Conectado com

Geral

Secretaria de saúde rondonense presta contas do último trimestre

Aconteceu ontem, audiência pública para a prestação de contas da Secretaria de Saúde de Marechal Rondon, referente ao terceiro quadrimestre do ano de 2019.

Investimentos no período foram de 31,90% da receita de impostos.

Na audiência, além dos números apresentados, foi debatida a situação da dengue em Marechal Rondon.

Segundo a secretária de saúde Marciane Specht, com relação aos investimentos no terceiro quadrimestre de 2019, foi de 31,90% da receita de impostos; destacando que a aplicação mínima definida por lei é de 15%,

Foram realizadas 1.143 consultas em pediatria durante o 3° quadrimestre.

Consultas com clínicos gerais somaram 20.861, incluindo os médicos do Programa Saúde da Família.

Em ginecologia e obstetrícia, o número foi de 1.951 atendimentos.

Já em consultas odontológicas, 4.077 atendimentos foram feitos.

Na Unidade de Saúde 24 horas foram realizadas 3.540 consultas nas diversas especialidades disponíveis.

Foram 9.505 exames realizados, outros 15.116 atendimentos médicos de urgência e emergência, 1.480 por especialidade e 9.233 atendimentos de enfermagem.

O Hospital Dr. Cruzatti conta atualmente com dois centros cirúrgicos e 23 leitos. Durante o 3º quadrimestre de 2019, foram atendidos 475 pacientes.

Desde junho de 2017, após adequações, o Hospital Dr. Cruzatti, passou a receber partos.

Somente no 3º quadrimestre de 2019, foram realizados 35 partos normais e 54 cesarianas.

Em se tratando de procedimentos cirúrgicos, foram 71 pequenas cirurgias e 57 eletivas.

Ao todo, 3.095 exames foram feitos no hospital, como os laboratoriais, raio-x, eletrocardiograma, tomografia, ultrassonografia, etc.

No CAPS, foram realizadas 359 consultas médicas, 188 de psicologia, 22 de enfermagem, 191 através de assistente social, 98 de psicopedagoga, além de intervenções diversas.

Na Clínica da Mulher, foram realizados 886 exames papanicolau, 824 papanicolau – 25 a 29 anos e 488 mamografias.

A equipe do Departamento de Vigilância Sanitária é composta por nove profissionais, sendo um médico veterinário, um farmacêutico bioquímico, cinco fiscais sanitários, uma enfermeira e uma arquiteta.

Ao todo, a equipe realizou 1.277 ações no quadrimestre, entre vistorias, fiscalizações e demais procedimentos.

No setor de Controle de Endemias, no combate e controle da dengue, foram visitados 40.966 imóveis, além da realização de arrastões, ações de conscientização em escolas e unidades de saúde, entregas de ráfia, divulgações na imprensa, etc.

Os números apresentados em relação ao trabalho do setor de epidemiologia foram com base a todo 2019.

Foram realizados 14.713 testes rápidos realizados (4.341 Sífilis, 3.534 Hepatite B, 3.425 Hepatite C e 4.313 HIV); 736 exames enviados ao Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) e Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (CISCOPAR).

Ouvidoria Municipal, Farmácia Básica, Lista de Espera e Agendamentos, Ciscopar e Transporte de Pacientes completam as informações da prestação de contas do 1° quadrimestre deste ano, e podem ser conferidos no Portal da Transparência

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Justiça condena Estado a fornecer professor de apoio permanente para estudante com síndrome de Down.

A Vara da Infância e da Juventude de Toledo confirmou em sentença judicial liminar , a condenação do Estado do Paraná a fornecer professor de apoio permanente, exclusivo e individual, para um estudante com síndrome de Down.

O aluno está matriculado em escola da rede pública estadual em Ouro Verde do Oeste e a decisão foi proferida em resposta a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Toledo.

Segundo a ação, até o 5.º ano, enquanto estudava na rede pública municipal, o estudante contou com professor de apoio, porém, no início deste ano, ao ingressar no 6.º ano em uma instituição da rede pública estadual, o adolescente deixou de contar com tal profissional, o que acarretou vários prejuízos educacionais.

O MPPR então instaurou procedimento administrativo e solicitou a oferta do profissional de apoio, o que foi negado pelo Núcleo Regional de Educação e por isso foi ajuizada a ação.

Para fundamentar a ação, a Promotoria de Justiça apresentou documentos técnicos que indicavam a necessidade de concessão de professor de apoio especializado para acompanhamento individual do estudante, por ele apresentar síndrome de Down ou trissomia do cromossomo 21 , alteração genética causada por um erro na divisão celular durante a divisão embrionária.

Em vez de dois cromossomos no par 21, as pessoas com a síndrome possuem três o e que pode causar diversas barreiras físicas e cognitivas.

O Ministério Público lembra na ação que o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei Brasileira de Inclusão garantem o direito à educação especial, prestada preferencialmente de forma inclusiva e na rede regular de ensino , o que também é assegurado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação .

Em março, mês marcado pelo Dia Internacional da Síndrome de Down, a Justiça já havia concedido liminar para a concessão de profissional de apoio ao estudante e agora a decisão foi confirmada, com sentença meritória proferida.

Panorama – 08 julho 2020 – Regis Guerreiro

Apresentação: Maiko e Pacheco

A Vara da Infância e da Juventude de Toledo confirmou em sentença judicial liminar , a condenação do Estado do Paraná a fornecer professor de apoio permanente, exclusivo e individual, para um estudante com síndrome de Down.

O aluno está matriculado em escola da rede pública estadual em Ouro Verde do Oeste e a decisão foi proferida em resposta a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Toledo.

Segundo a ação, até o 5.º ano, enquanto estudava na rede pública municipal, o estudante contou com professor de apoio, porém, no início deste ano, ao ingressar no 6.º ano em uma instituição da rede pública estadual, o adolescente deixou de contar com tal profissional, o que acarretou vários prejuízos educacionais.

O MPPR então instaurou procedimento administrativo e solicitou a oferta do profissional de apoio, o que foi negado pelo Núcleo Regional de Educação e por isso foi ajuizada a ação.

Para fundamentar a ação, a Promotoria de Justiça apresentou documentos técnicos que indicavam a necessidade de concessão de professor de apoio especializado para acompanhamento individual do estudante, por ele apresentar síndrome de Down ou trissomia do cromossomo 21 , alteração genética causada por um erro na divisão celular durante a divisão embrionária.

Em vez de dois cromossomos no par 21, as pessoas com a síndrome possuem três o e que pode causar diversas barreiras físicas e cognitivas.

O Ministério Público lembra na ação que o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei Brasileira de Inclusão garantem o direito à educação especial, prestada preferencialmente de forma inclusiva e na rede regular de ensino , o que também é assegurado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação .

Em março, mês marcado pelo Dia Internacional da Síndrome de Down, a Justiça já havia concedido liminar para a concessão de profissional de apoio ao estudante e agora a decisão foi confirmada, com sentença meritória proferida.

Continue Lendo

Geral

PRv de Marechal Rondon apreende veículo com cigarros contrabandeados

A Policia Rodoviária Estadual posto de Marechal Rondon realizou na manha desta quarta-feira (08), uma nova apreensão de cigarros contrabandeados do Paraguai.

No entrocamento das PRs 585 e 317, entre os municípios de Toledo e São Pedro do Iguaçu, os policiais deram ordem de parada a um automóvel Astra com placas de Curitiba, cujo condutor desobedeceu à determinação e empreendeu fuga.

No momento em que tentava fugir da viatura, o carro ficou desgovernado e caiu em um barranco.

O contrabandista fugiu para uma região de mato e não foi mais localizado.

O carro Astra, com placas de Curitiba, estava carregado com cigarros contrabandeados do Paraguai.

Policiais rodoviários estaduais de Marechal Rondon estão registrando a ocorrência.

O veículo e o contrabando serão encaminhados para a Receita Estadual de Cascavel.

Continue Lendo

Geral

Acusado de estuprar sobrinhas de 05 e 07 anos é preso em Mercedes

Como parte da Operação Hórus, policiais militares do Batalhão de Polícia de Fronteira cumpriram ontem, terça-feira, mandados de prisão nas cidades de Mercedes e Entre Rios do Oeste.

Inicialmente a equipe policial recebeu denúncia anônima dando conta que o morador de uma determinada residência, em Mercedes, possuía um mandado de prisão em aberto.

No local indicado pela denúncia os policiais do BPFron se depararam com um homem de 37 anos, cuja identidade não foi revelada, contra quem havia sido decretada prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

Informações dão conta que no ano de 2013, em Mercedes, o acusado teria estuprado suas duas sobrinhas menores de idade, sendo uma de 05 e a outra de 07 anos, e por isso estava sendo procurado pela Justiça.

Outra prisão em cumprimento a mandado judicial aconteceu ontem, em Entre Rios do Oeste, a partir de abordagem feita a um veículo Gol.

A considerar que o condutor portava pequena quantidade de maconha, os militares do Batalhão de Fronteira levantaram sua ficha criminal e constataram a existência de um mandado de prisão em aberto.

Em relação a esse caso, não foi revelado o crime pelo qual o acusado teve a prisão decretada.

Também no âmbito da Operação Hórus, em Entre Rios do Oeste, foi apreendido na tarde de ontem, terça-feira, um caminhão carregado com cerca de 300 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

A equipe policial observou uma movimentação suspeita em uma propriedade rural, no entanto, com a aproximação das viaturas, as pessoas que lá se encontravam fugiram a pé em meio a vegetação.

Com a constatação de que transportava o ilícito, o caminhão Mercedes Benz foi encaminhado com o contrabando à Delegacia de Polícia Federal de Guaira.

O prejuízo aos contrabandistas girou em torno de 800 mil reais, mas por enquanto nenhum dos envolvidos foi preso.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.