Conectado com

Geral

Saúde recebe mais doses e começa a distribuir 377,5 mil vacinas nesta quarta; veja divisão

Foto: JONATHAN CAMPOS/AEN

As doses fazem parte da 31ª pauta de distribuição. São 453,7 mil vacinas no total, sendo 296.550 doses do Covishield (AstraZeneca/Oxford); 88.200 da CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac); e 69.030 doses da Comirnaty (Pfizer/BioNTech).

 

O Paraná começa a distribuir nesta quarta-feira (21) mais 377.505 vacinas contra Covid-19 para as 22 Regionais de Saúde. As doses fazem parte da 31ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde. São 453,7 mil vacinas no total, sendo 296.550 da Covishield (AstraZeneca/Oxford); 88.200 da CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac); e 69.030 doses da Comirnaty (Pfizer/BioNTech). Parte do quantitativo será armazenada para segunda dose, e parte ainda é esperada para os próximos dias.

O lote inclui as 211.575 doses da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford que aterrissaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, nesta terça-feira (20). Elas se somam às 141 mil que chegaram à Capital nesta segunda (19). Dentro do quantitativo estimado pelo Ministério da Saúde, há ainda as vacinas da Pfizer que chegam às 00h20 desta quarta-feira (21) e outras 32.175 doses da AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, que serão entregues nos próximos dias para completar o lote.

Todas elas passam por conferência detalhada no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). Segundo a Secretaria de Saúde, devem receber por via terrestre as Regionais de Paranaguá, Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão e Telêmaco Borba. Já as Regionais de Cascavel, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Londrina, Apucarana, Maringá, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo e Ivaiporã terão seus quantitativos após transporte aéreo.

DIVISÃO – As 377.505 doses iniciais desse lote estão divididas entre D1 e D2 e em cinco esquemas: 32.760 Pfizer, 36.270 Pfizer, 44.100 CoronaVac, 52.800 Covax/AstraZeneca e 211.575 AstraZeneca/Fiocruz.

Da CoronaVac, das 88.200 vacinas recebidas, 44.100 D1 serão distribuídas aos municípios, enquanto a outra metade, destinada a D2, ficará armazenada no Cemepar até a data correta para sua aplicação (21 dias). As doses são destinadas à população em geral.

As da Pfizer também atendem D1 e D2. São 36.270 direcionadas à primeira dose da população em geral e outras 32.760 exclusivamente para Curitiba, atendendo à segunda dose das pessoas vacinadas com o primeiro lote da Pfizer que chegou ao Paraná e foi distribuído apenas na Capital, em maio. As D2 são para pessoas de 60 a 64 anos, gestantes e puérperas, pessoas com deficiência permanente e comorbidades.

Já as doses da Covishield são subdivididas entre diferentes grupos. As 52.800 vacinas importadas pelo consórcio Covax Facility são exclusivamente para D1 da população em geral.

As demais 211.575 da AstraZeneca/Fiocruz são: 135.010 D1 para população em geral; 57.940 D2 de pessoas com comorbidades; e 18.625 D2 de pessoas com deficiência permanente.

Segundo a Secretaria da Saúde, as outras 32.175 doses da AstraZeneca produzidas pela Fiocruz (para completar as 296.550 anunciadas) vão para D2 de trabalhadores da educação básica.

VACINÔMETRO – Dois dias após completar seis meses de vacinação, o Paraná ultrapassou a marca de 7 milhões de doses aplicadas. Até a tarde desta terça-feira (20), foram 7.102.872 aplicações: 5.239.114 primeiras doses (73,8% do total aplicado), 1.583.454 segundas doses (22,3%) e 280.304 doses únicas (3,9%).

Da população adulta paranaense, 63,28% já receberam ao menos uma dose. Já o percentual da população completamente imunizada, que já recebeu a segunda dose ou dose única, está em 21,37%. Os dados são do Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao Ministério da Saúde.

Confira a quantidade de doses que cada Regional de Saúde recebe nesta remessa:

1ª RS – Paranaguá – 7.671 doses

2ª RS – Metropolitana – 140.887 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 19.624 doses

4ª RS – Irati – 6.461 doses

5ª RS – Guarapuava – 14.894 doses

6ª RS – União da Vitória – 5.726 doses

7ª RS – Pato Branco – 8.915 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 11.403 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 6.259 doses

10ª RS – Cascavel – 15.461 doses

11ª RS – Campo Mourão – 11.248 doses

12ª RS – Umuarama – 8.844 doses

13ª RS – Cianorte – 5.456 doses

14ª RS – Paranavaí – 8.837 doses

15ª RS – Maringá – 24.645 doses

16ª RS – Apucarana – 12.017 doses

17ª RS – Londrina – 30.378 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 6.738 doses

19ª RS – Jacarezinho – 9.119 doses

20ª RS – Toledo – 12.222 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 6.534 doses

22ª RS – Ivaiporã – 4.166 doses

TOTAL – 377.505 doses

 

Fonte: AEN

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Seminário de Educação Inclusiva acontece nesta sexta-feira em Marechal Rondon

Evento é promovido pela Secretaria de Educação e será realizado no auditório Ecos da Liberdade, na Igreja de Deus

 

A Secretaria de Educação de Marechal Cândido Rondon promove um importante evento na sexta-feira, dia 30, no auditório Ecos da Liberdade, na Igreja de Deus. Trata-se do II Seminário de Educação Inclusiva, que terá como tema “Atitudes que transformam”. O evento tem como foco os professores da rede municipal de ensino. Também foram convidados educadores das escolas Pequeno Lar (APAE), Unioeste, ISEPE, Eron Domingues, SESI, SESC, Rui Barbosa, Cristo Rei e Martin Luther.

Objetivos

A programação do evento contará com palestras direcionadas aos educadores e exposição de materiais. O objetivo do evento é proporcionar espaços de reflexões e de debates sobre os desafios da educação no contexto atual, com o intuito de gerar atitudes transformadoras sobre o que se pensa e o que se faz em nome da educação inclusiva, no que tange à aprendizagem e à interação social.

O seminário também visa promover a reflexão sobre a importância do trabalho conjunto entre professores do ensino comum e professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE), para o processo de inclusão do estudante público da educação especial inclusiva; capacitar os professores e colaboradores para atender, acompanhar e mediar o processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes que apresentam necessidades educacionais especiais e, assim, promover a inclusão e o desenvolvimento saudável desses alunos no contexto escolar; contribuir com a formação continuada do professor no que se refere à identificação e ao atendimento do aluno com comportamentos de altas habilidades/superdotação e promover uma mostra de materiais pedagógicos realizados pelos professores das salas de recursos multifuncionais, voltados ao desenvolvimento emocional, psicossocial e, sobretudo, educacional do aluno público da educação especial inclusiva.

Programação

7h30 – Recepção.
8h – Abertura oficial com apresentação cultural e mesa de honra.
8h30 – Palestra: “Impactos do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) na vida escolar”, com Marta Regina Clivati.
10h – Abertura para questionamentos.
10h30 – Mostra e exposição dos trabalhos das professoras das Salas de Recursos Multifuncionais (SEM).
13h30 – Apresentação de piano, pela professora Cibelli Ramos.
13h40 – Palestra: “Autismo e estimulação precoce”, com a psicóloga Débora Stela Pesavento. 15h – Abertura para questionamentos.
15h30 – Intervalo.
15h45 – Palestra: “Altas Habilidades/Superdotação no Contexto Escolar”, com a psicóloga Franciele Pereira Gozzi Freiberger.
17h – Abertura para questionamentos.
17h30 – Encerramento.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Administração rondonense recebe prêmios por estimular o turismo regional

O município de Marechal Cândido Rondon foi reconhecido com a outorga de dois troféus em virtude do trabalho desempenhado em prol do turismo regional. Uma das comendas enaltece a atuação do prefeito Marcio Rauber para fortalecer o segmento, enquanto a outra honraria destaca as ações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, pasta responsável pelo setor em âmbito local.

Os reconhecimentos foram prestados durante evento realizado terça-feira (27), em Foz do Iguaçu. A honraria foi chancelada pela Adetur Cataratas e Caminhos, que também homenageou outros municípios que investem no setor turístico.

Nesta quarta-feira (28), o troféu foi entregue ao prefeito Marcio Rauber por parte do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Valdir Port (Portinho), e de Marciane Linck Sauer e André Wobeto, servidores da pasta.

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

Geral

Curso para taxistas está com inscrições abertas

Encontram-se abertas junto à Secretaria de Mobilidade de Marechal Cândido Rondon, as inscrições para o curso de qualidade na prestação de serviços para taxistas. A finalidade é aprimorar as competências comportamentais dos motoristas, visando a ética profissional e a melhoria dos serviços oferecidos aos usuários de táxi.

As inscrições devem ser feitas até o dia 17 de outubro. O curso disponibilizado para 25 alunos terá duração de 15 horas/aula, com realização nos dias 20, 21, 27 e 28 de outubro e 03 de novembro. As aulas acontecerão no Senac, das 19h às 22h.

No ato da inscrição, é preciso trazer CPF, RG, cópia da CNH, comprovante de residência e atestado de antecedentes criminais. Tanto o taxista condutor, quanto o taxista auxiliar devem participar do curso.

O treinamento é promovido pela prefeitura rondonense, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Nova lei

O município conta com a vigência da nova lei do transporte de passageiros em veículo motor, mais conhecida como a “Lei dos Taxistas”. O decreto, inclusive, traz inovações no que se refere ao desempenho desta atividade profissional.

Conforme a Secretaria Municipal de Mobilidade, para quem já trabalha como taxista e para aqueles que pretendem trabalhar neste segmento, há critérios a serem seguidos, mas também existem benefícios, entre eles a liberdade de trabalho.

Desde então, todos os bairros da sede municipal e os distritos passam a contar com 24 pontos de táxis. Existe rotatividade no sistema, bem como pontos temporários durante eventos, localizados por exemplo no parque de exposições, lago municipal, entre outros.

Além disso, os táxis podem fazer os horários de trabalho. Assim, ficam mantidos os direitos e as exigências de quem já está regulamentado, ampliando para quem deseja trabalhar como taxista.

Entre os requisitos a serem observados pelos taxistas estão: o veículo deve ter no máximo dez anos do primeiro emplacamento, cor branca e ser quatro portas. Além do mais, o taxista condutor e o taxista auxiliar precisam destacar na CNH que exercem atividade remunerada, o que pode ser providenciado na Ciretran.

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.