disse Ruud. “Ele provou que merecia o convite e aproveitou bem a oportunidade. Espero poder jogar muitas outras finais com ele no futuro.”

 

Ao levantar a taça, o Thiago Wild encerrou jejum de cinco anos sem que um tenista do país não conquistasse um torneio de ATP. O último havia sido Thomaz Bellucci, campeão em Genebra, em 2015.

Wild também quebrou outro recorde: é o primeiro tenista nascido nos anos 2000 a um ganhar ATP. ​

Segundo o tenista, a pressão gerada pela quebra de recordes é algo que ele vai ter que aprender a lidar. “A pressão é algo que vem com o tempo e com os resultados. Tenho que falar com o meu treinador e com a minha equipe sobre isso, para conseguir lidar bem”, disse.

 

Fonte: Folha de São Paulo

Esportes

FGF e clubes mantêm paralisação do Gauchão por tempo indeterminado

Mateus Bruxel / Agencia RBS

O Gauchão seguirá paralisado por tempo indeterminado. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (26), em videoconferência promovida pela Federação Gaúcha de Futebol, que decidiu prolongar, a agora sem previsão de retorno, a pausa estabelecida no último dia 16 por conta da pandemia do coronavírus.

No próximo dia 20, clubes e federação se reunirão novamente para decidir se o Gauchão seguirá ou não. Os últimos jogos disputados foram no dia 15 de março, pela terceira rodada do segundo turno. O campeão da primeira etapa do torneio foi o Caxias, que venceu o Grêmio na final.

Os representantes dos 12 clubes que disputam o Estadual usaram um aplicativo para apresentar suas ideias para a sequência do campeonato. A decisão de manter a competição paralisada vai de encontro com as recomendações do governo do Estado, que na semana passada decretou calamidade pública no Rio Grande do Sul.

Rádio Difusora do Paraná com GaúchaZH

Continue Lendo

Esportes

Atleta rondonense testa positivo para o Covid-19.

Ele é o primeiro caso do Coronavirus em Marechal Cândido Rondon.

O tenista rondonense Thiago Seyboth Wild testou positivo no final da noite desta terça-feira (24) o Covid-19. Thiago está na sua cidade natal, em Marechal Cândido Rondon/PR, desde o dia 18 de março, pois todos os principais torneios mundiais foram cancelados ou adiados por causa da Pandemia do Coronavirus.

O número 113 do mundo reside e treina no Rio de Janeiro e nos últimos dias vinha trabalhando fisicamente, no Paraná, com o seu Pai, Claudio Wild.

Thiago completou 20 anos de idade no último dia 10 de março.

Neste ano o brasileiro teve uma grande ascensão ao passar da primeira fase do Rio Open e conquistar o título do ATP 500 em Santiago, no Chile, dando um grande salto no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais. O paranaense, respeitando as orientações das autoridades de saúde, ficará em quarentena, ou seja, isolado de qualquer contato pelos próximos 14 dias.

O próprio Thiago gravou um vídeo afirmando, que apesar do seu teste ter dado positivo para o Covid-19, ele se sente bem e espera em breve retornar as quadras.

 

Fonte: Picolo Esporte Clube

 

Continue Lendo

Esportes

Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020 são oficialmente adiadas

Foto: Athit Perawongmetha/Reuters

Reportagem com Gladiston Pacheco

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.