Conectado com

Agricultura

Senado aprovada a “MP do Agro” e matéria segue para sanção presidencial

O plenário do Senado aprovou ontem, quarta-feira, a medida provisória que facilita o crédito e o financiamento das dívidas para produtores rurais.

  A medida é um divisor de águas para o crédito rural  

A votação da “MP do Agro”, como é conhecida, foi acompanhada pessoalmente pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que considera o texto um “divisor de águas para o crédito rural” por conter “ferramentas que vão simplificar e dar segurança para quem quer investir no Brasil”.

Para virar lei o texto agora depende de sanção presidencial.

Aprovada pela Câmara dos Deputados pouco antes do carnaval, a expectativa do governo é que medida amplie financiamentos e aumente a competição no crédito rural.

Pelo projeto de lei de conversão do deputado Pedro Lupion, do Paraná, não haverá limite para a participação de produtores rurais em um fundo, que contará ainda com cotas dos credores.

Segundo o parlamentar, , medida vai “desburocratizar o setor e facilitar o acesso ao crédito”.

Durante a discussão da matéria no plenário da Câmara, foi excluída a determinação de repasse de 20% dos fundos constitucionais de financiamento do Nordeste, Banco da Amazônia e Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste para bancos privados aptos a conceder créditos rurais e a previsão de análise dos empréstimos pelos conselhos deliberativos das superintendências de desenvolvimento regional.

A medida facilita a emissão de títulos do agronegócio e possibilita instituições financeiras privadas a operarem crédito rural com equalização de juros.

Em outro ponto, a MP permite que o produtor rural desmembre sua propriedade para dar como garantia em operações de crédito: atualmente o proprietário precisa oferecer todo o imóvel como garantia, que, por vezes, vale mais que o valor do financiamento.

O patrimônio de afetação dará maior segurança ao sistema financeiro na concessão de crédito aos produtores rurais, ampliando o acesso aos recursos financeiros e permitindo melhor negociação do financiamento.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Produtores da microrregião de Marechal Rondon nos preparativos para o plantio da soja

Os agricultores da microrregião de Marechal Cândido Rondon já estão de olho na meteorologia para definirem os melhores dias para o plantio da safra de soja 2022/2023.

 

Enquanto esperam pelo fim do vazio sanitário para poderem iniciar o plantio de mais uma safra de soja a partir do dia 10 de setembro, os agricultores aproveitaram os últimos dias para limparem as lavouras e deixá-las mais férteis.

Com as sementes, fertilizantes e herbicidas comprados há mais tempo, temendo que pudessem faltar ou que os preços se tornassem mais caros, os produtores aproveitam para revisar o maquinário para o plantio.

Igualmente eles estão observando a previsão da meteorologia para a primeira quinzena de setembro, uma vez que a grande maioria prefere plantar tão logo ocorra o fim do vazio sanitário no próximo dia 10.

O vazio sanitário da soja foi iniciado no dia 10 de junho com a finalidade de limitar a sobrevivência do fungo causador da ferrugem asiática durante a entressafra e, consequentemente, reduzir a incidência e atrasar a ocorrência da doença na próxima safra.

De acordo com a área técnica de cooperativas e empresas do setor, é arriscado plantar a soja sem as condições ideais, principalmente levando em consideração os altos custos desta safra, um dos maiores da história.

A profissional da área técnica do Sistema Faep/Senar/Paraná, engenheira agrônoma Ana Paula Kowalski, destaca a preocupação com o clima para o início do plantio da soja..

 

Continue Lendo

Agricultura

Sindicato Rural de Marechal Rondon é representado em Encontro Nacional do Agro

Nesta quarta-feira, durante o Encontro Nacional do Agro, em Brasília, lideranças e produtores do setor acompanharam a apresentação do documento “O que Esperamos dos Próximos Governantes”.

 

Realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o evento contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Agricultura, Marcos Montes, e de diversas outras pessoas ligadas ao agro.

Do público estimado em cerca de 3 mil e 200 pessoas procedentes de praticamente todos os estados brasileiros, o Paraná foi representado por 350 lideranças rurais de todas as regiões.

A delegação liderada pela FAEP contou com a participação de presidentes e diretores de 123 sindicatos rurais, produtores rurais de todos os cantos do Estado e um número significativo de mulheres do campo.

Além de seu presidente Edio Chapla, o Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon foi representado por João Wochner, Sérgio Barbian, Ricardo Kempfer, Jean Marco Stoef e Vilmar Fulber.

Na ocasião, além de pronunciamentos destacando o agro no país, a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil apresentou o documento “O que Esperamos dos Próximos Governantes”.

O diretor técnico da CNA, Bruno Lucchi, citou que o trabalho desenvolvido pela Confederação será encaminhado a todas as Federações e tem quatro pilares principais: Segurança Alimentar, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Sustentável.

Ele mencionou que em cada grande área há tópicos, como tecnologia, logística, transporte, mercado internacional, reformas política, administrativa e tributária, saúde, educação, emprego, mercado de carbono, economia verde e agroenergia, entre outros.

Participante do Encontro Nacional do Agro, nesta quarta-feira, em Brasília, a deputada federal e pré-candidata a Senadora pelo PROS, Aline Sleutjes, enaltece o agronegócio brasileiro…

 

Continue Lendo

Agricultura

Rondonenses participam de Encontro Nacional do Agro em Brasília

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil está reunindo nesta quarta-feira, em Brasília, milhares de produtores rurais e lideranças do agronegócio para debater o futuro da atividade.   

 

         Além dos debates sobre as mais variadas demandas do setor, o “Encontro Nacional do Agro” serve para que as lideranças rurais também encaminhem pleitos aos candidatos das eleições de outubro.

A Federação da Agricultura do Estado do Paraná mobilizou cerca de 350 pessoas, incluindo agropecuaristas e dirigentes sindicais, dentre os quais seis representantes do município de Marechal Cândido Rondon.

Além de seu presidente Edio Chapla, o Sindicato Rural Patronal está sendo representado por João Wochner, Sérgio Barbian, Ricardo Kempfer, Jean Marco Stoef e Vilmar Fulber.

Dentre as muitas autoridades do agronegócio brasileiro que participam do evento organizado pela CNA está o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Sérgio Souza…..

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.